Arquivo | dezembro 2011

Katheryn Elizabeth Hudson: kety perry


Biografia

Katheryn Elizabeth Hudson nasceu no dia 25 de outubro de 1984 em Santa Barbara, Califórnia, Estados Unidos da América. É a segunda filha do casal de pastores Keith e Mary Hudson. Em uma entrevista com o Jornal Metro Internacional de Portugal, Katy Perry disse que possue ascendência portuguesa por parte da mãe. Katy também é sobrinha dos directores e roteiristas cinematográficos Frank e Eleanor Perry. Quando criança, Katy ouvia apenas músicas evangélicas e era proibida de ouvir as de outros géneros, pois seus pais consideravam-nas “músicas seculares”. Desde sua infância já cantava publicamente em restaurantes e reuniões familiares, momento em que seus talentos musicais foram descobertos; consequentemente, Katy passou a cantar no coro musical de sua igreja. Durante sua infância, participava de escolas dominicais, acampamentos religiosos e chegou a fazer aulas de dança em Santa Bárbara. Ela e sua irmã praticavam canto através de fitas cassetes, que eram frequentemente furtadas por Katy para treinar sozinha. Aos dezesseis anos, matriculou-se na Academia de Música do Oeste em Santa Bárbara, onde aprendeu ópera italiana por um pouco tempo.

Durante o período de adolescência, Katy começou a ouvir algumas músicas não-religiosas como as do Queen, The Beach Boys, Heart, Joni Mitchell, Paul Simon, Cyndi Lauper e Alanis Morissette, o que de fato influenciou, mais tarde, no género musical de sua carreira. Aos seus quinze anos de idade, deslocou-se de Santa Barbara para Nashville, onde trabalhou com algumas pessoas ligadas à música country e gravou algumas demos. Ela assinou com a Red Hill Records e lançou seu primeiro álbum musical em 2001, conhecido como Katy Hudson de género gospel. A cantora mudou seu nome artístico de “Katy Hudson” para “Katy Perry” pois seu primeiro nome artístico é muito parecido com a da atriz Kate Hudson e além disto, o nome ‘Perry’ era o sobrenome de solteiro de sua mãe. Em 2003, assinou contrato com a Columbia Records e participou do álbum The Matrix como vocalista. The Matrix já havia trabalhado com com outros cantores como Avril Lavigne, Liz Phair e Britney Spears, entre outros artistas. Nessa época, a cantora começou a chamar a atenção dos grandes produtores e executivos da indústria musical com alguns hits como “Broken”. Como a Columbia não chegou a lançar o álbum, a banda tinha recuperado os direitos sobre o disco, tendo como objetivo, lançá-lo através da Let’s Hear It Records, mas mesmo assim não conseguiram. O álbum foi cancelado semanas antes do lançamento em 2004. Em 2005, assinou novamente com a Columbia Records e conheceu o produtor musical Glen Ballard, com quem compôs algumas canções como “Box”, “Diamonds” e “Long Shot”, que vieram a constituir o álbum Diamonds. Infelizmente, o álbum foi cancelado e algumas canções foram renomeadas e passaram a pertencer à Kelly Clarkson.

Em 2007 assinou contrato com a Capitol Records e iniciou-se o período de sucesso da cantora. Lançado em 20 de novembro do mesmo ano, o EP Ur So Gay foi a primeira edição. A canção foi elogiada por Madonna, “É a minha música favorita” diz em uma entrevista. O EP visava introduzir a cantora na indústria musical, que acabou transformando-a em uma celebridade. Além deste objetivo, o EP foi um meio que Perry usou para vingar-se de um ex-namorado que havia magoado-a. Após Ur So Gay foi gravado o álbum One of the Boys. Sua carreira disparou extremamente com o lançamento do single polêmico e famoso I Kissed a Girl em 6 de maio de 2008, que desencadeou uma série de controversos comentários sobre a orientação sexual da cantora, que não manifestou-se contra ou à favor. O single foi composto pela própria Perry juntamente ao Dr. Luke, Cathy Dennis e Max Martin. I Kissed a Girl ficou no topo da parada de sucessos da Billboard e tornou-se um grande sucesso mundialmente conhecido. Segundo a cantora em uma entrevista com a revista Steppin’ Out, a inspiração para o single seria a atriz Scarlett Johansson, pela qual Perry sentiu desejo de beijá-la. Ao todo, I Kissed a Girl chegou a ficar sete semanas em primeiro no Hot 100 da Billboard e está até hoje nas paradas européias e canadenses. Logo (não oficial) da cantora durante o período de gravação do álbum One of the Boys. Hot N Cold é o segundo single do álbum, lançado em 9 de setembro de 2008 nos Estados Unidos e Canadá, e em 10 de setembro de 2008 na Austrália. A música começou 2009 na primeira posição na loja virtual iTunes e a terceira posição na Billboard, alcançando a marca de mais de 6 milhões de unidades no mundo inteiro. Assim como I Kissed a Girl, o single foi composto por Perry, Dr. Luke e Max Martin e tornou-se uma das músicas mais populares da Billboard, na posição #3 da Billboard Hot 100. Tornou-se segundo lugar do top five em mais de dez países, incluindo Reino Unido, Austrália, Irlanda e Nova Zelândia; chegando ao topo das paradas na Turquia, Finlândia, Alemanha, Grécia, Canadá, Noruega e Dinamarca. O terceiro single do seu álbum foi Thinking of You, lançado originalmente nos Estados Unidos em janeiro de 2009. Foi o primeiro single de One of the Boys composto exclusivamente por Perry, que assim como os outros dois singles e seu Ep, fez sucesso internacionalmente. Foi classificado como número #29 da Billboard Hot 100, com um desempenho nas paradas musicais inferior aos singles anteriores. No Brasil, a música teve um bom desempenho devido à empregação deste single na novela Caminho das Índias da Rede Globo, que consequentemente fez com que Thinking of You fosse mais executada nas rádios brasileiras, segundo uma pesquisa, em segundo lugar de um total de dez. O quarto e último single do álbum de Perry foi o também sucesso Waking Up in Vegas, composta por Perry, Desmond Child e Andreas Carlsson. Foi classificada pela Billboard Hot 100 como #14 e #11 pela Canadian Hot 100. Com Waking Up In Vegas, a cantora conseguiu no mês de agosto de 2009, o que já havia feito com I Kissed A Girl e Hot N Cold, que alcançaram o primeiro lugar das paradas norte-americanas.  Em maio, ela reatou o namoro com Travis McCoy, mas eles terminaram novamente em setembro de 2009. Ela participou do MTV Video Music Awards de 2009, indicada na categoria “Melhor Videoclipe Feminino” com “Hot N Cold” e cantando “We Will Rock You” do Queen acompanhada de Joe Perry. Durante a premiação, ela conheceu e começou a namorar com apresentador do evento, Russell Brand. A cantora participou da canção remixada da dupla de música eletrônica, 3OH!3, chamada Starstrukk e que foi lançada oficialmente no programa de rádio On Air with Ryan Seacrest em setembro de 2009. Em 5 de novembro, Katy Perry quebrou um recorde de quinze anos ao apresentar o MTV Europe Music Awards de 2009 por dois anos consecutivos, onde também foi indicada na categoria “Melhor Videoclipe” com “Waking Up in Vegas” e “Melhor Artista Feminina”.

Em novembro de 2009, a parceria entre a MTV e a Capitol Records resultou no lançamento do álbum acústico MTV Unplugged: Katy Perry, com versões acústicas de algumas faixas de One of the Boys, cover do Fountains of Wayne e uma canção inédita chamada “Brick by Brick” que foi escrita pela própria Katy, mas nunca lançada oficialmente até então. Logo depois ela participou da canção intitulada If We Ever Meet Again, do rapper Timbaland e que foi lançada como quarto single promocional do álbum Timbaland Presents Shock Value II em dezembro de 2009. Em janeiro de 2010, Katy Perry aceitou o pedido de casamento feito por Russell Brand enquanto ambos estavam viajando em Jaipur, Rajastão, Índia. Ela retornou aos estúdios para a gravação de seu segundo álbum de estúdio de música pop, e anunciou que estava trabalhando com Dr. Luke, Max Martin e Greg Wells novamente, além de anunciar Tricky Stewart como produtor, também. Ela participou como jurada da nona temporada do programa americano de talentos musicais American Idol, em janeiro de 2010. California Gurls, que tem a participação do rapper Snoop Dogg, foi lançado em maio de 2010 como primeiro single do segundo álbum de estúdio intitulado Teenage Dream e conseguiu atingir a primeira posição das paradas americanas, australianas, canadenses, irlandesas e neozelandesas, aparecendo no pódium das paradas alemãs, austríacas, finlandesas e portuguesas, tornando-se o terceiro hit da carreira da cantora, com aproximadamente 4,400,000 cópias vendidas digitalmente. Katy Perry apresentou o Teen Choice Awards de 2010, vencendo nas categorias “Música do Verão” e “Melhor Single” com California Gurls.

kety perry

O álbum Teenage Dream foi lançado em agosto de 2010 e emplacou na primeira posição das paradas de álbuns como a Billboard 200 e as paradas australianas, canadenses, inglesas e irlandesas. A faixa-título do álbum, Teenage Dream, foi lançado em julho, antes do lançamento do álbum, como segundo single e atingiu a primeira posição dos Estados Unidos, Irlanda e Nova Zelândia, também tornando-se um sucesso de sua carreira. Em setembro, ela gravou uma participação especial no programa infantil, Sesame Street, mas ela não foi ao ar devido ao decote usado pela cantora no episódio, que foi reprovado por alguns pais mais conservadores. Em resposta, Perry apareceu no programa americano da NBC, Saturday Night Live, vestida com uma camiseta com um grande decote e com o rosto do personagem da Sesame Street, Elmo, como forma de deboche à crítica. Em outubro, o terceiro single de Teenage Dream,

OFICIAL VIDEO: TUDO sobre o nosso MUNDO

Firework, foi lançado nos Estados Unidos, conseguindo atingir a primeira posição das paradas americanas, canadenses e neozelandesas, sendo o quinto single de sucesso da carreira da cantora. Firework fez com que a cantora quebrasse um recorde por conseguir fazer três singles consecutivos de um mesmo álbum atingirem a primeira posição da parada americana, Billboard Hot 100, feito realizado pela última vez em 1999 pela cantora de R&B, Monica. O videoclipe foi patrocionado pela companhia telefônica européia Deutsche Telekom, que selecionou mais de 200 fãs da cantora para participar da produção. Em outubro, a cantora participou e apresentou-se no Victoria’s Secret Fashion Show 2010, onde cantou Firework usando um vestindo desenhado pelo estilista Todd Thomas. Durante o outono do Hemisfério Norte, ela lançou sua primeira fragrância, chamada Purr, produto com embalagem em formato de gato.

Após a polêmica envolvendo-na na série Sesame Street, Perry participou do episódio “A Luta Antes do Natal” da vigésima segunda temporada deThe Simpsons, onde representou si mesma como namorada do personagem Moe Szyslak. Em dezembro, Katy Perry participou do VH1 Divas Salute the Troops, onde promoveu Teenage Dream e homenageou as tropas militares dos Estados Unidos junto à Keri Hilson, Nicki Minaj e Hayley Williams. Em janeiro de 2011, a cantora participou do People’s Choice Awards 2011, onde venceu nas categorias “Melhor Artista Feminina” e “Maior Sensação Online”. Ela participou da série americana da CBS, How I Met Your Mother, onde interpretou a prima da personagem Zoey, chamada Honey. Anunciada em outubro de 2010, a cantora embarcou em sua segunda turnê mundial, The California Dreams Tour, iniciada no continente europeu em fevereiro de 2011. Em fevereiro de 2011, ela lançou o quarto single de seu segundo álbum, E.T., com a participação do rapper Kanye West na versão remixada, que foi além do recorde anterior e tornou-se o quarto single consecutivo do álbum a ficar na primeira posição da Billboard Hot 100 — feito realizado pela última vez em 2004 pelo cantor Usher, sendo também que a última artista feminina a emplacar quatro músicas na parada foi Mariah Carey em 1991. Last Friday Night sendo o quinto single oficial de seu segundo álbum de estúdio,Teenage Dream (2010). Foi composta por Perry, Bonnie McKee, Dr. Luke e Max Martin, tem produção pelos dois últimos. A canção alcançou a 4ª posição no Billboard Hot 100 EUA em apenas uma semana o seu quarto no gráfico e 6ª no Hot 100 canadense.

Como todos os singles anteriores de Perry do álbum Teenage Dream, que liderou a tabela Hot Digital Songs, quebrando mais um record. A sigla “T.G.I.F.” é a abreviação de “Thank God it’s friday” (em português: “Graças a Deus é sexta-feira”). O videoclipe da canção foi dirigido por Marc Klasfeld, o clipe caracteriza Katy como uma nerd, com sua alter-ego chamada Kathy Beth Terry. O clipe homenageia os anos 80. Se o single conseguir chegar em #1 na Billboard HOT 100, Katy quebrará um record antes feito apenas pelo cantor Michael Jackson e entrará de vez para a história.

o Tema em foco: reduzir, reutilizar e reciclar


Uma preocupação crescente, em nossa sociedade, está ligada ao volume, cada vez maior, de matérias descartados em nossa residências, o nosso Lixo domestico.

Nossos hábitos de consumo nos fazem comprar produtos individualmente embalados e, muitas vezes protegidos por várias camadas de plásticos, papel ou outros matérias. Isso nos garante, normalmente, uma boa apresentação após o uso do produtor, sua embalagem é, normalmente, jogada no lixo.Lightning storm A diversidade de composição dessas embalagens e o volume cada vez maior de descarta e o TUDO sobre o nosso MUNDO  fala claramente sobre isso Não jogue lixo na rua na estrada nos Rios e prejudicial a Natureza e a você Não esqueça LIXO NO LIXO.

O aumento da População, nas grandes cidades, acarreta aumento nos lixo gerado. Cada um de nos joga fora, diariamente, uma quantidade grande de matérias. Em 1990, na Europa, estimava – se que, em média, cada pessoa gerasse um quilo de lixo por; dia: Já nos Estados Unidos da América, e o Canadá esse valor era ainda maior: Dois quilos. Quanto maior o desenvolvimento socioeconômico, maior a quantidade de lixo produzida. Vamos reciclar.

 

TUDO sobre o nosso MUNDO: WORLD

A Família Real Portuguesa no Brasil


A Família Real Portuguesa no Brasil

A vinda da família real portuguesa para o Brasil se deu no ano de 1808, após a invasão das tropas de Napoleão Bonaparte a Portugal.

Essa invasão foi causada porque a França não conseguiu derrotar a Inglaterra em uma disputa militar, fato pelo qual Napoleão proibiu que os países da Europa Continental fizessem qualquer tipo de comércio com os ingleses. Para isso criou um decreto que constituía o “bloqueio continental”.

Dom João não teve outra alternativa senão fugir com sua família e parte da corte para as terras brasileiras, vieram um total de dez mil pessoas, em 29 de novembro de 1807.


Napoleão Bonaparte

Após sua chegada ao Brasil, dom João decretou que os portos brasileiros fossem abertos para o comércio com todas as nações com as quais mantinham relações cordiais, inclusive com a Inglaterra. Antes dessa decisão o Brasil só mantinha comércio com Portugal e suas colônias.

A família real permaneceu por um mês na Bahia, fazendo melhoras na região, como: a criação da Escola de Cirurgia – que mais tarde tornou-se faculdade de medicina do estado; a criação da Junta do Comércio – virando a associação comercial; a criação do Passeio Público e a construção do Teatro São João – a melhor casa de espetáculos do país.

Em seguida, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde foi instalada a sede do governo de Portugal, por mais de treze anos. Com isso, o Rio de Janeiro cresceu muito e o estado obteve novas estruturas.


Dom João VI e sua esposa Carlota Joaquina

As principais benfeitorias foram: o Banco do Brasil, a Academia Militar e da Marinha, a Imprensa Régia, a Academia de Belas Artes, o Jardim Botânico, o Museu da Biblioteca Nacional, além de outros museus, bibliotecas, teatros e escolas.

O Brasil, até então, era tido como colônia, mas em 19 de dezembro de 1815, passou a Reino Unido a Portugal e Algarve, tendo suas capitanias transformadas em províncias.

Com o falecimento da mãe de D. João, a então rainha de Portugal, este teve que assumir o trono do país, administrando o mesmo daqui do Brasil, enviando suas ordens através dos mensageiros. Mas em 1820 aconteceu uma revolta em Portugal e D. João teve que retornar ao país, deixando seu filho, D. Pedro I, como Príncipe Regente do Brasil.

História do Cigarro


 

O hábito de fumar teve diversas significações ao longo da história. No processo de descoberta do continente americano o hábito seria um exotismo apreciado pelos curiosos europeus. Séculos mais tarde, as películas dos primeiros filmes norte-americanos colocavam um pomposo cigarrinho na boca de suas divas e galãs como sinal de seu estilo de vida sofisticado. Hoje em dia, é alvo de grandes disputas judiciais e campanhas que combatem o hábito extremamente nocivo à saúde.
No entanto, quais seriam os primeiros responsáveis por criar esse hábito que ainda atrai milhares de pessoas ao redor do mundo? De acordo com as pesquisas voltadas para o assunto, a descoberta do cigarro deve ser atribuída aos nativos que moravam no continente americano. Alguns indícios arqueológicos apontam que o consumo de cigarro já acontecia há mais de oito mil anos. Os astecas fumavam o tabaco enrolado em folhas de junco ou tubos de cana. Outros povos preferiam a velha, e ainda conhecida, casca do milho.
Em um vaso maia do século X, foram encontrados índicos arqueológicos com o desenho de um grupo de indígenas fumando um chumaço de folhas de tabaco enroladas a um tipo de barbante. Aproximadamente cinco séculos mais tarde, quando o navegador Cristóvão Colombo chegou à América, os europeus tomaram gosto pelos hábitos dos nativos encontrados na região das Bahamas. Na ocasião, o navegador Rodrigo de Xerxes experimentou o hábito indígena e, quando retornou à Europa, levou algumas folhas consigo.
Algumas décadas mais tarde, os europeus passaram a reinventar os modos de consumo do tabaco. Já no século XVI apareceram os primeiros charutos, que se restringiam a uma pequena parcela da população que tinha condições de pagar pela cara especiaria. Surpreendentemente, foi o próprio caráter excludente do charuto que abriu caminho para a criação do cigarro. Trabalhadores pobres de Sevilha picavam restos de charuto na rua e enrolavam em papel.
Criando esse “charuto alternativo” teríamos o estabelecimento dos primeiros cigarros de toda a História. Apesar da criatividade empregada e a funcionalidade do novo produto, passaram vários séculos para que o consumo de cigarro se tornasse bastante popular. Segundo algumas estimativas, no final do século XIX, o hábito de mascar tabaco era bem mais popular que o consumo do cigarro. Somente no final desse mesmo século, o cigarro foi popularizado quando James Bonsack criou a máquina de enrolar cigarros.
Durante a Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918), os soldados ganhavam carteiras de cigarro nas trincheiras de guerra. Atualmente, segundo algumas estimativas, cerca de um bilhão de pessoas fumam regularmente. A popularização do seu consumo acabou incitando vários problemas de saúde pública que hoje justificam a proibição por lei do uso do cigarro em lugares onde há grande circulação de pessoas.

Não fume


Por quê não fumar?
Fumantes têm 50% a mais de chances de terem infarto que os não fumantes;
Fumantes têm 5x mais chances de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar que os não fumantes;
Dependendo do grau de enfisema pulmonar, mesmo que o indivíduo suspenda o uso do cigarro se torna irreversível o processo (largar o quanto antes… os alvéolos uma vez danificados nunca se regeneram!);

Causas
Por sua ação vasoconstritora, a nicotina diminui o calibre da artéria do cordão umbilical e a irrigação sanguínea da placenta. Como conseqüência, o bebê recebe menos nutrientes, a oxigenação fica comprometida e a criança pode nascer com peso menor. Nos EUA, um de cada seis nascimentos de crianças com baixo peso é devido ao fumo.
Os filhos de mães fumantes correm 64,8% mais riscos de morrer após o nascimento do que os bebês daquelas que não fumaram durante a gravidez.

Componentes do cigarro:
Na fumaça do cigarro já se isolaram 4.720 substâncias tóxicas, as quais atuam sobre os mais diversos sistemas e órgãos, sendo alguns deles:
Nicotina – é a causadora do vício e cancerígena;
Benzopireno – substância que facilita a combustão existente no papel que envolve o fumo;
Nitrosaminas;
Substâncias Radioativas – polônio 210 e carbono 14;
Agrotóxicos – DDT

Dicas para parar de fumar.
* Preparar-se para fugir das armadilhas (colegas oferecendo, companhias que fumam, etc…);
* Fumantes têm 10 vezes a mais de chances de ter câncer de pulmão;
* Beber muita água;
* Mastigar chicletes e balas ou chicletes de nicotina como substituição ao cigarro;
* Exercícios aeróbicos e relaxamento;
* Evitar bebidas alcoólicas e café;

HISTORIA DO CIGARRO

A História da NASA: A NASA possui uma história longa e envolvente, que se estende por muitas áreas de atividade diferentes.


 
                                                   

 

 

 

 

 
Origem da NASA

 (NASA)

A criação do Sputnik foi apenas mais um projeto de engenharia para a equipe soviética que o construiu. Mas como o gênio alemão dos foguetes, Wernher von Braun, começou a trabalhar para os norte-americanos e estava ansioso para ser o primeiro a criar um satélite que orbitasse a Terra, os soviéticos secretamente trabalharam em sua versão rival.

No entanto, apenas dois dias antes do lançamento, o projeto ultra-secreto quase fracassou. Os técnicos descobriram que métodos incorretos de soldagem haviam afrouxado um contato na bateria de vôo. O erro foi rapidamente corrigido, e o Sputnik foi lançado em órbita com sucesso em 4 de outubro de 1957.

O satélite de alumínio de cerca de 60cm passou despercebido sobre os Estados Unidos duas vezes antes que os soviéticos anunciassem sua conquista tecnológica para o mundo. Rastreado por entusiasmados radioamadores por toda a América, o Sputnik emitia “bipes” distantes enquanto orbitava o planeta.

Alarmado com esta demonstração de supremacia científica, o Congresso norte-americano passou a se concentrar em suas próprias ambições espaciais. Historicamente, a pesquisa de mísseis era conduzida pela Força Aérea dos EUA (USAF), e a pesquisa aeronáutica ficava a cargo da NACA, Comissão Nacional de Assessoria Aeronáutica.

A crise do Sputnik provocou uma reação rápida e imediata na forma do National Aeronautics and Space Act. Assinada pelo Presidente Eisenhower, a lei criou uma nova agência federal para realizar todas as atividades não-militares no espaço.

A NASA foi criada em 29 de julho de 1958, e imediatamente se concentrou em vôos espaciais tripulados. Gerada ao longo de 43 anos de bem-sucedidas pesquisas aeronáuticas, a NASA discretamente substituiu sua antecessora, a NACA, mas a nova agência possui objetivos muito diferentes e um âmbito muito mais amplo.

Satélites na órbita da Terra

 (NASA)

A NASA reagiu ao sucesso do Sputnik lançando vários satélites em órbita ao redor da Terra. O primeiro foi o Explorer 1, equipado com um detector de raios cósmicos.

Os dados do Explorer 1 foram usados para identificar os cinturões de radiação de Van Allen e o impacto dos micrometeoritos. Em 1970, depois de mais de 58.000 órbitas, o Explorer 1 se incendiou na atmosfera da Terra.

Depois do sucesso inicial dos satélites Explorer, a NASA enfrentou uma onda de fracassos com as sondas Pioneer. Além disso, os soviéticos haviam lançado com sucesso sua primeira sonda, Lunar 2, para explorar a Lua.

A NASA teve de esperar até 1958 e 1959 para que as Pioneers 3 e 4 transmitissem com sucesso dados de radiação e imagens da superfície lunar para a Terra. Este sucesso tardio alimentou a imensa ambição da NASA de levar o primeiro homem à Lua.

PLANETA PLUTÃO


Apesar de o planeta Plutão ter sido descoberto a mais ou menos quarenta anos atrás e de ser lento, existem informações astrológicas consideráveis a respeito deste. Ao analisar Plutão, utilizando as informações deixadas pela Mitologia, tem sido possível descobrir importantes informações que capacitam os astrológos a interpretar corretamente as influências deste planeta em cada signo, casa e aspecto. Existem muitas dicas algumas bem conhecidas como a transmutação, redenção, regeneração, degeneração, morte, renascimento, cooperação, ditadura, crime, coerção e mundo inferior. Tais atribuições mencionadas acima, estão relacionadas com a oitava casa; a casa da morte e herança. Na mitologia grega, Plutão era o deus das regiões inferiores denominado Hades, ou o inferno sob a ótica ortodoxa, onde existe o “fogo eterno”. Tal fogo diz respeito ao sexo, à força criadora. Quando analisado, Plutão indica todas as fases e atividades sexuais e como as atividades sexuais são as que mais se destacam na vida e na morte, este planeta pode ser considerado como sendo a casa do poder da família planetária. Não deve ser encarado como um planeta estritamente maligno, mas sim como um planeta que exige que lutemos por alcançar os benefícios que nos são oferecidos. Plutão pode ser considerado como um planeta das regiões inferiores, que para o mundo material significa riqueza. Plutão, o Deus da Riqueza, era representado como sendo “cego”, indicando que quando o homem dirige a sua atenção apenas para as questões materiais, ele deixa de atentar para as coisas mais virtuosas que se encontram ao seu redor. Logo, o amor pelo dinheiro é a origem de todo o mal. A palavra plutocrata é derivada de Plutão e significa poder, desejo de dominar através da riqueza oriunda de recursos ou do trabalho próprio. Tal riqueza está atrelada à oitava casa, a posição natural de Escorpião. Nesta casa se enquadram as heranças, questões legais, bônus, seguros e recursos similares. Tais recursos surgiram em vidas passadas, que se apresentam como herança na vida atual. Plutão e sua esposa Proserpina, governavam os espíritos dos mortos nas regiões inferiores, sendo que isto tem uma relação direta com a oitava casa, a casa da morte. Tanto Plutão quanto Proserpina, estão correlacionados com o elemento feminino e masculino, a procriação em si. Outra correlação com as questões pertinentes à oitava casa, se torna evidente quando consideramos a função de Ceres, a deusa do alimento e a mãe de Proserpina, de onde se origina a palavra cereal. No ciclo de crescimento do trigo assim como no de outras plantas, quando uma planta morre, a semente que a originou é enterrada e se regenera .Logo após a morte vem o renascimento. Plutão que é tido como o orientador ou co-orientador do signo de Escorpião, juntamente com Marte governa os órgãos de excreção que controlam a limpeza do sistema sangüíneo. Aqui vemos que Plutão age como um elemento de regeneração e transformação com relação aos órgãos excretores. Analisando sob o aspecto positivo, Plutão trabalha pela unidade através da organização. A regeneração do corpo e da mente ocorre quando há a interrupção da prática sexual para fins de satisfação dos desejos, onde as linhas de força ascendem a medula espinhal como um gás fluídico, vitalizando assim a glândula pineal que está sob a regência de Netuno. Logo o homem passa a crescer espiritualmente através da força da mente renovada. Como resultado, a regência de Plutão é convertida ou transferida para mente (Áries, regido por Marte) o lugar do pensamento e da glândula pineal. Sob o ângulo negativo, Plutão gera tirania, ditadura e organização com fins de dominar. Assim sendo, Plutão influencia os reinos inferiores, os gângsters e criminosos. Quando presente na oitava casa de um horóscopo pode indicar uma morte misteriosa, possivelmente através de cirurgia ou desaparecimento. Sob os aspectos adversos Plutão é um elemento criado nos planos invisíveis através de nossos maus pensamentos e hábitos praticados. Sob a ótica positiva, tem sido comparado a algo sagrado. Nenhum planeta pode indicar condições mais drásticas ou depravadas ou pelo contrário os mais elevados níveis de espiritualidade. As qualidades essenciais da natureza espiritual de um planeta devem coincidir com as qualidades principais do signo que este rege. Assim sendo, quando do estudo deste planeta é também necessário nos atentarmos para o signo de Escorpião. Sendo um signo fixo e aquoso, Escorpião pode estar relacionado ao gelo, como algo imóvel. Sob o aspecto emocional, sente da forma mais intensa. É através da força e do desejo que toda a humanidade gera o seu campo emocional a ser transmutado através do amor. Através deste recurso todos os seres viventes obtém a sua expressão criativa e perpetuação. Pelo fato de termos utilizado esta força de diversas maneiras em vidas passadas, todos os seres humanos possuem um potencial submerso que não é percebido na existência atual o “Inconsciente Coletivo”.

Em termos convencionais, do ponto de vista ortodoxo, podemos dizer que Escorpião representa ou simboliza o mal. Isso expressa a atitude das pessoas que vêem a vida como algo bom ou ruim e não o meio termo. Tal conceito é necessário pois serve como guia de conduta para a humanidade em evolução. À medida que o homem evolui, essa consciência amorosa se torna mais espiritualizada e a sua inteligência mais desenvolvida. O amor próprio se transformará em amor fraternal, as forças sexuais serão canalizadas para a atividade mental. Toda a consciência individual amadurece e almeja a evolução, o desejo de adquirir mais sabedoria e realização de ideais. Logo a vida nada mais é do que um processo evolutivo. Escorpião na oitava casa torna possível a expansão de experiência em expressões transcendentais da nona, décima, décima primeira e segunda casas, casas que regem a mente, as relações sociais, os amigos e as lamentações. Ao ser analisado de uma forma mais dinâmica, Escorpião é o caminho do amor, da aspiração, das relações de amizade ou seja o caminho da sabedoria. Existe um fator psicológico desagradável que envolve a vibração de Escorpião e que tem que ser considerada, que é a frustração dos impulsos não liberados. Isso gera uma cristalização na natureza de desejos que resulta em problemas mentais e emocionais que podem afetar a humanidade em alguma fase de seu desenvolvimento. É verdade que existem pessoas que não necessitam liberar tais impulsos, porém são poucos. É natural e saudável que a pessoas experimentem relações amorosas. Poucos egos estão psicologicamente e emocionalmente preparados para uma vida celibatária, sendo que não seria bom para a sociedade, muitas pessoas terem este tipo de vida no seu atual estágio de desenvolvimento. Isso no entanto não deve ser entendido como um argumento para o uso indiscriminado do sexo. Essa mesma força, quando conservada pode ser transmutada em força espiritual e liberada na forma de atividade mental e epigênese. Para as pessoas que estão conscientes da verdadeira natureza e objetivo da força criadora e sob os meios de canalizá-la para cima, não há motivo para enfrentarem frustração. Quando há a presença de um Escorpião ou Plutão insatisfeito no tema natal, uma configuração em que não está presente a liberalização de tais impulsos para a propagação, isto indica a possibilidade de que as pessoas possam demonstrar expressões de crueldade, desonestidade, assassinato e outros impulsos destrutivos em substituição à gratificação de seus desejos. Assim como o corpo físico pode apresentar sinais de irritação devido à não liberalização desta energia, a consciência também pode expelir os ímpetos de raiva. A história do desenvolvimento da humanidade como um organismo sexual é caracterizada pelo terror, perversão, doença e loucura, pois a maioria das pessoas têm vivido emocionalmente, com falsos padrões de puritanismo e promiscuidade. Estamos finalmente começando a sentir os problemas causados por tais doenças emocionais e sendo forçados a chegar `a conclusão de que a vida não pode ser bem vivida se não for baseada no amor fraternal e na saúde. O remédio para todas as doenças emocionais é encontrada na educação espiritualizada juntamente com uma vida baseada no amor. Assim sendo os desejos serão transmutados em amor, assim como a redenção dos débitos cármicos serão espiritualizados conscientemente.

As lições mais significativas que Plutão ensinar, irão ser aprendidas e a potência de Escorpião será verificada com o desenvolvimento de uma mente, vida e pensamentos puros. Logo os aspectos diversos deste planeta e signo não nos afetarão, sendo que seremos capazes de alcançar um grande crescimento espiritual sob a sua regência benéfica.

Planeta Netuno


Netuno é um planeta que faz parte do Sistema Solar. É o oitavo planeta do sistema solar e o mais afastado do Sol. Tem esse nome em homenagem ao deus romano dos mares e oceanos. Foi descoberto em 26/09/1846 pelos astrônomos John Couch Adams e Urbain Le Verrier.

Características de Netuno
- Netuno é o terceiro maior planeta em massa do Sistema Solar (1,024×1026 kg).

- A área superficial deste planeta é de 7,65×109 km².

- Seu diâmetro é de 49572 km. Com esta medida é o quarto maior planeta do Sistema Solar em diâmetro.

- Netuno possui 13 satélites (luas), sendo que as maiores são: Tritão (2700 km de diâmetro), Proteu (418 km de diâmetro) e Nereida (340 km de diâmetro).

- A atmosfera de Netuno é formada, principalmente, por hidrogênio, hélio, água, amônia e metano. Porém, o interior deste planeta é formado basicamente rochas e gelo.

- Possui uma aparência azulada em função da presença de gás metano na atmosfera.

- Entre todos os planetas do Sistema Solar, Netuno é o planeta com a presença de ventos mais fortes. Estes, podem chegar a até 2.000 km/h.

- Devido a sua grande distância do Sol, Netuno é um dos planetas mais frios do Sistema Solar. A temperatura média na superfície de Netuno é por volta de -210°C. Porém, o centro deste planeta possui temperaturas semelhantes a da superfície solar, podendo chegar a 7000°C. 

- Netuno possui um fragmentado e pequeno sistema de anéis. São cinco anéis principais.

- O período de rotação de Netuno é de 16h e 6,5min.

- A gravidade na superfície de Netuno é de 11,0 m/s².

- A velocidade orbital média de Netuno é de 5,4778 km/s.

Urano Planeta


Urano é um planeta que faz parte do Sistema Solar. É o sétimo planeta do sistema solar em relação ao Sol e está localizado entre os planetas Saturno e Netuno. Tem esse nome em homenagem ao deus da mitologia grega Urano que personificava o Céu. Foi descoberto em 13 de março de 1781 pelo astrônomo inglês de origem alemã William Herschel.a

TUDO sobre o nosso MUNDO: Outro planet



Características de Urano
- Urano é possui uma cor azulada em função da presença do gás metano em sua superfície.

- A atmosfera do planeta Urano é formada por Hidrogênio (83%), Hélio (15%), Metano (1,99%) e, em menor pouca quantidade, Amônia, Etano e Acetileno.

- Urano possui 27 satélites (luas) naturais, sendo os maiores Titânia, Oberon, Umbriel, Ariel e Miranda. Possui também um sistema de anéis.

- O diâmetro equatorial deste planeta é de 51.724 km.

- A massa de Urano é de 8.686×1025 kg.

- A distância de Urano do Sol é de 2.870.000.000 de km.

- Possui uma inclinação axial de aproximadamente 90°.

- O núcleo deste planeta é constituído de gelo e rochas.

- O período orbital deste planeta dura 84 anos.

- A superfície de Urano é extremamente fria, sendo que a temperatura média é de -200°C.

- A campo magnético de Urano é inclinado em 60° (em relação com o eixo rotacional).

Saturno


O principal elemento de Saturno é sem duvida seus anéis, vistos com um binóculo simples. Até pouco tempo atrás, antes das voyagers, acreditava-se apenas em 4 anéis bem separados do planeta, mas depois das voyagers, se descobriu que são centenas de anéis que giram em torno do equador do planeta.

VIDEOS DO TUDO sobre o nosso MUNDO


 

TUDO SOBRE O NOSSO MUNDO: EDUCAÇÃO

Principais características

 

Distância máxima do Sol ( milhões de Km )

1.507

Distância mínima do Sol  ( milhões de Km )

1.347

Distância média do Sol    ( milhões de Km )

1.427

Diâmetro equatorial ( Km )

120.000

Diâmetro polar ( Km )

107.520

Velocidade orbital ( Km/s )

9,6

Volume

75.200

Massa

9.250

Densidade ( em relação à água )

0,7

Gravidade

115

Temperatura ( centígrados )

-180 ( nuvens )

Atmosfera

hidrogênio, hélio

Satélites

20

Translação

29 anos

Rotação

10 horas

O planeta Saturno é sem dúvida alguma a Maravilha do Sistema Solar, e sua  observação oferece boas condições, mesmo estando o dobro da distância de Júpiter.
Com um telescópio de 60mm já é possível observar o planeta, inclusive seus anéis,  mas é com um Refletor de 200mm ou maior que começamos a observar o planeta no  seus detalhes, a divisão de Cassini e seus satélites já são visíveis
Saturno apresenta um achatamento de 1/10, possui temperaturas baixíssimas, de -150 C, seus anéis são formados de camadas de corpos de gelo, poeira de detritos, são verdadeiros satélites, seu sistema de anéis é constituído por mais de 100 concêntricos

Com aproximadamente 120 mil quilômetros de diâmetro, Saturno é o segundo maior  planeta do Sistema Solar (menor apenas que Júpiter). Encontra-se a uma distância média  do Sol de 1,5 bilhões de quilômetros, sendo assim o sexto por ordem de distância ao Sol.

É muito famoso pela presença marcante de anéis, mas devemos deixar claro que  não  é o único planeta a possuí-los . Todos os outros planetas gasosos (Júpiter , Urano  e Netuno) também possuem anéis, só que são mais tênues. Os anéis de Saturno são  formados por rocha e gelo.

Acima imagem dos anéis de Saturno, coloridos por computador para facilitar a identificação dos seus anéis concêntricos

Saturno possui cerca de 95 vezes a massa da Terra , e é formado basicamente por hidrogênio e hélio.
Assim como Júpiter , possui “faixas” (cinturões) de coloração diferenciada ao longo de sua atmosfera.
Neste planeta a temperatura média é de 120  graus Celsius negativos e ele é o que possui maior número de satélites, com 20 já  confirmados .

A imagem acima a esquerda, mostra a formação das auroras boreais nos pólos do planeta

Júpiter


O maior planeta do sistema solar, mil vezes maior que a Terra, Júpiter é um dos gigantes gasosos, constitui um globo envolvido de pó e gás hidrogênio, estando numa fase de evolução muito atrasado, parecido com a Terra no início de sua formação. Abaixo imagem dos anéis de Jupiter, bem tênues, tirados pela sonda Galileo.

Júpiter tem seus valores de massa, diâmetro e volume muito maiores do que qualquer planeta do sistema solar, mas mesmo gigante, sua massa é muito pequena, sua densidade é 4 vezes menor do que a Terra!!, ou seja, muito pouco superior a água, isso se explica porque ele é um planeta praticamente formado de gases!

Encontrado um planeta maior que Jupiter.

Estudos demonstram que que o planeta emite muito mais energia do que ele recebe do Sol, o fortíssimo calor interno do planeta nem chega a aquecer as mais altas atitudes da atmosfera. As missões Voyage estudou e revelou que as linhas claras e escuras tem origem em distúrbios em sua atmosfera, uma delas é a maior tempestade do sistema solar, chamada de grande mancha vermelha, maior que a própria Terra, é causada por um forte distúrbio na superfície do planeta, que força a atmosfera espessa a circular sobre ele.

Acima temos varias fotos, essas fotos podem ajudar a você a entender o tamanho do planeta, a três primeiras fotos em seqüência mostram uma comparação e a órbita de um satélite chamado Io fazendo sua translação ao redor do planeta, veja a comparação do planeta ao fundo com a Lua Io em primeiro plano e, sua sombra projetada no planeta! A pequena foto em destaque mostra a lua Io, e a seta indica indícios de atividade vulcânica na Lua, uma pluma de fumaça e lava aparece !

Principais características

Distância máxima do Sol ( milhões de Km )

815,7

Distância mínima do Sol  ( milhões de Km )

740,9

Distância média do Sol    ( milhões de Km )

778,9

Diâmetro equatorial ( Km )

142.800

Diâmetro polar ( Km )

133.400

Velocidade orbital ( Km/s )

13,1

Volume ( relação À terra )

131.600

Massa ( relação à terra )

31.790

Densidade ( em relação à água )

1,3

Gravidade

264

Temperatura ( centigrados )

-150

Atmosfera

hidrogênio, hélio

Satélites

16

Translação

12 anos

Rotação

10 horas

Hubble Views Ancient Storm in the Atmosphere of Jupiter

Satellite Footprints Seen in Jupiter Aurora

Júpiter é praticamente um sistema solar em miniatura, possui 16 satélites, 4 dos quais podemos ver aqui da Terra, são os chamadas satélites Galelianos, descobertos por Galileo e onde se baseou para confirmar que a Terra girava em torno do Sol.

São eles Europa, Io, Ganimedes e Calisto.
O que vemos na verdade quando olhamos Júpiter é a sua atmosfera, o planeta esta envolvido nessa camada gigantesca de poeira e gás, entre essas nuvens existe um globo que é impossível de ser visto, mesmo fato ocorre com Saturno, Urano e Netuno.

Uma das principais características de Júpiter é a sua grande mancha vermelha, visível com um telescópio refletor de 110mm já se pode observá-la. Trata-se de uma região com muitos distúrbios na superfície do planeta, que força a atmosfera espessa a circular sobre ele. Mas essa é uma das muitas teorias à respeito da mancha vermelha.

SEUS SATÉLITES:

Atualmente uma das coisas que mais chama a atenção dos astrônomos do mundo todo são as Luas de Júpiter, a sonda Galileo desde 1994 estudando as principais luas de Júpiter, uma delas é IO, é o globo que apresenta a maior atividade vulcânica do sistema solar.

Atualmente uma das coisas que mais chama a atenção dos astrônomos do mundo todo são as Luas de Júpiter, a sonda Galileo desde 1994 estudando as principais luas de Júpiter, uma delas é IO, é o globo que apresenta a maior atividade vulcânica do sistema solar.

Nessa foto acima de Io, podemos ver claramente a atividade vulcânica, cada ponto vermelho representa um vulcão em erupção, suas proporções são muito maiores do que qualquer atividade vulcânica da Terra. Abaixo, mais fotos de Io.

Mas de todas as luas de Júpiter, é Europa que guarda as maiores surpresas. Desde as voyagers já se acreditava da existência de água na lua, mas foi com a atual sonda Galileo que a informação se confirmou.
   O melhor de tudo é que, abaixo de uma camada espessa de gelo, pode existir um enorme oceano e, com isso, poderia existir vida!

O que temos agora é uma grande seqüência da Lua Europa, esta lua é a que desperta atualmente a atenção de diversos astrônomos, pois, sua constituição de gelo, pode esconder abaixo de sua espessa camada de gelo, um gigantesco oceano de nada mais de 100Km de profundidade. O fundo desse oceano, poderia estar sendo esquentado por gases quentes que podem sair de orifícios no fundo do mar, algo semelhante ocorre aqui na Terra.

Acima, uma foto não muito detalhada, nela já podemos ver o gelo e algumas estrias que estão mais detalhadas abaixo.

Essa seqüência de faixas, que mais parecem uma rodovia mas obviamente não é, são causadas por causa da água quente que emana do subsolo ou do oceano abaixo, a água passa pelo gelo derretendo-o e vai para as laterais, formando uma linha central e duas saliências laterais.

Acima, uma imagem de alta resolução tirada pelo sonda Galileo que atualmente sobrevoa as luas,a riqueza de detalhes é enorme, podemos ver com detalhes as estrias.

Acima, uma região que parece que se derreteu e depois, se congelou, ou sofreu distúrbios localizados, parecido com um lago.

Essa imagem colorida mostra detalhes maiores das estrias, a proximidade com o planeta Júpiter também pode causar em Europa o mesmo que ocorre em Io, ou seja, o planeta expande e se contraí, em Io isso causa atividades vulcânicas e, em Europa pode estar causando algumas dessas fissuras no gelo.

Planeta Marte


Marte é o quarto planeta em distância em relação ao Sol e pode ser visualizado sem ajuda de  telescópio do planeta Terra. Tem uma atmosfera rarefeita e assemelha-se à Terra em vários aspectos. Sua atmosfera é formada de elementos tais como:  gás carbônico, nitrogênio, argônio e oxigênio. A temperatura média de Marte é de aproximadamente 59 graus celsius negativos. Nos últimos anos tem sido o planeta mais estudado por agências espaciais do mundo todo, pois existem planos de buscar algum tipo de vida em marte e também projetos futuros e estudos para colonizar Marte. Grande parte destes projetos espaciais pertence a NASA.

Água em Marte

No ano de 2000, surgiu a primeira evidência de que havia água em Marte. Foram encontrados sinais de erosão no território marciano, indicando a existência de canais de água no subsolo marciano. Também foram encontradas amostras de gelo em Marte. Estes indícios aumentaram a esperança de que, futuramente, a NASA poderia enviar naves espaciais tripuladas para Marte, com o objetivo de colonizar o planeta vermelho. A água seria essencial para este propósito.

Existe Vida em Marte ?

As sondas enviadas pela NASA já fotografaram e examinaram milhares de substâncias em solo marciano. Após análises de diversos cientistas do mundo todo, ainda não podemos afirmar com segurança sobre a existência de vida em Marte. A existência de água em território marciano abre uma grande possibilidade dessa teoria ser comprovada, já que a água é a principal fonte para a existência de vida. Novos estudos e projetos poderão futuramente esclarecer mais sobre este polêmico tema.

Características de Marte:

Distância do Sol: 228.000.000 km
Duração do ano: 687 dias terrenos
Duração do dia: 24h36min
Diâmetro: 6.794 km
Massa: 0,107 vezes a massa da Terra
Satélites conhecidos: 2.
Velocidade orbital média: 24,13 km/s.

ROCHAS


As rochas são, basicamente, associaçãoes naturais de dois ou mais minerais agregados ou não e, normalmente, cobrindo vastas áreas da crosta (crusta) terrestre e, por vezes, embora raras, constituídas por um só mineral. São, normalmente, agrupadas, de acordo com a sua origem, em três grandes classes: magmáticas ou ígneas (ignis=fogo), metamórficas e sedimentares.

O domínio da Geologia que se dedica ao estudo da composição, origem e história natural das rochas designa-se por Petrologia. Assim sendo, passamos a ter três subdomínios da Petrologia: 1) das rochas magmáticas, 2) das rochas metamórficas e 3) das rochas sedimentares.

As rochas magmáticas resultam da consolidação e cristalização do magma. O magmaé uma substância fluída, total ou parcialmente fundida, constituída, essencialmente, por uma fusão complexa de silicatos, silício e elementos voláteis, tais como vapor de água, cloretos, hidrogénio, flúor, e outros.

Os magmas encontram-se na crosta terrestre a diferentes profundidades, em câmaras ou bolsadas magmáticas, a diferentes temperaturas de fusão as quais dependem da composição química do magma, da pressão a que está sujeito e da temperatura da rocha confinante.

Corte esquemático e simplificado do modelo da Tectónica de Placas. É de salientar as diferentes profundidades e posições relativas a que se encontram as câmaras magmáticas.

Apresentando os magmas variações químicas na sua composição, quando solidificam e cristalizam originam uma extensa variação mineralógica. Como consequência vamos ter diferentes tipos de rochas magmáticas. Quando o magma solidifica no interior da crosta terrestre, dá origem às chamadas rochas magmáticas intrusivas ou plutónicas. No caso de solidificar à superfície da crosta terrestre origina as chamadas rochas magmáticas extrusivas ou vulcânicas.

Como as rochas vulcânicas são, normalmente, extruídas sob a forma de lava, permitem fazer uma observação e um estudo directo do magma no seu estado líquido. Após a erupção vulcânica dá-se o rápido arrefecimento das escoadas lávicas à superficíe, originando uma rápida cristalização da fracção líquida do magma (lava) e formando uma rocha sólida com alguns cristais desenvolvidos disseminados numa massa de microcristais ou numa massa vítrea.

ESTRUTURA DA TERRA


 

Se você procura sobre isso está aqui

Para conhecimento do interior da Terra é preciso efectuar muitas observações e consequentes estudos. Sabe-se que a Terra tem, em média, 6.400 Km de raio e, portanto, um estudo directo não poderá ir além de pequenas profundidades. De facto, para além das milhares de sondagens que se tem feito para prospecção de jazigos de petróleo e outros minerais as quais não excedem geralmente a profundidade de 2.500 metros (quando ultrapassam esta profundidade dizem-se ultraprofundas e não ultrapassam os 9.000 metros), efectuaram-se algumas sondagens ultraprofundas com o objectivo de se conhecer a constituição do interior da Terra. Contudo, a perfuração mais profunda atingiu a profundidade de 12.023 metros, realizada, em 1984, na Península de Kola (ex-URSS), o que corresponde a 0,19% do raio da Terra. A perfuração de poços de grande profundidade permite que se realizem importantes investigações no domínio da petrologia, paleontologia, geoquímica e geofísica. As minas que se destinam à exploração de recursos minerais não excedem os 4 Km de profundidade.

Diagrama mostrando os principais métodos de estudo para a compreensão da estrutura interna da Terra.

O estudo aprofundado dos afloramentos rochosos à superfície são de grande importância para o conhecimento da estrutura interna da Terra. Algumas rochas que têm a sua origem em profundidade podem aflorar à superfície. Para isso é necessário que sejam submetidas a forças que as façam ascender e, posteriormente, sejam postas a descoberto pela erosão. O vulcanismo, no seu sentido limitado, é um fenómeno superficial, pois os produtos emitidos na superfície e a formação do aparelho vulcânico podem ser observadas directamente. Mas as causas do vulcanismo são de origem profunda. A matéria fundida (magma) que alimenta os vulcões forma-se no interior da Terra em consequência de perturbações do equilíbrio normal.

Para as zonas que ultrapassam os processos de observação directa, há que recorrer a outros métodos, chamados indirectos, como por exemplo o magnetismo, a sismicidade, o estudo dos meteoritos e a astrogeologia, a fim de conhecer o que se passa naquelas zonas do nosso planeta. Nas páginas seguintes, a título de exemplo, tentaremos dar uma ideia do contributo da Sismologia para o conhecimento do interior da Terra.


Planeta Terra


Para saber sobre a estrutura da terra procure aqui no tudo sobre o nosso mundo.

 

A história da Terra é muito longa. Uma história que se desenrola há cerca de 4.600 milhões de anos e que o homem vem a escrever há cerca de 5 mil anos. Na Geologia os caminhos da história raramente são direitos.

É próprio de uma falsa ciência nunca descobrir o que é falso, nunca reconhecer a necessidade de renunciar seja ao que for, nunca mudar de linguagem. Não esquecendo que a história da verdade, e só da verdade, é uma noção contraditória.Aquilo que hoje é impossível amanhã é do censo comum.

Foi opinião geral que a Terra teve sempre o mesmo aspecto desde a sua origem. As montanhas, os vales, as planícies, os rios e os mares que nos rodeiam não sofrem alterações visíveis durante a nossa existência. Desde sempre que o homem observa e usa a Natureza e faz especulações sobre ela. Observou em muitas rochas a presença de impressões ( fósseis ) com a forma de conchas, ossos de animais e folhas de plantas. Ao longo de muitos séculos aquelas impressões excitaram a curiosidade e estimularam a imaginação, tendo originado inúmeras explicações. Assim foram consideradas como criações de espíritos maus ou bons sendo designadas como “cobras de pedra”, “pedras de trovão”, “pedras mágicas” e “pedras de sapo”, ou como resultado da acção das radiações do Sol ou das estrelas; outros, preferiram olhá-las como facécias do reino mineral imitando formas de plantas e de animais existentes na natureza; outros, ainda, consideraram-nas restos das primeiras tentativas do Criador, que teria rejeitado os esforços primitivos quando, com o aperfeiçoamento da prática, adquiriu proficiência suficiente para criar as formas de vida actuais.

Pitágoras ( 580-500 a.C. ) teve a verdadeira intuição acerca da natureza das referidas impressões ( fósseis ). Contudo, ainda no século XVII, Plot admitia que as marcas ( impressões – fósseis ) observadas nas rochas seriam o resultado de propriedade inerente à Terra a qual originaria as marcas como ornamento das regiões ocultas do Globo, da mesma maneira que as flores são o ornamento da superfície. Mesmo no século XIX, um decreto teológico de Oxford afirmava que o Diabo tinha colocado aquelas impressões ( fósseis ) nas rochas para enganar e embaraçar a humanidade.

Foi Leonardo da Vinci ( 1452-1519 ), que realizou estudos importantes nos domínios da Geometria, Biologia, Geologia, Astronomia e Anatomia, quem esclareceu o problema das impressões ( fósseis ). O método utilizado por Leonardo da Vinci nas suas observações e deduções foi de importância fundamental para o estudo da história da Terra, tendo, deste modo, resolvido o problema do significado dos fósseis. Pese este facto as discordâncias, as rivalidades e as ideias dominantes da sociedade, em cada época, dentro da comunidade científica sempre foram obstáculo ao avanço da ciência. Veja-se Plot, século XVII, e o decreto teológico de Oxford, século XIX.

Nicolau Steno ( 1638-1686 ), foi um dos primeiros investigadores a redescobrir a verdadeira natureza dos fósseis.

Georges Cuvier ( 1769-1832 ) prestou muitas e importantes contribuições à História Natural, no que se refere a espécies extintas e à reconstituição de alguns fósseis dando-lhe o aspecto que teriam quando eram vivos. Foi defensor de uma versão da história da Terra, segundo a qual uma sucessão de catástrofes teria exterminado as primitivas formas de vida, sendo a última destas catástrofes o DiIúvio descrito na Bíblia.

Johann Gottlob Lehman e Christian Fuchsel, dois naturalistas do século XVIII, mostraram que o contraste morfológico observado na Turíngia, centro da Alemanha, resultou de os fenómenos responsáveis pela formação das montanhas do Harz serem diferentes dos que originaram as planícies da Turíngia; isto é, a história geológica da região foi condicionada por dois episódios distintos. Lehmann evidenciou a sequência de fenómenos da história da Terra gravados nas sucessivas camadas rochosas.

James Hutton ( 1726-1797 ), considerado o fundador da geologia moderna, fazendo uso da observação de campo dos fenómenos actuais deduziu que as mesmas leis físicas actuais que os condicionam terão sido as mesmas que actuaram no passado. Formulou, deste modo, o princípio do Uniformitarismo: o presente é a chave da interpretação do passado. Mais tarde, Charles Lyell ( 1797-1875 ), ampliou este princípio aplicando-o a novas situações geológicas, traduzindo-se em novos progressos das ciências geológicas. De facto, as rochas formam-se na natureza actual, obedecendo às mesmas leis que presidiram à sua formação há centenas de milhões de anos.

Para finalizar esta história, que já vai longa para os objectivos que me proponho, não posso deixar de referir o nome de William Smith ( 1769-1839 ), que enunciou dois princípios fundamentais da estratigrafia, a lei “da sobreposição dos estratos” e a “das camadas identificadas pelos fósseis”. Durante quase cinquenta anos, percorreu a Inglaterra elaborando o primeiro mapa geológico daquele país.


Vênus


 

Vénus (português europeu) ou Vênus (português brasileiro) (AO 1990: Vénus ou Vênus)[4] é o segundo planeta do Sistema Solar em ordem de distância a partir do Sol, orbitando-o a cada 224,7 dias. Recebeu seu nome em homenagem à deusa romana do amor e da beleza Vénus, equivalente a Afrodite. Depois da Lua, é o objeto mais brilhante do céu noturno, atingindo uma magnitude aparente de -4,6, o suficiente para produzir sombras. Como Vénus se encontra mais próximo do Sol do que a Terra, ele pode ser visto aproximadamente na mesma direção do Sol (sua maior elongação é de 47,8°). Vénus atinge seu brilho máximo algumas horas antes da alvorada ou depois do ocaso, sendo por isso conhecido como a estrela da manhã (Estrela d’Alva) ou estrela da tarde (Vésper); também é chamado Estrela do Pastor.

Vénus é considerado um planeta do tipo terrestre ou telúrico, chamado com frequência de planeta irmão da Terra, já que ambos são similares quanto ao tamanho, massa e composição. Vénus é coberto por uma camada opaca de nuvens de ácido sulfúrico altamente reflexivas, impedindo que a sua superfície seja vista do espaço na luz visível. Ele possui a mais densa atmosfera entre todos os planetas terrestres do Sistema Solar, constituída principalmente de dióxido de carbono. Vénus não possui um ciclo do carbono para fixar o carbono em rochas ou outros componentes da superfície, nem parece ter qualquer vida orgânica para absorvê-lo como biomassa. Acredita-se que no passado Vénus possuía oceanos como os da Terra,[5] que se evaporaram quando a temperatura se elevou, restando uma paisagem desértica, seca e poeirenta, com muitas pedras em forma de placas. A água provavelmente se dissociou e, devido à inexistência de um campo magnético, o hidrogênio foi arrastado para o espaço interplanetário pelo vento solar.[6] A pressão atmosférica na superfície do planeta é 92 vezes a da Terra.

A superfície venusiana foi objeto de especulação até que alguns dos seus segredos foram revelados pela ciência planetária no século XX. Ele foi finalmente mapeado em detalhes pelo Projeto Magellan em 1990-91. O solo apresenta evidências de extenso vulcanismo e o enxofre na atmosfera pode indicar que houve algumas erupções recentes.[7][8] Entretanto, a falta de evidência de fluxo de lava acompanhando algumas das caldeiras visíveis permanece um enigma. O planeta possui poucas crateras de impacto, demonstrando que a superfície é relativamente jovem, com idade de aproximadamente 300-600 milhões de anos.[9][10] Não há evidência de placas tectônicas, possivelmente porque a crosta é muito forte para ser reduzida, sem água

Características físicas

Vénus é um dos quatro planetas terrestres do Sistema Solar, significando que, como a Terra, ele é um corpo rochoso. Em tamanho e massa, ele é muito similar à Terra, e é frequentemente descrito como “irmão” ou “gêmeo” da Terra.[11] O diâmetro de Vénus é apenas 650 km menor que o da Terra e sua massa é 81,5% a da Terra. Entretanto, as condições na superfície venusiana diferem radicalmente daquelas na Terra, devido à sua densa atmosfera de dióxido de carbono. A massa da atmosfera de Vénus é composta em 96,5% de dióxido de carbono, sendo o nitrogênio a maior parte do restante.[12]

Estrutura interna

Sem dados sísmicos ou conhecimento do seu momento de inércia, existe pouca informação sobre a estrutura interna e a geoquímica de Vénus.[13] Entretanto, a similaridade em tamanho e densidade entre Vénus e a Terra sugere que eles possuem uma estrutura interna similar: núcleo, manto e crosta. O núcleo de Vénus é, como o da Terra, pelo menos parcialmente líquido, porque os dois planetas têm se resfriado mais ou menos na mesma taxa.[14] O tamanho ligeiramente menor de Vénus sugere que as pressões são significativamente menores no seu interior do que na Terra. A principal diferença entre os dois planetas é a inexistência de placas tectônicas em Vénus, provavelmente devido à superfície e manto secos. Isto resulta em uma reduzida perda de calor pelo planeta, impedindo-o de se resfriar, e é a provável explicação para a falta de um campo magnético gerado internamente.[15]

Geografia

Mapa de Vénus, mostrando os “continentes” elevados em amarelo: Ishtar Terra no alto e Afrodite Terra logo abaixo do equador, à direita.

Cerca de 80% da superfície venusiana é coberta por suaves planícies vulcânicas, sendo que 70% são planícies com cadeias enrugadas e 10% são planícies suaves ou lobuladas.[16] Duas mesetas principais em forma de continentes compõem o restante da superfície, uma situando-se no hemisfério norte e a outra logo ao sul do equador. A meseta ao norte é chamada de Ishtar Terra, em homenagem a Ishtar, a deusa babilônica do amor, e tem aproximadamente a superfície da Austrália. Maxwell Montes, a montanha mais alta de Vénus, fica em Ishtar Terra. Seu pico fica 11 km acima da elevação média da superfície venusiana. O continente setentrional é chamado de Afrodite Terra, em homenagem à deusa grega do amor, e é a maior das duas mesetas, com o tamanho aproximado da América do Sul. Uma rede de fraturas e falhas cobre a maior parte desta área.[17]

Além das crateras de impacto, montanhas e vales comumente encontrados nos planetas rochosos, Vénus reúne um conjunto de acidentes geográficos únicos. Entre esses, há vulcões com topo plano, chamados farras, que se parecem com panquecas e têm diâmetro variando entre 20 e 50 km e altura de 100 a 1 000 m; sistemas de fraturas radiais estrelados, chamados novae; acidentes geográficos com fraturas radiais e concêntricas parecendo teias de aranha, conhecidos como aracnoides; e coronae, anéis circulares de fraturas às vezes cercados por depressões. Esses acidentes têm origem vulcânica.[18]

A maior parte dos acidentes geográficos venusianos recebe o nome de mulheres históricas e mitológicas.[19] Exceções são o Maxwell Montes, em homenagem a James Clerk Maxwell, e as regiões altas Alpha Regio, Beta Regio e Ovda Regio. Esses acidentes foram nomeados antes da adoção do sistema atual pela União Astronômica Internacional, a organização que administra a nomenclatura planetária.[20]

As longitudes das características físicas em Vénus são expressas em relação à linha do meridiano principal. A linha do meridiano inicialmente passava pela mancha clara ao radar no centro do acidente oval Eva, localizado ao sul de Alpha Regio.[21] Depois das missões Venera, a linha do meridiano foi redefinida para passar pelo pico central da cratera Ariadne.[22][23]

Geologia da superfície

TUDO sobre o nosso MUNDO Wikepédia: Ver artigo principal: Geologia de Vênus

Imagem obtida por radar da superfície de Vénus, centrada à longitude 180° Leste.

Crateras de impacto na superfície de Vénus (imagem reconstruída a partir de dados de radar).

A maior parte da superfície venusiana parece ter sido formada por atividade vulcânica. Vénus tem um número de vulcões várias vezes superior ao da Terra e possui 167 enormes vulcões que têm mais de 100 km de diâmetro. O único complexo vulcânico deste tamanho na Terra é a Grande Ilha do Havaí.[18] Entretanto, isto não acontece por Vénus ser vulcanicamente mais ativo que a Terra, e sim porque sua crosta é mais velha. A crosta oceânica da Terra é continuamente reciclada por subducção nas bordas das placas tectônicas e tem uma idade média de cerca de 100 milhões de anos,[24] enquanto a idade da superfície venusiana é estimada entre 300 e 600 milhões de anos.[9][18]

Várias evidências apontam para a existência de atividade vulcânica corrente em Vénus. Durante o programa soviético Venera, as sondas Venera 11 e Venera 12 detectaram um fluxo constante de raios, e a Venera 12 registrou um ruído poderoso de trovão assim que pousou. A sonda Venus Express da Agência Espacial Europeia registrou raios abundantes na alta atmosfera.[25] Enquanto a chuva causa tempestades na Terra, não há chuva na superfície de Vénus (embora haja efetivamente chuva de ácido sulfúrico na atmosfera superior, que evapora cerca de 25 km acima da superfície). Uma possibilidade é que as cinzas de uma erupção vulcânica estivessem gerando os raios. Outra evidência vem de medições da concentração de dióxido de enxofre na atmosfera, que indicaram queda por um fator de 10 entre 1978 e 1986. Isto pode indicar que os níveis medidos inicialmente estavam elevados devido a uma grande erupção vulcânica.[26]

Há quase mil crateras de impacto em Vénus, distribuídas igualmente na superfície. Em outros corpos celestes com crateras, como a Terra e a Lua, as crateras apresentam uma variedade de estados de degradação. Na Lua, a degradação é causada por impactos subsequentes, enquanto na Terra ela é causada pela erosão do vento e chuva. Entretanto, em Vénus, cerca de 85% das crateras estão em sua condição original. O número de crateras, junto com a sua bem preservada condição, indica que o planeta passou por um evento de recobrimento superficial entre 300 e 600 milhões de anos atrás,[9][10] seguido por uma queda do vulcanismo.[27] A crosta da Terra está em movimento contínuo, mas acredita-se que Vénus não possa sustentar um processo assim. Sem placas tectônicas para dissipar o calor do manto, Vénus passa por um processo cíclico no qual as temperaturas do manto se elevam até atingir um nível crítico que enfraquece a crosta. Então, durante um período de 100 milhões de anos, a subducção ocorre em enorme escala, reciclando completamente a crosta.[18]

Os diâmetros das crateras venusianas variam entre 3 km e 280 km. Devido aos efeitos da densa atmosfera nos objetos que caem, não há crateras menores que 3 km. Objetos com energia cinética inferior a um determinado valor são tão desacelerados pela atmosfera que não criam uma cratera de impacto.[28] Projéteis com menos de 50 m de diâmetro fragmentam-se e incendeiam-se na atmosfera antes de atingir o solo.[29]

Atmosfera e clima

Vénus tem uma atmosfera extremamente densa, que consiste principalmente de dióxido de carbono e uma pequena quantidade de nitrogênio. A massa atmosférica é 93 vezes a da atmosfera da Terra, enquanto a pressão na superfície do planeta é 92 vezes aquela na superfície da Terra – uma pressão equivalente àquela a uma profundidade de quase 1 km no oceano da Terra. A densidade na superfície é de 65 kg/m³ (6,5% da densidade da água). A atmosfera rica em CO2, juntamente com as espessas nuvens de dióxido de enxofre, gera o mais forte efeito estufa do Sistema Solar, criando temperaturas na superfície acima de 460 °C.[30] Isto torna a superfície venusiana mais quente do que a de Mercúrio, que tem temperatura superficial mínima de -220 °C e a máxima de 420 °C,[31] apesar de Vénus estar a uma distância do Sol quase duas vezes maior que a de Mercúrio e receber apenas 25% da irradiação solar que Mercúrio recebe (2 613,9 W/m² na atmosfera superior e 1 071,1 W/m² na superfície).

Estudos sugeriram que há alguns bilhões de anos a atmosfera venusiana era muito mais parecida com a da Terra do que é agora, e que havia provavelmente substanciais quantidades de água líquida na superfície, mas um efeito estufa foi causado pela evaporação da água original, o que gerou um nível crítico de gases de efeito estufa na atmosfera.[32]

A inércia térmica e a transferência de calor por ventos na atmosfera inferior fazem com que a temperatura na superfície venusiana não varie significativamente entre dia e noite, apesar da rotação extremamente lenta do planeta. Os ventos na superfície são lentos, movendo-se a poucos quilômetros por hora, mas, por causa da alta densidade da atmosfera na superfície do planeta, exercem uma força significativa contra obstáculos e transportam poeira e pequenas pedras pela superfície. Só isso já tornaria difícil um homem caminhar, mesmo que o calor e a falta de oxigênio não fossem um problema.[33]

Acima da densa camada de CO2 estão espessas nuvens consistindo principalmente de gotículas de dióxido de enxofre e ácido sulfúrico.[34][35] Essas nuvens refletem de volta para o espaço cerca de 60% da luz do Sol que incide sobre elas e impedem a observação direta da superfície venusiana na luz visível. A capa permanente de nuvens implica que embora Vénus esteja mais próximo do Sol do que a Terra, sua superfície não é tão bem iluminada. Fortes ventos a 300 km/h no topo das nuvens circulam o planeta a cada 4 a 5 dias terrestres.[36] Os ventos venusianos se movem a até 60 vezes a velocidade de rotação do planeta, enquanto na Terra os ventos mais fortes chegam a apenas 10% a 20% da velocidade de rotação.[37]

A superfície de Vénus é efetivamente isotérmica; ela mantém uma temperatura constante não somente entre dia e noite, mas também entre o equador e os polos.[2][38] A pequena inclinação axial do planeta (menos de três graus, comparados com os 23 graus da Terra) também minimiza variações sazonais de temperatura.[39] A única variação apreciável de temperatura ocorre com a altitude. Em 1995, a sonda Magellan localizou uma substância altamente reflexiva nos topos das montanhas mais altas, que tinham grande semelhança com a neve terrestre. Esta substância presumivelmente se formou num processo similar à neve, embora a uma temperatura muito maior. Volátil demais para condensar na superfície, ela subiu em forma de gás para as elevações maiores e mais frias, onde então precipitou. A identidade desta substância não foi determinada com certeza, mas as especulações variam entre telúrio elementar e sulfeto de chumbo (galena).[40]

As nuvens de Vénus são capazes de produzir raios de forma muito similar às nuvens da Terra.[41] A existência de raios foi controversa desde que as primeiras explosões foram detectadas pelas sondas soviéticas Venera. Entretanto, em 2006-07 a Venus Express claramente identificou ondas eletromagnéticas típicas de raios. Sua aparição intermitente indica um padrão associado à atividade do clima. A frequência de raios é pelo menos a metade daquela da Terra.[41] Em 2007, a sonda Venus Express descobriu que existe um enorme vórtex atmosférico duplo no polo sul do planeta.[42][43]

 

Campo magnético e núcleo

Comparação de tamanho entre os planetas terrestres: Mercúrio, Vénus, Terra e Marte.

Em 1967, a sonda Venera 4 descobriu que o campo magnético de Vénus é muito mais fraco do que o da Terra. Este campo magnético é induzido por uma interação entre a ionosfera e o vento solar,[44][45] e não por um dínamo no núcleo, como aquele no interior da Terra. A pequena magnetosfera induzida de Vénus provê uma proteção desprezível contra a radiação cósmica, e esta pode provocar descargas de raios de nuvem para nuvem.[46]

A falta de um campo magnético intrínseco em Vénus foi surpreendente porque o planeta é similar à Terra em tamanho, e era esperado que também contivesse um dínamo em seu núcleo. Um dínamo requer três condições: um líquido condutor, rotação e convecção. Estima-se que o núcleo seja eletricamente condutor e, apesar de se imaginar que a rotação seja lenta, simulações mostram que ela é suficiente para produzir um dínamo.[47][48] Isto leva ao entendimento de que a inexistência do dínamo se deve à falta de convecção no núcleo de Vénus. Na Terra, a convecção ocorre na camada externa de líquido do núcleo porque o fundo da camada de líquido é muito mais quente do que o topo. Em Vénus, um evento global de recobrimento da superfície pode ter fechado as placas tectônicas, levando a um fluxo reduzido de calor através da crosta. Isto levou à elevação da temperatura do manto, reduzindo assim o fluxo de calor para fora do núcleo. Como resultado, não há um dínamo que possa gerar um campo magnético e a energia calorífica do núcleo é usada para reaquecer a crosta.[49]

Vénus não tem um núcleo interno sólido,[50] ou seu núcleo não está se resfriando atualmente, de modo que toda a parte líquida do núcleo está aproximadamente à mesma temperatura. Outra possibilidade é que o núcleo já tenha se solidificado completamente. O estado do núcleo é altamente dependente da concentração de enxofre, que ainda é desconhecida.[49]

Mais sobre Vênus deixe seu comentário com seu mandamento, Não esqueça o seu

E-mail e senha, TUDO sobre o nosso MUNDO WIkepédia: LIVRE .

Mercúrio


Mercúrio


Mercúrio
Mercúrio é o primeiro planeta contando do Sol e pode ser visto a olho nu, ao amanhecer e ao entardecer, sempre próximo ao Sol. Por isso os antigos lhe deram dois nomes: Apolo, a estrela matutina, e Hermes, a estrela vespertina, porém sabendo que era o mesmo corpo. Mercúrio foi visitado por uma única sonda três vezes, a Mariner 10 em 1973 e 1974.

Mercúrio

  • Tipo: Rochoso
  • Diâmetro: 4.878 km
  • Massa: 3,30 x 1023 kg
  • Distância Média do Sol: 57.910.000 km (0,38 AU)

A órbita de Mercúrio é bastante excêntrica. Mercúrio gira em torno de seu eixo três vezes a cada dois anos mercurianos, ou seja, cada dois anos mercurianos tem três dias mercurianos; Mercúrio é o único corpo

do Sistema Solar que se conhece fora da razão 1:1. Esses fatos produziriam efeitos estranhos para um observador que estivesse na superfície de Mercúrio: em algumas longitudes, por exemplo, o Sol se ergueria no horizonte, em sua trajetória aumentaria muito de tamanho, iria parar no zênite e ficar algum tempo lá; inverteria então brevemente seu curso no céu e continuaria, diminuindo até chegar ao outro extremo. Enquanto isso as estrelas se moveriam três vezes mais rápido no céu. Observadores em outros pontos veriam efeitos diferentes, mas igualmente bizarros.

As variações de temperatura de Mercúrio são as maiores do Sistema Solar: de 90 K a 700 K. Mercúrio é o segundo corpo mais denso do Sistema Solar: A Terra ocupa o primeiro lugar. Mercúrio possui um núcleo de ferro, cujo raio mede de 1800 a 1900 km.

Como não possui atmosfera, não há proteção para Mercúrio contra os corpos que se chocam com ele o tempo todo( Para saber mais leia Curiosidades).

Surpreendentemente, observações do polo norte de Mercúrio, que não foi mapeado pela Mariner 10, feitas por radar revelaram a presença de gelo nas sombras protegidas de algumas crateras.

Heráclito acreditava que Mercúrio e Vênus orbitavam o Sol e não a Terra.

PlutãoNetunoUranoSaturnoJúpiterMarteTerraVênusMercúrioO Sol

Os Corpos não estão em seu tamanho real, isso é apenas uma comparação.

Ecossistema


POR:JEFFERSON

O ecossistema é a unidade principal de estudoda ecologia e pode ser definido como um sistema composto pelos seres vivos (meio biótico) e o local onde eles vivem (meio abiótico, onde estão inseridos todos os componentes não vivos do ecossistema como os minerais, as pedras, o clima, a própria luz solar, e etc.) e todas as relações destes com o meio e entre si.

Para que se possa delimitar um “sistema ecológico” ou ecossistema é necessário que haja quatro componentes principais: fatores abióticos, que são os componentes básicos do ecossistema; os seres autótrofos, geralmente as plantas verdes, capazes de produzir seu próprio alimento através da síntese de substâncias inorgânicas simples; os consumidores, heterotróficos – que não são capazes de produzir seu próprio alimento, ou seja, os animais que se alimentamdas plantas ou de outros animais; e os decompositores, também heterotróficos, mas que se alimentam de matéria morta.

A totalidade destes organismos interagindo em um determinado local de forma a criar um ciclo de energia (do meio abiótico para os seres autótrofos, destes para os heterótrofos e destes para o meio abiótico novamente) caracterizando os níveis tróficos da cadeia alimentarconstitui um sistema ecológico ou ecossistema, independentemente da dimensão do local onde ocorrem essas relações.

As dimensões de um ecossistema podem variar consideravelmente desde uma poça de água até a totalidade do planeta terra que pode ser considerado como um imenso ecossistema composto por todos os ecossistemas existentes (ecosfera).

Mas não se deve confundir “ecossistema” com “bioma”. O bioma é geograficamente mais abrangente e é predominantemente definido de acordo com um conjunto de vegetações com características semelhantes além de outros requisitos (como a Mata Atlântica).

Entretanto, como o ecossistema pode ser considerado em grande escala, as definições ficam um pouco confusas. Mas, geralmente para grandes extensões de território (de dimensões regionais) usa-se a denominação “bioma”.

Os ecossistemas são classificados de duas formas: em ecossistemas terrestres e ecossistemas aquáticos. Ambos possuem o funcionamento parecido com apenas a diferença óbvia da quantidade de água entre um e outro o que faz com que comportem formas de vida completamente diferentes embora algumas possam compartilhar ou migrar de um meio para o outro. Aos locais onde os dois tipos de ecossistemas se encontram dá-se o nome de “wetlands”, no termo em inglês, que podemos chamar de “terras alagadas”. São regiões como o Pantanal Matogrossense e as regiões alagadas da Amazônia.

Vulcões


Vulcões: TUDO sobre o nosso MUNDO

Nas profundezas da Terra, entre o centro de ferro fundido e a fina camada na superfície, há uma parte de pedra sólida chamada de manto, ainda quente por causa da formação do nosso planeta há cerca de 4.6 bilhões de anos. Como as pedras são grandes isolantes, o calor demora para se dissipar.

Quando as pedras do manto se derretem, elas se transformam em magma, que chega à superfície através da crosta externa da terra, e libera os gases contidos. Quando a pressão é muito forte, vulcões entram em erupção. A pressão aumenta se a quantidade de magma que vai do manto da terra até o vulcão é alta. Por outro lado, a pressão pode aumentar dentro do cone de


No subsolo, esta rocha fundida é chamada de magma. Quando o vulcão entra em erupção, o magma é lançado para fora em forma de lava.

magma do vulcão. Isso acontece porque quando o magma no cone começa a esfriar, ele libera gases que se expandem, aumentando a pressão. Quando a pressão é muito forte, as rochas que formam o vulcão racham, e o magma escapa pela superfície — é a erupção. Em alguns vulcões, a quantidade de magma que sai da terra é relativamente constante, então as erupções são frequentes; em outros, o magma sobe em bolhas a cada 100 ou até mesmo 1000 anos, por isso as erupções são raras.

Quando ainda é subterrâneo, este manto rochoso é chamado de magma. Assim que atinge a superfície e se derrama pelos lados de um vulcão, passa a se chamar lava. Geralmente, quanto mais quente a lava, mais fluida ela é, e mais rapidamente ela escorre. As lavas havaianas tendem a ser as mais quentes da escala. Quando entram em erupção, elas chegam a 1.175º C.

Em agosto de 1883, Krakatoa (ou Krakatau, em javanês), uma ilhota encravada no estreito entre as ilhas de Sumatra e Java, foi pulverizada numa das maiores explosões já registradas na história. Saldo da catástrofe: mais de 36.000 mortos, na maioria afogados por gigantescas paredes de água, os tsunamis, que invadiram as ilhas próximas. A hecatombe é contada em minúcias pelo geólogo inglês Simon Winchester em Krakatoa, o Dia em que o Mundo Explodiu. Alinhavando relatos sobre o cotidiano da região, documentos oficiais e dados científicos, Winchester delineia um quadro completo da situação social, econômica e política das então chamadas Índias Orientais, e mostra como um fenômeno geológico de grandes proporções pode afetar uma sociedade, e até mesmo toda a humanidade, por várias gerações. No caso do Krakatoa, o autor credita à explosão um fortalecimento do misticismo e da religiosidade das populações atingidas, um dos componentes da fórmula que resultou na independência da Indonésia em 1949, até então uma colônia holandesa.

A origem e o funcionamento dos vulcões só foram compreendidos de fato a partir de 1965, quando o canadense Tuzo Wilson apresentou sua teoria das placas tectônicas. Pela teoria — hoje comprovada —, a camada mais externa do planeta é formada por blocos rochosos que se encaixam como num quebra-cabeça e flutuam sobre uma camada interna de rocha derretida. Os vulcões nascem nos pontos onde essas placas se chocam ou se afastam, liberando material incandescente — o magma — do subterrâneo. É assim que a ciência explica a construção do arquipélago havaiano sobre uma fresta aberta no solo oceânico, no meio do Pacífico.


A erupção do Vulcão Pinatubo, nas Filipinas, em 1991, lançou na atmosfera 20 milhões de toneladas de dióxido de enxofre — substância responsável pela chuva ácida —, mais do que é emitido nos Estados Unidos durante um ano inteiro

Os milhares de ilhas da Indonésia, que repousam sobre uma zona em que duas placas tectônicas se encontram, são um dos melhores cenários para grandes detonações, como a do Krakatoa. O choque entre as placas pode ativar qualquer um dos cerca de 130 vulcões da área. Como válvulas mal reguladas de uma imensa panela de pressão, vez por outra um deles estoura, lançando ao ar milhões de toneladas de magma. O Krakatoa até que foi modesto. Em 1815, outro monte indonésio, o Tambora, deu seu espetáculo de destruição com uma intensidade dez vezes maior — essa, sim, a mais colossal explosão já registrada. Calcula-se que a erupção e seus efeitos posteriores tenham causado a morte de 70.000 pessoas. As cinzas e os gases liberados na atmosfera resfriaram o planeta e provocaram grandes perdas na agricultura. A Europa viveria no ano seguinte, 1816, uma era de fome e crises sociais, no que se chamou de “ano sem verão”.

Os vulcões têm outras armas de destruição em massa — uma delas, a perigosa combinação de água com o magma. Uma geleira ou um lago acomodados na cratera de um vulcão entram facilmente em ebulição com a saída do magma. Então, uma avalanche mortal de lama fervente, chamada lahar, escorre encosta abaixo. Foi isso, uma locomotiva de toneladas de pedras, cinzas, terra e água, que matou 23.000 pessoas, em 1985, na erupção do Nevado del Ruiz, na Colômbia. O número de vítimas do lahar só foi menor — 350 — na erupção do filipino Pinatubo, em 1991, porque houve tempo de evacuar as centenas de milhares de moradores dos arredores. Tão ou mais perigosos do que o lahar são os fluxos piroclásticos — golfadas de gases e lascas de material vulcânico, que avançam a mais de 200 quilômetros por hora, queimando tudo pela frente. Foi um desses que soterrou Pompeia e Herculano, no sul da Itália, no ano 79 d.C., legando para a posteridade um museu calcinado do cotidiano da civilização romana no início da era cristã.

Os vulcões ativos, porém, não deixam em seu rastro apenas morte e trauma. Poucos anos depois da explosão do Krakatoa, que eliminou qualquer animal ou vegetal da área, as ruínas da ilha já eram recolonizadas por sementes, grãos de pólen, esporos e minúsculos insetos, arrastados pelos ventos. Terras férteis, aliás, constituem um dos principais subprodutos das erupções vulcânicas — e um grande atrativo para milhões de pessoas, no mundo todo, que se arriscam vivendo ao pé desses montes sempre à beira de um ataque de nervos. Há teorias, aliás, que dizem ser eles as fornalhas em que se criou toda a água do planeta. Segundo esse raciocínio, em tempos primordiais, o magma continha grandes quantidades de oxigênio e hidrogênio em sua composição. A cada erupção, esses gases eram liberados na atmosfera em forma de vapor — o qual, ao se resfriar, se condensava e virava água.

Aos efeitos físicos imediatos da revolução tectônica seguem-se as consequências indiretas — ambientais, sociais, econômicas e culturais, traduzidas em mitos que perduram pelos séculos. As explosões vulcânicas ressoam no cinema — em filmes como Krakatoa Inferno de Java, Stromboli e Inferno de Dante — e na literatura. Atribui-se ao mau tempo criado pelo Tambora, por exemplo, o poema Darkness (Trevas), de Lord Byron. Foi esse mesmo mau tempo que trancafiou o poeta Percy Shelley e sua mulher, Mary, no verão de 1816, numa vila à beira de um lago suíço, em cuja reclusão Mary Shelley gestou a novela gótica Frankenstein.

Erupção do monte Santa Helena

O Monte St. Helena, no Estado de Washington (EUA), entrou em erupção em 18 de maio de 1980. Uma avalanche de lava incandescente jorrou da montanha a uma velocidade de mais de 480km/h, lançando fragmentos e cinzas a uma altura de 16km. As cinzas caíram a uma distância de até 1.500km e a explosão foi ouvida na Califórnia e Montana. Cinza superaquecida, gases e lava devastaram as áreas próximas e causaram várias mortes. Desde então, cientistas têm monitorado de perto atividades no vulcão, esperando pelo desastre novamente. Em setembro de 2004, a montanha começou a mexer e ganhar vida novamente, com erupções que levaram cinzas a quilômetros de distância nas Cascades. A partir daí, a lava vem escapando por dentro da cratera e o teto formado ainda está crescendo. O vulcão foi colocado em alerta nível dois, o que significa que pode haver mais erupções. Então, será que o Monte St. Helena está prestes a explodir?

VIDEO


VIDEO TUDO SOBRE O NOSSO MUNDO

Magma da Terra


Sob a crosta terrestre encontra-se uma vasta e profunda região, similar a um oceano semifluido de material a elevada temperatura que constitui o magma.

Sua emissão para a superfície, através das crateras dos vulcões, constitui um dos mais impressionantes espetáculos da natureza.

Magma é o material semifluido, altamente aquecido (de 800 a 1.200o C), encontrado em regiões profundas da crosta terrestre e que consiste predominantemente de silicatos em fusão (ou líquidos).

O magma que flui contém cristais em suspensão e bolhas de gás. Quando expelido violentamente pelos vulcões, recebe o nome de lava e, pelo resfriamento e solidificação, dá origem às rochas magmáticas ou ígneas.

A composição química dos magmas só pode ser conhecida após sua solidificação. Observa-se então que o oxigênio é o elemento mais abundante. A composição química das rochas ígneas pode ser expressa em termos de sua quantidade de óxidos. O mais importante deles é o de silício (SiO2), que compõe 35 a 75% de uma rocha magmática típica.

As rochas magmáticas de origem crostal profunda que afloram na superfície da Terra acham-se totalmente cristalizadas.

Isso acontece porque o magma que as originou encontrou condições necessárias para a cristalização: altas pressões e temperaturas lentamente decrescentes num meio inicialmente líquido.

Os primeiros constituintes dos magmas a se cristalizar são os minerais ditos “pirogenéticos”, que incluem a maioria dos silicatos encontrados como constituintes primários das rochas básicas — as olivinas, a maioria dos piroxênios, os plagioclásios cálcicos etc. A separação dos minerais pirogenéticos deixa o líquido relativamente rico em água e em vários outros componentes de pesos atômicos e moleculares baixos, conhecidos pelos nomes de voláteis, hiperfusíveis ou constituintes fugitivos. Os minerais ditos “hidratogenéticos” exigem para sua formação alta concentração desses voláteis.

A história do resfriamento e da cristalização de um magma pode ser dividida em diferentes estágios, baseados principalmente na temperatura e na concentração dos voláteis.

Denomina-se província magmática ou petrográfica uma região relativamente ampla da crosta terrestre que contém rochas ígneas aproximadamente da mesma idade, derivadas da mesma matriz magmática. Uma província desse tipo é a existente ao redor de Roma e Nápoles, na Itália. Os maciços alcalinos de Itatiaia e de Passa Quatro, que abrangem partes dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, constituem também uma província petrográfica ou magmática.

Fonte: geocities.yahoo.com.br

Magma

ROCHAS ÍGNEAS OU MAGMÁTICAS

As rochas ígneas ou magmáticas são caracterizadas por terem sua origem a partir do magma rocha fundida.

O termo ígneo tem origem no latim ignis , que significa originado do fogo.

O magma, rocha fundida a diferentes profundidades na crosta da Terra pode atingir a superfície através de vulcanismo ou dar origem a corpos ígneos cristalizados em profundidade. Cristalização é o processo que tem início com a perda de calor do magma e conseqüente formação de cristais.

Desta forma as rochas ígneas ou magmáticas podem ser separadas em dois grupos:

A) Rochas ígneas Plutônicas: formadas a profundidades variáveis na crosta e manto da Terra.

B) Rochas ígneas Vulcânicas: formadas próximo á superfície da Terra ou extrudidas de vulcões em forma de lavas.

MAGMA

Uma definição simples de magma rocha fundida. Pasta viscosa formada quando a temperatura no interior da Terra é suficiente para promover fusão das rochas. Magmas apresentam temperaturas no intervalo de 700 a 1200 ° C, em função de sua composição química e profundidade de formação na crosta da terra.

Os magmas possuem três constituintes básicos:

1- porção líquida, composta por rocha fundida

2- porção sólida composta por cristais formados a partir do magma ou fragmentos sólidos transportados pelo mesmo.

3- porção gasosa constituída por voláteis, tais como H 2 O, CO 2 , H 2 S etc.

As principais características do magma são:

Composição química

Temperatura

Viscosidade

Estas propriedades físicas do magma estão intimamente relacionadas entre si.

Composição Química o magma é composto por fusão de rocha.

Como silício é um dos elementos mais abundantes nas rochas podemos afirmar que os magmas são fusões silicáticas. Líquidos ricos em silício.

O teor de SiO 2 dos magmas varia de 35% até 75%.

TODOS OS MAGMAS SÃO FUSÕES SILICÁTICAS ?

Não. Como em todos os casos há exceções :

1 - lavas carbonáticas do vulcão Oldoínio Lengai no leste da África

2 – lavas ricas em enxofre Siretoki-Iow -San em Hokkaido Japão

3 – as concreções sulfúricas da Etiópia

Temperatura

A temperatura dos magmas variam de 700 a 1200 ° C. Um dos fatores mais importantes no controle da temperatura é a composição do magma.

Quando o magma é rico em Mg e Fe e pobre em Si sua temperatura é mais elevada do que aqueles pobres em Mg e Fe e ricos em Si.

Viscosidade

Esta é uma das mais importantes propriedades físicas dos magas.

A velocidade de escoamento do magma é controlada pela viscosidade.

Quanto mais viscoso menor a velocidade de deslocamento. A viscosidade é diretamente proporcional ao teor de Si no magma.

Quanto mais rico em Si maior a viscosidade. A viscosidade é inversamente proporcional à temperatura. Quanto mais quente o magma menor a viscosidade.

É possível estabelecermos uma comparação entre o magma e uma sopa de feijão.

Quando a sopa esta fria ela é mais viscosa (grossa) quando aquecemos a sopa a sua viscosidade diminui e se adicionarmos água a viscosidade é ainda menor. EUREKA ! Água reduz a viscosidade de magmas.

Como solvente a água quebra a estrutura do líquido (magma) tornando-o mais fluido.

ONDE SÃO GERADOS MAGMAS?

Como mostra a figura abaixo magma pode ser gerado em três tipos principais de ambientes que chamaremos de ambientes tectônicos.

Zona de Subducção

Quando uma placa tectônica oceânica mergulha sob uma placa continental. Ã medida que a placa mergulha ocorre a perda de voláteis, em função do aumento da temperatura, e este voláteis favorecem a fusão do manto litosférico acima desta placa, gerando magma.

O magma gerado pode ascender a diferentes níveis da crosta dando origem a cadeias de montanhas como, por exemplo, os Andes. Neste ambiente é comum a ocorrência de vulcanismo e tremores de terra.

Magma
Clique para Ampliar

(Lado esquerdo da figura acima- setas indicam a separação entre as placas) zonas de separação entre placas.

Zonas Divergentes

Este movimento ocorre entre a América do Sul e África, dando origem a formação do assoalho oceânico. Este ambiente é caracterizado por intenso magmatismo (produção de magma) de composição basáltica.

Plumas Quentes (Hot Spots)

Estes pontos quentes podem ter origem no manto ou na interação entre manto e núcleo. O calor gerado por estes pontos quentes promove fusão das rochas do manto da Terra.

A cadeia de ilhas que constituem o Havaí é formada pr um ponto quente. Ã medida que a placa se move acima do ponto quente há possibilidade de geração de magma formando cadeias de ilhas alinhadas.

CARACTERÍSTICAS DAS ROCHAS ÍGNEAS PLUTÔNICAS

As rochas ígneas plutônicas são formadas a profundidades diversas na crosta e manto superior da terra. Desta forma o magma troca calor lentamente com as rochas à sua volta, formando cristais.

Nas rocas ígneas plutônicas o magma é completamente cristalizado. A rocha formada é holocristalina composta por cristais. Algumas rochas ígneas plutônicas possuem granulação grossa (> 5 mm ), muitas vezes com cristais de dimensões centimétricas, como na foto abaixo.

Magma
Foto 1

Granito com megacristais feldspato potásssico (cristais brancos) com até 5 cm de comprimento. Nesta foto observa-se a ocorrência de duas rochas distintas. A clara possui granulação grossa e a escura granulação fina. Ambas são rochas ígneas plutônicas. A rocha escura em forma de dique (diorito) corta a clara, ilustrando a relação temporal entre as duas.

CARACTERÍSTICAS DAS ROCHAS ÍGNEAS VULCÂNICAS

As rochas ígneas vulcânicas cristalizam próximo à superfície da Terra ou, no caso dos derrames de lava, diretamente na superfície. Este comportamento implica em um contraste térmico considerável. O choque térmico inibe a formação de cristais cristalização da rocha. Desta forma é comum nas rochas vulcânicas a presença de uma massa fina vítrea e alguns minerais incrustados nesta massa. Em um caso extremo toda a rocha é vítrea obsidiana- vidro vulcânico.

Magma

Magma
Foto 2

Obsidiana vidro vulcânico resfriamento rápido.. Observe a fratura conchoidal.

Magma

 

O SOLO: nossa morada


1_globogiranteNosso Novo site: Saúde VIVER Bem 


EscolaDestribuição de habitantes

 

A construção de barragens, as queimadas, a  agricultura e diversas outras atividades humanas estão destruindo habitats de animais, elefantes, leões, girafas e outros bichos de grande porte, que perderam metade de suas casas, na Tasmânia.

Refugiado ecológico

É um novo conceito somente da região do Mar Aral, na Rússia, que já foi o quarto maior lago interior do mundo e hoje está praticamente seco, de onde saíram 28.000 pessoas. Lá, nos anos 50, pescava – se 44 mil toneladas anuais de peixes. hoje, não se pesca nada.

Poluição no Ártico

Nem os ursos polares estão seguros contra os efeitos da poluição.

Já foram encontrados em seus tecidos taxas consideráveis de pesticidas.

Salinização

Terras irrigadas artificialmente representam 16% do solo arável mas produzem 40% da comida do planeta.Cerca de 10% delas ( 25 Milhões de hectares ) estão comprometidos pela salinização, que se expande por cerca de 2 milhões de hectares a Cada Ano.

 

Energia alternativa

A geração de energia utilizando a força dos ventos representa 0,1% da produção mundial de eletricidade. A produção de células capazes de gerar energia solar cresceram mais de 50% entre 1990 e 1994.

escritor: Jefferson Wellington rodrigues Conceição

fonte: TUDO sobre o nosso MUNDO

TUDO sobre o nosso MUNDO – Polvo-Gigante-Do-Pacífico


A fêmea do Polvo-Gigante-Do-Pacífico é uma mãe dedicada. Ela se isola dentro de uma caverna utilizando pedras, juntamente com seus ovos. Durante os próximos seis meses, ela não deixa a toca, vigiando seus preciosos ovos, mantendo-os oxigenados e livres de doenças e predadores. Fraca e sem se alimentar, seu último ato de devoção é soprar água sobre os ovos para ajudá-los a eclodir. Em seguida, ela morre.

2012: NÃO É O FIM DO MUNDO


Muitos dizem que o mundo irá acabar em ‘’2012’’, mas isso é MENTIRA?

o mundo e uma das maravilhas mais complexas e sustentável dos planetas existentes, Não coloque isso em sua cabeça que o mundo irá acabar em 2012.

Se você é de uma religião que fala que o mundo irá acabar em 2012, isso não é uma religião verdadeira, Deus ou JEOVÁ, não criou a Terra para ser destruída pelo homem, ou destruir a nossa vida, pense muitos cientistas falam que o mundo irá acabar em 2012, você acreditar que Jeová, irá acabar com nós seus filhos em.

O MUNDO NÃO ACABARAR EM 21/12/2012.

 



Veja o texto não acredite.

Pode parecer contos de fadas, ou mais uma teoria mirabolante mas, as “profecias” maias tem uma base científica. Mas, do que qualquer uma dessas profecias (a falar da ‘profecia’ que o mundo iria acabar quando o século XX acabasse…).

Um site que trata muito bem do assunto é o Dois Mil e Doze (com nome bem sugestivo, certo?). Segundo ele, os maias deixaram para nós, 7 sete profecias. Uma dela diz que, a nossa época de medo e ódio e materialismo irá acabar, no sábado dia 21 de dezembro de 2012. Mas, o que eu acho mais interessante, é que, ao invés de ser como essas teorias que muitos ‘profetas’ afirmam ser verdade, ela não diz que o mundo vai acabar. O que ela diz, no entanto, é que nós deveremos escolher entre: desaparecer do planeta como espécie pensante que ameaça destruir o próprio planeta ou, evoluir para a integração harmônica com todo o planeta.

Tudo bem, que 90% do texto seja baseado na religião maia mas, se olharmos com uma visão mais cientifica, podemos encontrar algumas verdades no texto, certo?

Eles também previram (a segunda profecia) que ocorreria um eclipse no dia 11 de agosto de 1999. E, que realmente ocorreu.

O que eu quero levar a acreditar (ou pelo menos, em o que eu quero dar rumo a todo esse post) é, que devemos acreditar na base da profecia maia: não destrua a sua própria casa.

Os maias afirmam (terceira profecia), que uma onda de calor aumentará a temperatura do globo provocando catástrofes imensas (isso já foi previsto por cientistas modernos). E, quanto mais queimadas, quanto mais destruição das nossas florestas e, quanto mais liberação de gases tóxicos na nossa atmosfera, nossa fraca e vital camada de ozônio será destruída aos poucos, até chegar uma hora que ela não existirá mais.

Segundo o Carlos Oliveira do Ciência Hoje, a Terra estará alinhada com o Sol e com o centro da galáxia. Como o centro da galáxia possui um buraco negro, ele afetará o campo magnético da Terra, provocando diversas catástrofes. Ele também faz uma análise crítica bastante interessante sobre um documentário criado sobre o 2012.

Um outro site já coloca as coisas de forma exagerada e, afirma que uma tempestade solar irá destruir todos os nossos meios de comunicação. (Desde que não destrua a internet, pra mim, isso não vai fazer mal). Mas, acredito que esse site seja só uma piada, de tão feio e mal traduzido eu prefiro não colocar o link.

O problema é levar a teoria maia, para um campo católico. Porque, afinal, na época maia não existia essa história de juízo final, não é mesmo?

O que eu quero falar desde o começo do post é: se os maias afirmam que nós iremos destruir o mundo (e já estamos fazendo isso), porque não mudamos?

Quando precisamos nos curar de algum vício, quando precisamos seguir as riscas os conselhos médicos, nos pensamos e confiamos na seguinte frase: “Isso só depende de você“. E não é verdade? Para salvar mudar o mundo, você precisa acreditar que pode muda-lo. E, outra. Não adianta apenas dizer, tem que fazer. Uma atitude simples que faço, e que é até questão de educação, é ao invés de jogar o lixo no chão, eu guardo no bolso. Se não tiver lixeiro por perto, eu jogo em casa (ou onde tiver), se não, eu procuro um lixeiro.

Eu tento ao máximo fazer a cabeça dos meus amigos e da minha família, ao invés de fazer o mal para a natureza, que tal, tentar ajudar a melhorar o mundo?

Não vou falar de filiação em ONG’s (eu participo de uma mas, só é filiado quem quer ajudar a ONG), falo de uma atitude individual. É óbvio que muitos valem mais do que um mas, isso falando em atitudes que pressionam o governo ou coisa e tal. A força de um indivíduo é muito maior. Sabe porquê? Quando você pensa: Ah! Não vou fazer isso não, porque o meu vizinho não faz. Mas, se seu vizinho pensar a mesma coisa, e o vizinho dele pensar a mesma coisa, o mundo ficaria pior do que já está.

Porque não faz assim: ao invés de pensar isso, pense: “O meu vizinho não faz isso. Mas, para mostrar que eu me preocupo com o meu lar, que eu me preocupo com o ambiente em que vivo e, que eu sou educado, eu não vou fazer isso” e até pense nisso: “E mais que isso, eu vou ensinar ao meu vizinho como deve ser feito”.

Acredite. O mundo vai ser muito melhor quando começarmos a viver nessa filosofia. E, não importa o que aconteça em 2012. Se vivermos desse jeito, nós aprenderemos a conviver em completa harmonia e, em 2013 nós estaremos comemorando o renascer de uma nova era: A Era em que os humanos aprenderam a conviver em paz e harmonia, respeitando as diferenças.

fonte; tudo sobre o nosso mundo

2012 e só um Mito.

Fogos de artifício


Os fogos de artifício, também chamados de foguetes pirotécnicos, são explosivos dotados de um pavio para iniciar a combustão. A combustão inicial provoca a rápida ascensão do foguete, que a certa altura explode violentamente. Estes fogos são usados em festas populares ou celebrações para criar um efeito ruidoso ao acontecimento, e como meio de aviso de que algum acontecimento está iniciando ou terminando.

Tipologia

Os fogos de artifício são identificados por classe.[1] As bombinhas, por exemplo, enquadram-se na classe A, uma vez que possuem até 0,020 quilogramas de pólvora.[2]Classe    Descrição[1]    Limite de pólvora    Restrições    Exemplos
Clase A    Fogos de vista com ausência de estampido    Até 20 centigramas de pólvora    Podem ser utilizadas por crianças acima dos 12 anos, desde que acompanhadas pela supervisão de um adulto.[2]    Balões pirotécnicos, bombinhas etc.
Clase B    Fogos de artifício com estampido    Entre 21 e 25 centigramas de pólvora        “Pots-a-feu”, “morteirinhos de jardim”, “serpentes voadoras” e equivalentes.
Clase C    Fogos de artifício com estampido    Entre 25 centigramas e 2,5 gramas de pólvora    De acordo com a definição do Regulamento R-105, não podem ser comprados por menores de 18 anos e sua queima depende de licença da autoridade competente, com hora e local previamente designados, nos casos de festa pública, em qualquer local, ou dentro do perímetro urbano.[3]    Foguetes com ou sem flecha, rojões com ou sem vara, etc.
Clase D    Fogos com estampido    Acima de 2,5 gramas de pólvora        Baterias, morteiros etc.

Segurança

 

Uma atitude muito importante que devemos tomar como pais ou responsáveis é o de não deixar crianças terem acesso aos materiais explosivos, colocando este tipo de material fora do alcance delas, assim assegurando uma festa sem acidentes. Os perigos dos explosivos são muito variados e podem até levar a morte. Caracterizando em queimaduras, lacerações e até mutilações. Os cuidados devem ser dobrados para que não ocorram acidentes.

Produção

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de fogos de artifício, atrás apenas da China. O município de Santo Antônio do Monte na região Centro-Oeste de Minas Gerais é o maior pólo de produção do país. Santo Antônio do Monte, produz e desenvolve fogos de artifício, desde as matéria primas de base, executando vários processos produtivos até o produto final. Santo Antônio do Monte é responsável por aproximadamente 98% da produção brasileira de fogos de artifício.

Rojões

Os rojões são um tipo de fogo de artifício que possui uma quantidade maior de pólvora, no qual o efeito sonoro da explosão se destaque em relação ao efeito luminoso. Perigosos,[4][5] esses fogos de artifício ainda são às vezes utilizados como armas,[6] seja nas notórias guerras de rojões, entre torcidas rivais,[7] seja através de disparos do alto de edifícios.[8] Dados do Ministério da Saúde de 2001, indicam que 471 crianças perderam suas vidas devido as queimaduras e, durante as festas juninas e comemorações de final de ano, o número de atendimentos a queimados costuma dobrar. Ainda assim, no Brasil, são bastante comuns em partidas de futebol e celebrações religiosas, como as festas em homenagem a Santo Antônio, no mês de junho.

 

 

 

veja a imagem       

Ainda que o uso de fogos de artifício sejam responsáveis por inúmeros acidentes todos os anos, como no caso do raio-x desta mão perdida por um deles, celebrações esportivas e religiosas ainda os utilizam como forma de mostrar à comunidade sua exaltação.

Química

Além de se valerem da luz e calor do sol, os homens, em seus primórdios, utilizavam também o fogo. Embora não soubessem provocar fogo, os homens talvez tenham aproveitado incêndios acidentais provocados por raios ou por lava incandescente de algum vulcão. Aprenderam inicialmente, a manter o fogo. Os “guardiões do fogo” vigiavam dia e noite esses incêndios acidentais, alimentando-os com gravetos, folhas, etc. Há 500 mil anos, o homem primitivo queimava madeira para conseguir luz e calor. O domínio do fogo – saber fazer e usar controladamente o fogo proveniente da combustão (queima) – significou uma transformação profunda na vida dos homens. As transformações químicas que ocorrem no cozimento de alimentos, na produção de utensílios cerâmicos, de metais como ferro e ligas metálicas como bronze, só foram possíveis com a energia liberada nas combustões. Até o ano 1200, a madeira era a principal fonte de energia, o combustível gerador de calor e luz. Mas, já no século XIV, com a invenção do alto forno, o carvão vegetal passou a ser mais utilizado devido a sua maior eficiência. No século XVIII, James Watt construiu a primeira máquina a vapor e o carvão mineral passou a ser utilizado como combustível. Nas máquinas a vapor, utiliza-se combustível para aquecer água e assim, gerar vapor d’água, o qual movimenta a máquina. Pode-se imaginar que o desenvolvimento industrial e o crescimento das cidades criavam a necessidade cada vez maior de energia e, consequentemente, de combustíveis que suprissem tal necessidade. O petróleo já era conhecido desde a Idade Antiga, mas era pouco utilizado como combustível pois o homem não sabia como extraí-lo do solo. Por volta de 1860 o petróleo passou a ser explorado comercialmente, com a perfuração dos primeiros poços na Califórnia, Estados Unidos. A iluminação pública começou a ser feita com lampiões a petróleo, em substituição aos de óleo animal. A iluminação elétrica só foi possível quando o homem aprendeu a produzir energia elétrica em larga escala. Durante o século XIX muitos estudos foram realizados visando a transformação da energia mecânica em elétrica. A invenção do gerador de eletricidade, isto é, um gerador que transforma energia de movimento (mecânica) em elétrica, e a invenção da turbina hidráulica, tornou possível obter-se energia elétrica em grande quantidade. O petróleo passou a ser queimado para produzir imensas quantidades de vapor d’água para movimentar turbinas hidráulicas. Numa usina termelétrica, por exemplo, o vapor movimenta uma turbina, que, por sua vez, movimenta um gerador, ocorrendo a produção de energia elétrica. As usinas termelétricas são responsáveis ainda hoje por cerca de 90% da energia elétrica fornecida a todo o mundo. No Brasil, as usinas termelétricas são responsáveis por cerca de 5% da energia elétrica gerada. Nessas usinas são queimados derivados do petróleo, gás natural, carvão ou ainda bagaço de cana-de-açúcar. Ao longo de sua história, o homem, utilizando o calor proveniente das reações de combustão para diversos fins percebeu que materiais diferentes quando queimados, fornecem diferentes quantidades de energia. Assim, substituiu a madeira pelo carvão vegetal, este pelo carvão mineral, e todos esses pelo petróleo. Compare o poder calorífico de alguns combustíveis: referência 6 Mas, o que é uma reação de combustão? Que transformações ocorrem nos materiais fornecendo tanta energia? Somente no século XVIII, com a descoberta do oxigênio, é que se começou a entender tais reações. Estudos feitos por Lavoisier (1743-1794) permitiram concluir que a combustão era na verdade uma reação com o oxigênio contido no ar atmosférico. Assim, o carvão, os óleos, o petróleo reagem com oxigênio, formando outros materiais e liberando energia. É necessário, entretanto, fornecer certa quantidade de energia para que as reações iniciem. Quando são queimadas substâncias que contêm carbono (petróleo, óleos, carvão etc) ocorre a formação de dióxido de carbono (CO2), um dos gases responsáveis pelo aumento do efeito estufa.

Conforme o elemento químico adicionado junto à mistura explosiva, podem ser obtidas diferentes cores, como podemos ver na tabela abaixo:

Elemento químico adicionado    Cor dos fogos
Sódio                                              Amarelo
Lítio                                               Vermelho
Bário                                                Verde
Potássio                                     
Azul ou Púrpura
Magnésio                                  
Branco ou Prata
Cobre                                                Verde
Estrôncio                                    Vermelho
Cálcio                                           
Amarelo
Alumínio                                        
Branco
Ferro                                              Dourado

 

Celebrações

Apesar de demonstrar varios perigos , por outro lado os fogos de artifícios , sao usados para varias celebração.O reveillon é um belo exemplo de comemoração que é muito usado os Fogos de artifícios , que tem a intenção de mostrar uma grande alegria na virada de ano , onde muitas pessoas se reúnem , para demonstrar uma paz de espirito , e uma bela forma de expressar esses sentimentos , seriam os fogos de artifícios que tem varias cores ,luzes e variedades de explosões.

 

HISTÓRIA

 

A história da pirotecnia provavelmente iniciou-se na Ásia, já na Pré-História. Mas, seguramente, podemos afirmar que a pólvora foi fabricada pela primeira vez, por acaso, na China há cerca de 2000 anos. Um alquimista chinês juntou acidentalmente salitre (nitrato de potássio), enxofre, carvão e aqueceu a mistura. Esta mistura secou como um pó negro, floculante, que quando queimado apresentava grande desprendimento de fumaça e chamas. Tal produto recebeu o nome de huo yao (“fogo químico”) e posteriormente ficou conhecido como pólvora. A pólvora foi empregada como projéteis explosivos em armas elementares de bambu e de ferro, semelhantes a flechas, desde o ano de 1304. Para fins pacíficos, ela somente começou a ser utilizada nos fins do século XVII em minerações e construção de estradas. O “fogo químico” foi o único explosivo utilizado até o século XIX, quando surgiram a nitroglicerina e a dinamite. Já os chamados fogos de artifício datam de alguns milhares de anos antes de Cristo, isto é, em uma época muito anterior ao conhecimento da pólvora. Eles surgiram quando se descobriu que pedaços de bambus ainda verdes explodiam quando colocados em fogueira. Isso ocorria devido ao fato de que os bambus crescem muito depressa. Com isso, formam-se bolsas de ar e de seiva, que ficam presas dentro da planta, inchando e explodindo quando aquecidas. Os ruídos resultantes assustaram inicialmente os chineses. No entanto, eles passaram a jogar caules verdes de bambus (pao chuck) em fogueiras durante festivais e comemorações com o objetivo de assustar maus espíritos. Mais de 2000 anos depois, foi observado que se bambus ocos fossem recheados com o já conhecido “fogo químico” e lançados ao fogo, o ruído resultante era muito maior. Eram os primeiros fogos de artifício a serem fabricados como conhecemos hoje. O conhecimento da pirotecnia era difundido na China e na Índia durante séculos antes de se estender até a Europa por meio dos árabes e gregos. A arte de construção de fogos de artifício foi muito desenvolvida na Arábia no século VII, sobretudo pelo fato de os sais oxidantes de potássio serem bastante utilizados pelos alquimistas do Islã. Posteriormente, acresceu-se à pólvora o uso de magnésio e alumínio. Estes metais permitiam a obtenção de um brilho nunca visto e de um número muito grande de efeitos luminosos. Com o advento da química moderna e descoberta de suas leis, muitos elementos foram estudados, assim como suas reações. Hoje em dia, diversos efeitos visuais foram acrescidos aos fogos de artifício com a mistura de diferentes substâncias, como:

- Nitrato + carbonato ou sulfato de estrôncio = vermelho – Nitrato + clorato ou carbonato de bário = verde – Oxalato ou carbonato de sódio = amarelo – Carbonato ou sulfeto de cobre + cloreto mercuroso (calomenano) = azul

Atualmente existem diversos tipos de fogos de artifício, e seus efeitos dependem da composição ou da estrutura da peça.

Entretanto, todos são construídos com fundamento em um mesmo princípio: armazenar o máximo de energia em um mínimo espaço.

 

Nick Jonas


escritor; Jefferson wellington rodrigues Conceição

Nicholas Jerry Jonas (Dallas, Texas, 16 de Setembro de 1992) é um músico, cantor, produtor e ator estadunidense e co-fundador da banda Jonas Brothers e vocalista da banda Nick Jonas and the Administration, também conhecido como “Nick J.”, “Mr. President” (Senhor Presidente). Antes de formar a banda Jonas Brothers com seus irmãos, ele foi para a Broadway aos 6 anos de idade, participou de algumas peças como “A Bela e a Fera” e “A Christmas Carol”, e gravou um CD solo, Nicholas Jonas. Faz a voz principal junto com Joseph (Joe) e toca guitarra, piano e teclado em algumas músicas. Também tocou bateria para as músicas “Australia” e “Video Girl”, além de também compor as músicas com seus irmãos. Algumas das músicas da banda ele compôs sozinho, como “S.O.S.” do álbum “Jonas Brothers”, “A Little Bit Longer” e “Got Me Going Crazy” do álbum “A Little Bit Longer”, “World War III” e “Black Keys” do mais novo álbum da banda: “Lines, Vines and Trying Times”.

Nick é evangélico, assim como seus irmãos e seus pais. Seu pai era missionário e pastor. Tem como melhor amiga sua vizinha de Dallas.

Quando tinha 13 anos, Nick foi diagnosticado com Diabetes Tipo 1. A música A Little Bit Longer (que dá nome a um dos álbuns dos Jonas Brothers) foi escrita por ele e fala como se sentiu quando descobriu que tinha diabetes. Desde então, Nick, seus irmãos e sua família organizam eventos para crianças com diabetes. Ele fundou a organização Change for the Children e espera ajudar muitas crianças que também têm diabetes e ser um exemplo para todas elas. Em fevereiro de 2010 Nick lançou um novo CD solo chamado Who I am juntamente com sua banda Nick Jonas and the Administration.

Em 2010, Nick participou da peça teatral Les Miserables, que comemorava seu 25º aniversário. Nick interpretou Marius, um dos personagens principais da peça. Se apresentou durante algumas noites em West End, a Broadway da Inglaterra. Nick foi elogiado pela crítica, disseram que ele ainda não está na altura dos cantores de peças musicais, mas que se saiu muito bem.

Jonas Brothers


Veja no TUDO sobre o nosso MUNDO: As letras da musicas dos Jonas Brothers

Jonas Brothers é um dos maiores sucessos do pop internacional. Os três irmãos são atualmente um fenômeno entre o público teen, espelhando meninos e encantando meninas! Desde cedo, o talento já dava seus sinais.

O primeiro irmão a ingressar na carreira artística foi Nick, que com apenas seis anos de idade foi indicado para um empresário profissional que rendeu seu primeiro trabalho na Broadway.No ano de 2002, Nicholas escreveu uma música com o nome de “JoyTo The World (A ChristmasPrayer)”. A música de sonoridade doce no mesmo ano entrou para o álbum “AIDS, Broadway’sGreatest Presentes: Carols For A Cure”.

No ano de 2003, uma demo da música chegou a INO Records. O sucesso da música foi quase instantâneo, conquistando espaço no cenário musical. Foi então que, em 2004, a Columbia Records descobriu Nick e assinou um contrato com o jovem.

O primeiro single lançado levava o nome de “DearGod”, já o segundo era uma nova versão de “JoyToThe World (A ChristmasPrayer)”. Enquanto Nick estava esperando seu álbum ser lançado, a presidência da gravadora mudou de mãos e o disco a principio foi cancelado. Porém quando o novo presidente, Steve Greenberg, ouviu a gravação de Nick em uma audição com os irmãos Kevin e Jonas, ele percebeu que ali havia três talentos.

Foi neste momento que a Columbia Records decidiu assinar com os três Brothers, pensando em transformá-los em um grupo teen. No ano de 2005, eles saíram em turnê com outros astros do pop como Kelly Clarkson, Jesse, McCartney e Backstreet Boys. O primeiro single oficial do Jonas Brothers foi lançado em dezembro do mesmo ano. Intitulado de “Mandy”, ele tornou-se um sucesso na MTV, mas seu álbum só saiu em agosto de 2006, porque a gravadora acabou perdendo interesse em investir em suas carreiras.

Embora eles continuassem trabalhando, a Columbia não se interessava mais nos garotos. Em 2007, eles chamaram a atenção com a trilha sonora de”A Pequena Sereia”. Isso fez com que os garotos se tornassem muito populares com o público da Rádio Disney e Disney Channel. Foi este sucesso, um dos principais motivos para eles terem gravado o filme Camp Rock, que gerou uma turnê mundial com milhares de fãs.

Os Jonas lançaram ainda em 2009, o álbum “Lines, VinesandTrying Times”, verdadeiro sucesso entre os adolescentes.Suas músicas e letras de músicas podem facilmente serem encontradas na rede. Atualmente o trio grava série “Jonas” e continua tocando na tv, nas rádios e nos computadores teens por aí.

Procure sobre o Nick no TUDO sobre 0 nosso MUNDO é Veja o Perfil dele.

KENNER ORIGINAL


 

Inspirada nas sandálias Típicas do Hawaii dos anos 70,

Kenner original foi desenvolvida especialmente para Quem valoriza qualidade, Conforto e Durabilidade.

Com Solado de Borracha vulcanizada antiderrapante e palmilha macia de polímero Kenner Original, possui Design moderno e acabamento exclusivo que combinam com Você.

 

Kenner: Só para Quem tem estilo.

Kenner Original


Vesão inglês

Typical sandals inspired by the Hawaii of 70 years,

Kenner was originally designed specifically for people who value quality, comfort and durability.

Vulcanized rubber outsole with non-slip insole and soft polymer Kenner Original Design has modern and unique finish that combine with You

 

Kenner: Only for those with style.

Original Kenner


Versão Africâner

Tipiese sandale geïnspireer deur die Hawaii van 70 jaar,

Kenner is oorspronklik ontwerp is spesifiek vir mense wat gehalte, gemak en duursaamheid waarde.

Gevulkaniseerde rubber outsole met non-slip zool en sagte polimeer Kenner oorspronklike ontwerp is modern en unieke afwerking wat saam met U

Kenner: Net vir diegene met styl.

Oorspronklike Kenner

Fonte: TUDO sobre o nosso MUNDO

Jefferson Wellington rodrigues conceição


DSC03682

Jefferson Wellington rodrigues conceição, e um menino legal inteligente que criou O  TUDO sobre o nosso MUNDO, você que está ai nem sabe que coisas legais que o nosso mundo tem tantas coisas que a pessoas fica maravilhadas com tantas Belezas. Ontem eu estava vendo o canal Discovery e vir tanta coisas bonitas que o nosso mundo tem pra dar pra nós, eu moro no Rio de Janeiro é que calor o rio esta hoje muito quente que  a pessoa não suporta.

Sempre quis que você usuário ficar- se feliz por que eu busco tanta coisas de pessoas que gostam de famosos, esportes, seu time e eu faço tudo isso para o agrado de você.

O que você quiser deixe seu comentário e eu faço um documentário de seu Ídolo.

EU  vou escrever sobre  a África espero que você  que eu Gostei!

 

História da África

Introdução

Nas escolas e nos livros, costumamos estudar apenas a história de um povo africano: os egípcios. Porém, na mesma época em que o  povo egípcio desenvolvia sua civilização, outros povos africanos faziam sua história. Conheceremos abaixo alguns destes povos e suas principais características culturais.

O povo Bérbere

Os  bérberes eram povos nômades do  deserto do Saara. Este povo enfrentava as tempestades de areia e a falta de água, para atravessar com suas caravanas este território, fazendo comércio. Costumavam comercializar diversos produtos, tais como : objetos de ouro e cobre, sal, artesanato, temperos, vidro, plumas, pedras preciosas etc.

Costumavam parar nos  oásis para obter água, sombra e descansar. Utilizavam o camelo como principal meio de transporte, graças a resistência deste animal e de sua adaptação ao meio desértico.

Durante as viagens, os bérberes levavam e traziam informações e aspectos culturais. Logo, eles foram de extrema importância para a troca cultural que ocorreu no norte do continente.

Os bantos

Este povo habitava o noroeste do continente, onde atualmente são os países Nigéria, Mali, Mauritânia e Camarões. Ao contrário dos bérberes, os bantos eram agricultores. Viviam também da caça e da pesca.

Conheciam a metalurgia, fato que deu grande vantagem a este povo na conquista de povos vizinhos. Chegaram a formar um grande reino ( reino do Congo ) que dominava grande parte do noroeste do continente.

Viviam em aldeias que era comandada por um chefe. O rei banto, também conhecido como manicongo, cobrava  impostos em forma de mercadorias e alimentos de todas as tribos que formavam seu reino.

O manicongo gastava parte do que arrecadava com os impostos para manter um exército particular, que garantia sua proteção, e funcionários reais. Os habitantes do reino acreditavam que o maniconco possuía poderes sagrados e que influenciava nas colheitas, guerras e saúde do povo.

Os soninkés e o Império de Gana

Os soninkés habitavam a região ao sul do deserto do Saara. Este povo estava organizado em tribos que constituíam um grande império. Este império era comandado por reis conhecidos como caia-maga.

Viviam da criação de animais, da agricultura e da pesca. Habitavam uma região com grandes reservas de ouro. Extraíam o ouro para trocar por outros produtos com os povos do deserto (bérberes).  A região de Gana, tornou-se com o tempo, uma área de intenso comércio.

Os habitantes do império deviam pagar impostos para a nobreza, que era formada pelo caia-maga, seus parentes e amigos. Um exército poderoso fazia a proteção das terras e do comércio que era praticado na região. Além de pagar impostos, as aldeias deviam contribuir com soldados e lavradores, que trabalhavam nas terras da nobreza.

art da África

A arte africana é um conjunto de manifestações artísticas produzidas pelos povos da  África subsaariana ao longo da história.

História e características da arte africana 

O  continente africano acolhe uma grande variedade de culturas, caracterizadas cada uma delas por um idioma próprio, tradições e formas artísticas características. O deserto do Saara atuou e continua atuando como uma barreira natural entre o norte da África e o resto do continente. Os registros históricos e artísticos demonstram indícios que confirmam uma série de influências entre as duas zonas. Estas trocas culturais foram facilitadas pelas rotas de comércio que atravessam a África desde a antiguidade. 

Podemos identificar atualmente, na região sul do Saara, características da arte islâmica, assim como formas arquitetônicas de influência norte-africana. Pesquisas arqueológicas demonstram uma forte influência cultural e artística do Egito Antigo nas civilizações africanas do sul do Saara. 

A arte africana é um reflexo fiel das ricas histórias, mitos, crenças e filosofia dos habitantes deste enorme continente. A riqueza desta arte tem fornecido matéria-prima e inspiração para vários movimentos artísticos contemporâneos da América e da Europa. Artistas do século XX admiraram a importância da abstração e do naturalismo na arte africana. 

A história da arte africana remonta o período pré-histórico. As formas artísticas mais antigas são as pinturas e gravações em pedra de Tassili e Ennedi, na região do Saara (6000 AC ao século I da nossa era).  

Outros exemplos da arte primitiva africana são as esculturas modeladas em argila dos artistas da cultura Nok (norte da Nigéria), feitas entre 500 AC e 200 DC. Destacam-se também os trabalhos decorativos de bronze de Igbo-Ukwu (séculos IX e X) e as magníficas esculturas em bronze e terracota de Ifé (do século XII al XV). Estas últimas mostram a habilidade técnica e estão representadas de forma tão naturalista que, até pouco tempo atrás, acreditava-se ter inspirações na arte da Grécia Antiga.  

Os povos africanos faziam seus objetos de arte utilizando diversos elementos da natureza. Faziam esculturas de marfim, máscaras entalhadas em madeira e ornamentos em ouro e bronze. Os temas retratados nas obras de arte remetem ao cotidiano, a religião e aos aspectos naturais da região. Desta forma, esculpiam e pintavam mitos, animais da floresta, cenas das tradições, personagens do cotidiano etc. 

Chegada ao Brasil 

A arte africana chegou ao Brasil através dos escravos, que foram trazidos para cá pelos portugueses durante os períodos colonial e imperial. Em muitos casos, os elementos artísticos africanos fundiram-se com os indígenas e portugueses, para gerar novos componentes artísticos de uma magnifíca arte afro-brasileira.

DSC02919

Editor: TUDO sobre o nosso MUNDO

escritor: JEFFERSON WELLINGTON RODRIGUES CONCEIÇÃO

Fonte: Tudo sobre o nosso MUNDO

ZACK & CODY


Zack e Cody, são os personagens da DISNEY CHANNEL, são um dos comediante mais legais de rir e ver em familiar.

Veja mais:

The Suite Life of Zack & Cody

The Suite Life of Zack & Cody (no Brasil, Zack & Cody: Gêmeos em Ação; e em Portugal, Hotel Doce Hotel: As aventuras de Zack & Cody) foi uma sitcom americana criada por Danny Kallis e Jim Geoghan. A série estreou no Disney Channel em 18 de Março de 2005 com 4 milhões de telespectadores, tornando-se a mais bem sucedida estreia do canal no ano. É uma das primeiras cinco atrações televisivas a terem disponibilidade no iTunes Store. Foi nomeada três vezes para o Emmy Awards e para o Nickelodeon Kids Choice Awards. O último episódio foi exibido em 1 de Setembro de 2008 durante uma maratona da série.

O show se passa no Hotel Tipton em Boston e tem como centro Zack e Cody Martin (Dylan e Cole Sprouse), gêmeos que causam inúmeros problemas e vivem no hotel.[1] Existem outros personagens principais, incluindo a herdeira do hotel, London Tipton (Brenda Song), a doceira Maddie (Ashley Tisdale), o gerente do hotel Sr. Moseby (Phill Lewis), e a mãe solteira dos garotos, Carey (Kim Rhodes).[1] É a terceira série original do Disney Channel a possuir mais que 65 episódios, depois de That’s So Raven e Kim Possible.[2] Estava sendo reprisada pelo Disney XD. Já foi exibida pela WGN America e TBS Superstation. The Suite Life of Zack & Cody foi a primeira série do Disney Channel a ganhar uma característica: a cena de identidade (na última cena de cada episódio, os créditos passavam embaixo da tela) no fim de cada episódio. Este processo se iniciou na segunda temporada, ainda que os poucos primeiros episódios produzidos para essa temporada não apresentaram a identidade da cena. Antes de 2006, todas as séries da Disney Channel tinham a cena final do episódio e os créditos de encerramento exibidos separadamente.

The Suite Life on Deck

The Suite Life on Deck (no Brasil, Zack e Cody: Gêmeos a bordo; e em Portugal, Zack e Cody: Todos a Bordo) é a sequência/spin-off da série e se passa em um cruzeiro com Zack, Cody e London comparecendo a um programa semestral do Colégio Sete Mares, com Sr. Moseby administrando o navio.[3] Enquanto uma tentativa de spin-off, Arwin!, não foi exibida pelo Disney Channel, The Suite Life on Deck saltou do processo piloto e diretamente se tornou uma série de grande sucesso. No Brasil foi exibido pelo Disney Channel.

Enredo


Os gêmeos Zack e Cody moram com a mãe divorciada, Carey Martin, cantora no luxuoso e caro Hotel Tipton, em Boston. Zack é extrovertido e imaturo, que inicia os problemas no Tipton. Zack nasceu 10 minutos mais velho que Cody, fato de que tira vantagem. Cody é estudioso, gentil, maduro e agrada mais aos adultos que seu irmão. As confusões causadas por Zack e Cody no Tipton, deixam o Sr. Moseby, o gerente do Hotel, com dor de cabeça, já que sempre tem que resolver os problemas causados. Moseby também tem outra dor de cabeça: A mimada London Tipton, a herdeira da rede de Hotéis Tipton e da riqueza do seu pai. London gosta de se divertir em festas e gastar seu dinheiro em compras em lojas caras e shoppings. Mas London, às “vezes” exagera, como quando foi para Paris de “castigo” por ter invadido um camarim de uma celebridade e receber uma intimação. Por isso ela so pode sair acompanhada por Madeline Margaret Genevieve Miranda Catherine Fitzpatrick, mas conhecida como Maddie, que trabalha como vendedora na loja de doces do Hotel Tipton. Maddie é estudiosa e responsável, e por isso Carey pede a ela que seja babysitter de Zack e Cody. Também trabalham no Hotel, Esteban Julio Ricardo Montoya De La Rosa Ramírez, mensageiro amigo de Zack e Cody, muito leal ao Sr. Moseby, Muriel, a folgada faxineira do Hotel, que vive dormindo, Patrick, o mâitre d’ do restaurante do Tipton, trata a todos com desprezo, Lance Fishman, o salva-vidas obcecado por água, Arwin Quentin Hawkhauser, o engenheiro apaixonado por Carey e muitos outros como o porteiro Norman, Nia Moseby, Chef Paolo e Serge o Concierge, que contribuem para as confusões no Tipton.

Elenco

Principal

Os atores a seguir, com exceção de Ashley Tisdale e Brenda Song, apareceram em todos os episódios da série.[4]Dylan Sprouse    Zack Martin
Cole Sprouse    Cody Martin
Brenda Song    London Tipton
Ashley Tisdale    Maddie Fitzpatrick
Kim Rhodes    Carey Martin
Phill Lewis    Mr. Moseby

 

Dublagem brasileiraDublador    Personagem
Luciano Monteiro    Zack Martin e Cody Martin
Iara Riça    London Tipton
Flávia Fontenelle    Maddie Fitzpatrick
José Luis Barbeito    Sr. Moseby
Sylvia Salustti    Carey Martin
Sérgio Stern    Arwin Q. Hawkhauser
Manolo Rey    Esteban Ramirez
Carmen Sheila    Muriel

Dobragem PortuguesaDobrador    Personagem
Afonso Maló    Zack Martin
André Raimundo    Cody Martin
Sandra de Castro    Maddie (série 2)
Carla Garcia    London
Marcantónio del Carlo    Mr. Moseby

Atores com personagens recorrentes

A lista seguinte possui membros do elenco que apareceram em papeis significantes como personagens recorrentes em toda a série. Cada ator listado apareceu em entre 6 e 45 episódios; a lista é ordenada de acordo com o número de episódios creditados (maior número primeiro).[4]
Giovonnie Samuels como Nia Moseby (3)
Adrian R’Mante como Esteban Ramírez (1-3)
Brian Stepanek como Arwin Q. Hawkhauser (1-3)
Charlie Stewart como Robert “Bob” (1-3)
Aaron Musicant como Lance Fishman (1-3)
Sophie Oda como Barbara Borwnstein (1-3)
Estelle Harris como Muriel (1)
Patrick Bristow como Patrick (1-3)
Anthonia Acker como Norma (1-3)
Camilla Rosso e Rebecca Rosso como Jessica e Janice (2-3)
Allie Grant como Agnes (1-2)
Monique Coleman como Mary Margaret (1-2)
Alyson Stoner como Max (1-2)
Robert Torti como Kurt (1-3)
Vanessa Hudgens como Corrie (2)
Dennis Bendersky como Tapeworn (1)

 

Curiosidades

-No episódio To Catch a Thief, no plano de fundo do momento em que London conversa com a cachorrinha dela, Ivana por celular, dá para notar a palavra “S. S. Tipton” escrita em uma bóia salva-vidas, e S. S. Tipton é o nome do navio em que The Suite Life On Deck acontece.
O Episódio Graduation, o primeiro episódio da 3ª Temporada, nunca foi exibido no Brasil, e ninguém sabe o porquê.
A atriz Sharon Jordan que enterpreta Irene, A Recepcionista aparece em todos os episódios da série
O episódio “Who Wants to Be a Millionare?” nunca foi exibido em Portugal, apenas uma vez nos EUA, por causa do nome “Quem Quer Ser Um Milionário?” um programa de perguntas e respostas .

 

Aparições Especiais
The Cheetah Girls como elas mesmas no episódio Doin’ Time in Suite 2330 da terceira temporada.
Chris Brown como ele mesmo no episódio Doin’ Time in Suite 2330 da terceira temporada.
Miley Cyrus como Hannah Montana no episódio That’s So Suite Life of Hannah Montana da segunda temporada.
Zac Efron como Trevor no episódio Odd Couples da segunda temporada.
Tony Hawk como ele mesmo no episódio Foiled Again da terceira temporada.
Jesse McCartney como ele mesmo no episódio Rock Star in House da primeira temporada.
Kay Panabaker como Amber no episódio First Day of High School da terceira temporada.
Raven Symone como Raven Baxter no episódio That’s So Suite Life of Hannah Montana.
Victoria Justice como Rebecca no episódio The Fairest of Them All da primeira temporada.
Selena Gomez como Gwen no episódio A Midsummer’s Nightmare da segunda temporada.
Katelyn Pippy como Jolie no episódio ‘French 101

Personagens



Zack Martin (Dylan Sprouse)

Zack é o típico gêmeo não-estudioso, extrovertido e imaturo que usualmente veste roupas de skatistas. É um aluno nota “D”, mencionado no episódio First Day of High School. Apesar de não gostar muito da escola, ama a aula de Artes, na qual é o melhor da classe. No episódio Team Tipton, pode se perceber que Zack tem medo de insetos. Na primeira temporada do show, foi revelado que ele é 10 minutos mais velho que Cody, fato usado contra seu irmão, normalmente dizendo a ele, desde que é o mais novo, resolve os trabalhos que o irmão não consegue fazer. Ou em alguns casos, ajuda-o com algum conselho, afirmando que “Eu sou o gêmeo mais velho”. No episódio Smart and Smarterer, tentou tirar vantagem dos professores, mentindo que sofria de dislexia.

Cody Martin (Cole Sprouse)

Cody é o irmão calmo, maduro e inteligente. Ele é considerado um aluno nota “A”, sendo melhor, academicamente, do que seu irmão Zack, que obtem, em média, “D”. No entanto, ele não é tão forte quanto Zack na aula de Carpintaria, na qual Zack possui maior vantagem. Em um episódio, Cody se muda para um armário, pois não está contente com a bagunça de seu irmão. Janice e Jessica parecem gostar mais de Cody. Tem uma namorada, chamada Barbara. Em uma semana, foi para Washington para um Acampamento de Matemática. É o gêmeo mais gentil comparado ao seu irmão, e de alguma maneira sempre ajuda dando ideias demais nos planos de Zack, seu irmão. Em The Fairest of Them All, ele se vestiu como uma garota para ganhar dinheiro.

London Tipton (Brenda Song)

Ela é a filha de Wilfred Tipton, o dono do Hotel Tipton. É uma paródia óbvia de Paris Hilton, pois tem em comum o comportamento, as despesas e o nome (London/Paris e Tipton/Hilton). Embora o telespectador nunca veja Sr. Tipton por inteiro (usualmente escondido atrás de seus seguranças, que estão em todos os lados… na tradição de Wilson vinda de Home Improvement), ele é mencionado frequentemente. London tem dificuldade de entender as coisas e é mimada. Uma rica adolescente com sua própria suíte privada no Hotel Tipton em Boston, completa com um grande armário que possui várias divisões (cada um tem um espelho falante) e uma cozinha. London ama a moda; ela só veste roupas desenhadas e odeia vestuário em xadrez. Não tem babá, ou algum outro adulto para ajudá-la, mas confia nos funcionários do Hotel Tipton para pedir alguma assistência e/ou um conselho. Foi transferida para a escola particular Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, junto com Maddie no episódio Forever Plaid, devido à pouca frequência durante as aulas na sua antiga escola. No episódio First Day of High School, foi transferida novamente para a escola pública de Zack e Cody, Cheevers High, pela razão de ser expulsa de todas as escolas particulares pelas quais já passou. Não gosta de sua madrasta (a anterior e a atual) e conversa sobre seus problemas com Sr. Moseby e Maddie. Quando está feliz, usualmente bate suas mãos repetidamente enquanto diz seu bordão, “Viva Eu!”. Ela tem seu própria web show, o Viva Eu! Estrelando London Tipton.[5] London, muitas vezes, recusa-se a ir à escola e, consequentemente, fica de castigo. Embora London pareça ter uma boa vida de garota rica, sua infância não foi perfeita. No episódio Arwinstein, foi descoberto que tem alergia a lagosta, porém em um episódio perguntou a Maddie se havia lagosta no jantar. No entanto, é possível que essa alergia tenha se desenvolvido depois do episódio anterior e antes do posterior. Também foi revelado em um episódio que ela tem a obrigação de pensar sobre o que fazer antes da ação. Por exemplo, estava caminhando diretamente para um saguão enquanto pensava “esquerda, direita, pisca, respira” (apesar disto ter acontecido no sonho de Zack) no episódio Super Twins.

Maddeline Fitzpatrick (Ashley Tisdale)

Maddie é uma adolescente vendedora de doces do Hotel Tipton, que do começo ao fim da série possuia outros empregos/posições incluindo: caixa no Cluck Bucket, gerente no Camp Tipton Daycare Center, e conselheira do programa de verão de sua escola – Camp Heaven on Earth. Visitou o Antártico durante o seriado para ajudar a salvar os pinguins. Vem de uma família de classe baixa, Maddie é muito trabalhadora, franca e inteligente. Porém, em vários episódios, é exibida com comportamento egoísta e sendo grande oportunista de London, ainda que ela sempre se perca quando mostra esse tipo de personalidade. Assim como Esteban, possui um longo e incrível nome; no episódio Pilot Your Own Life, é revelado que se chama Madeline Margaret Genevieve Miranda Catherine Fitzpatrick.[6] Estuda na escola particular Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. É a melhor amiga de London, mas muitas vezes é tratada por ela como sua empregada, como no episódio Footloser, usualmente subornando-a com dinheiro. Maddie era a babá de Zack e Cody durante a primeira temporada. Zack tinha uma grande paixão por ela na primeira temporada, mas a paixão não era mais tão percebida durante a segunda e a terceira temporada. É uma forte defensora das causas do meio ambiente. Ela é canhota. Durante a série, foi revelado que possui asma. Apareceu, casualmente, durante a terceira temporada.

Sr. Marion Moseby (Phill Lewis)

O nervoso gerente do Hotel Tipton fala com um amplo vocabulário e uma linguagem urbana, muitas vezes é aborrecido pelos planos de Zack e Cody. Embora ele aja como se não tivesse algum interesse pelos garotos, tem afeição por eles. Por exemplo, quando Sr. Moseby tirou os meninos do jogo de basebol, apanhou uma bola para Cody, que no final o fez ser “o homem mais odiado de Boston.” No episódio The Ghost of 613 foi revelado que começou a trabalhar no Hotel Tipton como empacotador nos anos 70. Sr. Moseby é como um pai para London, pois Wilfred raramente está no Hotel. Moseby ensina muitas coisas para ela: como andar, seu ABC, e tentou ensiná-la a dirigir. Trata-a do mesmo jeito que cuida de si mesmo. Também ajuda London com alguns problemas que tem. Devido a sua personalidade, é conhecido como Mauseby entre os funcionários do hotel. Tem um irmão mais velho chamado Spencer, que é uma pequena pessoa (interpretado por Dana Michael Woods), rica e intolerante a lactose. O nome de sua mãe é Beulah Moseby, que prefere Spencer, mas ainda assim gosta de Marion. A avó é Rose Moseby (interpretada pelo próprio Phill Lewis), e visita o neto no episódio Nugget of History. Tem uma sobrinha de 16 anos chamada Nia Moseby (interpretada por Giovonnie Samuels), que veio ficar com ele durante a terceira temporada provisoriamente substituindo Maddie como a vendedora de doces, enquanto esta estava no Antártico. Uma corrente piada da série é que Moseby, muitas vezes, faz brincadeiras com ele mesmo na frente dos hóspedes (ex.: batendo em um lindo bebê, que é um boneco, que não para de chorar contra uma cadeira enquanto uma mulher passeia com outro bebê; ou fazendo um comentário sarcártico sobre ele – o cliente acha o comentário verdadeiro e não sarcástico). Outra piada que ocorre bastante é que Moseby sempre consegue pegar o vaso do centro do saguão do hotel quando ele está prestes a se quebrar no chão, embora não tenha conseguido recuperá-lo no episódio final da série. Quando estudava, foi o capitão animador da equipe de cheerleaders; sua experiência como animador se tornou útil quando ele ficou longe da profissão. Também já foi campeão júnior de mini golfe e ensinou a Zack o esporte. Sr. Moseby já fez balé e é um ótimo dançarino. Quando praticou e participou da escola de dança de Esteban, foi parceiro temporário de Carey, pois achou muito difícil dançar com ela devido à alta estatura que ela tinha em relação a ele.

Carey Martin (Kim Rhodes)

A solteira trabalhadora mãe de Zack e Cody é a cantora do salão do hotel. Ela e seus filhos passaram por muitas outras cidades antes de chegar a Boston, que ela chama de “melhor gigante que nunca tivemos”. Foi casada com Kurt Martin, mas se divorciaram depois do nascimento dos gêmeos por razões desconhecidas. O personagem Arwin é conhecido por várias situações em que mostra sua paixão por Carey, como quando ela o beija e ele desmaia. Quando Zack e Cody possuem um argumento, conta histórias sobre muitos de seus ex-namorados, que são, em sua maioria, tristes.

Episódios

Temporada    Episódios    Exibição original    Estreia da temporada    Final da temporada
    1    26    2005–2006    18 de Março, 2005    27 de Janeiro, 2006
    2    39    2006–2007    3 de Fevereiro, 2006    2 de Junho, 2007
    3    22    2007–2008    23 de Junho, 2007    1 de Setembro, 2008

Horários – Disney Channel

Segunda a Sexta: 14:00

http://www.disney.com.br/disneychannel/programacao

Cenários


Hotel Tipton

O Hotel Tipton é onde Zack, Cody, Carey e London vivem, e o lugar onde muitos dos outros personagens do show trabalham. É o cenário principal da série. Onde ocorre muitas trapalhadas que envolvem amigos de Zack e Cody na escola e namoro entre amigos de classe e os irmãos.
S.S. Tipton

No episódio Let Us Entertain You, Zack, Cody e Carey ficam no S.S. Tipton durante uma semana de férias. É também o cenário principal da sequencia da série, The Suite Life on Deck. Foi mencionado pela primeira vez na série no episódio To Catch a Thief. Enquanto Maddie conversa com London no telefone, um colete salva-vidas pode ser visto no fundo com as palavras S.S. Tipton.
Buckner Middle School

A escola secundária dos gêmeos. O mascote da escola é um texugo.
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Maddie e Mary Margaret (Monique Coleman) estudam nesta escola durante a primeira temporada. Depois, na segunda temporada, Corrie (Vanessa Hudgens) e Leslie (Kaycee Stroh) são adicionadas como elenco adicional, com London entrando na escola também na segunda temporada.

Mini-mercado Paul Revere

Zack e Cody trabalham no Paul Revere para o gerente, Wayne Wormser. O lema do mini-mercado é “A salvação está vindo! A salvação está vindo!”. Do outro lado da rua onde se localiza o Paul Revere existe outro mini-mercado, o concorrente, com o nome de Mais Vantagem da Costureira.

Camp Heaven on Earth

O acampamento de verão onde Maddie trabalha no verão. A única parte mostrada do acampamento é a cabine onde Maddie e as jovens garotas ficam.

Cheevers High School

Onde Zack, Cody, London e Nia estudam junto com outros estudantes incluindo Bob, Mark, Barbara e Chelsea. Este cenário foi usado em Lip Synchin’ in the Rain, First Day of High School, Orchestra, e Benchwarmers. John Marshall High School (Los Angeles, Califórnia) é mostrada como uma parte instantânea da Cheevres High School. No episódio Benchwarmers Leslie é transferida para esta escola e tenta entrar para o time das líderes de torcida.

Prêmios

Emmy Awards
2006 – Nominado para o Creative Arts Emmy de Melhor Coreografia do episódio Commercial Breaks.[7]
2007 – Nominado para o Creative Arts Emmy para Melhor Programa Infantil.[8]
2008 – Nominado para o Creative Arts Emmy para Melhor Programa Infantil.[9]

Kids’ Choice Awards, EUA
2007 – Vencedor para “TV Show Favorito”.[10]
2007 – Cole Sprouse nominado para “Ator de TV Favorito”.[10]
2008 – Nominado para “TV Show Favorito”.[11]
2008 – Cole Sprouse nominado para “Ator de TV Favorito”.[11]
2008 – Dylan Sprouse nomeado para “Ator de TV Favorito”.[11]
2009 – Nominado para “TV Show Favorito”[12]
2009 – Cole Sprouse nominado para “Ator de TV Favorito”.
2009 – Dylan Sprouse Vencedor de “Ator de TV Favorito “.
2010 – Dylan Sprouse vencedor da categoria “Ator de TV Favorito” (Favorite TV Actor).

Young Artist Awards
2007 – Vencedor “Melhor Família de Série Televisiva (Comédia ou Drama)”.
2007 – Atriz Convidada Recorrente Alyson Stoner nominada para “Melhor Performane em Série de TV (Comédia ou Drama)”.
2007 – Cole Sprouse nominado para “Melhor Performance em Série de TV (Comédia ou Drama)”.
2007 – Dylan Sprouse nominado para “Melhor Performance em Série de TV (Comédia ou Drama)”.
2007 – Atriz Convidada Sophie Oda nominada para “Melhor Performance em Série de TV (Comédia ou Drama)”.

DVDTítulo do DVD    Data de Lançamento    Episódios    Bônus
Disney Channel Holiday    1 de Novembro, 2005    *Christmas At The Tipton (1ª Temporada)    Mais episódios de Phil of the Future, Lizzie McGuire, e That’s So Raven.
Volume 1: Taking Over the Tipton    24 de Outubro, 2006    *Rock Star In The House (1ª Temporada)
*Kisses & Basketball (1ª Temporada)
*Odd Couples (2ª Temporada)
*French 101 (2ª Temporada)    *Never Before Seen Episode: A Midsummer’s Nightmare (2ª Temporada)
*Behind The Scenes Featurette
That’s So Suite Life of Hannah Montana    16 de Janeiro, 2007    *Checkin’ Out (That’s So Raven, 4ª Temporada)
*That’s So Suite Life of Hannah Montana (The Suite Life of Zack & Cody, 2ª Temporada)
*On The Road Again (Hannah Montana, 1ª Temporada)    *So You Think You Know Raven Challenge, Volume 2
*Never Before Seen Episode of The Suite Life of Zack & Cody (Health and Fitness, 2ª Temporada)
*Who Said de Miley Cyrus
Volume 2: Sweet Suite Victory    26 de Janeiro, 2007    *Band In Boston (1ª Temporada)
*Election (2ª Temporada)
*Not So Suite 16 (2ª Temporada)    The Suite Life’s Sweet Lift Challenge apresentado por Brenda Song
Gag reel
Wish Gone Amiss    27 de Novembro, 2007    *Gone Wishin’ (Cory in the House, Season 1)
*Super Twins (The Suite Life of Zack and Cody, Season 3)
*When You Wish You Were the Star (Hannah Montana, Season 2)    *I Wish I May, I Wish I Might: A Guide to Making Wishes apresentado por Jason Earles
Volume 3: Lip Synchin In the Rain    17 de Junho, 2008    *Lip Synchin’ In the Rain (3ª Temporada)
*The Arwin That Came to Dinner (3ª Temporada)
*A Tale of Two Houses (3ª Temporadd)
*Orchestra (3ª Temporada)    *’Twin-Tastic’ – Obtenha o 411 em tudo gêmeos
*Gag reel

Produtos

A série ganhou quatro videogames, incluindo 3 para Nintendo DS chamado The Suite Life of Zack & Cody: Tipton Trouble e um título lançado para Game Boy Advance intitulado The Suite Life of Zack & Cody: Tipton Caper.

A Disney Press lançou livros baseados no show, incluindo The Suite Life of Zack & Cody: Tipton Trouble, The Suite Life of Zack & Cody: Tipton Caper e The Suite Life of Zack & Cody: Circle of Spies, novelas baseadas em episódios da série e no video-game. Um calendário, Disney The Suite Life of Zack & Cody 2008 Calendar foi lançado. Mercadorias do show são vendidos atualmente apenas pela Amazon.com. Existem roupas (como pijamas, camisetas), mochilas, jogos de cama, brinquedos.

Referências
↑ a b The Suite Life of Zack and Cody
↑ The Suite Life of Zack and Cody – 3ª Temporada
↑ Spin-off de Zack e Cody é estrelado. TV Guide.
↑ a b “The Suite Life of Zack and Cody” (2005) – Elenco. Internet Movie Database. Página visitada em 29-10-2008.
↑ Yay Me! Starring London Tipton. Disney. Página visitada em 26-12-2008.
↑ “Pilot Your Own Life”. The Suite Life of Zack & Cody. Disney Channel.
↑ Primetime Emmys 2006. Emmys.org. Acessado em 27-02-2009.
↑ Primetime Emmys 2007. Emmys.org. Acessado em 11-12-2008.
↑ Primetime Emmys 2008. Emmys.org. Acessado em 27-02-2008.
↑ a b Apresentados Nominados de 2007.
↑ a b c Apresentado os Nominados de 2008.
“Campeões do Kids Choice Awards 2008″.
↑ Apresentação e Estreia dos Nominados de 2009
.

Ano – Novo


O Ano-Novo ou réveillon é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o “Ano-Novo”. A celebração do evento é também chamada réveillon, termo oriundo do verbo francês réveiller, que em português significa “despertar”.

A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1 de janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces (bifronte) – uma voltada para frente (visualizando o futuro) e a outra para trás (visualizando o passado).

Celebrações modernas de Ano-novo


1 de janeiro: culturas ocidentais nas quais o ano começa em janeiro.
No Porto, a celebração mais famosa é a da Avenida dos Aliados, em que toda a gente espera o novo ano, atentos no relógio da Câmara Municipal do Porto, memorável pelo seu fogo de artifício cruzando os edifícios, e pelos concertos populares
Na região autónoma da Madeira, onde o fim de ano é provavelmente o dia mais festivo durante o ano, o réveillon é na principal cidade, Funchal, estando o espetáculo de fogo de artifício no livro de recordes do Guinness como o “maior espetáculo pirotécnico do mundo”. Esse espetáculo ganha especial interesse pois o Funchal é uma cidade em anfiteatro, onde as pessoas espalham-se numa área com mais de dezessete km e com mais de seiscentos metros de altitude. A cidade recebe, ainda, na orla marítima, dezenas de navios de cruzeiro, o que aumenta o ambiente de festa. Durante cinco dias, a ilha recebe mais de 50 000 turistas, que aproveitam para, mesmo em Dezembro, banharem-se nas águas temperadas do arquipélago e apanharem algum sol. À noite, ainda há tempo para vislumbrar as inúmeras decorações de cambiantes luzinhas que se espalham por quase todas as ruas da cidade.

Em Nova Iorque, a celebração mais famosa de Ano-Novo é a de Times Square – onde uma bola gigante começa a descer às 23 horas e 59 minutos até atingir o prédio em que está instalada, marcando exatamente zero-hora (00:00:00).
No Rio de Janeiro, a celebração mais famosa é a dos fogos de artifício em Copacabana. Milhões de cariocas e turistas de todo o mundo juntam-se nas ruas à beira-mar e nas praias para assistirem ao longo espetáculo, que começa pontualmente à zero hora do novo ano, geralmente fazendo oferendas à deusa do mar Iemanjá pedindo prosperidade. O réveillon carioca é o maior do mundo na atualidade.
Em São Paulo, a avenida Paulista é o palco de atrações e queima de fogos. São milhões de pessoas que se juntam ao longo do principal centro financeiro da metrópole para celebrar a entrada de um novo ano. Em 31 de dezembro de 2008, a festa reuniu 2 400 000 pessoas, sendo que mais de 100 000 eram turistas, registrando um novo recorde para o evento. Na Escócia, há muitos costumes especiais associados ao Ano-Novo – como a tradição de ser a primeira pessoa a pisar a propriedade do vizinho, conhecida como first-footing (primeira pisada). São também dados presentes simbólicos para desejar boa sorte, incluindo biscoitos.

 

Na Espanha, exatamente à meia-noite, as pessoas comem doze uvas, uma a cada badalada do relógio da Puerta del Sol, localizada em Madrid.
Em muitos países, as pessoas têm o costume de soltar fogos de artifício em suas casas, como é o caso de Portugal, do Brasil, dos Países Baixos e de outros países europeus.
Muitas pessoas tomam decisões de Ano-Novo, ou fazem promessas de coisas que esperam conseguir no novo ano. São comuns desejos e promessas como: perder peso, parar de fumar, economizar dinheiro, melhorar as notas na escola e arrumar um amor para suas vidas.
Em países de língua inglesa, cantar e/ou tocar a música Auld Lang Syne é muito popular logo após a meia-noite.

Celebração do Ano-novo em Sydney, uma das maiores do mundo.
Também chamado por    Passagem de ano
Réveillon
Virada de ano
Tipo    Mundial
Data    31 de Dezembro, 1 de Janeiro
Início    Meia-noite de 31 de Dezembro
Término    1 de Janeiro

Os maiores eventos de Ano-novo do mundo são:

Brasil – Rio de Janeiro
Austrália – Sydney
Portugal – Funchal
Hong Kong – Hong Kong
Alemanha – Berlim
Reino Unido – Londres
Estados Unidos – Nova Iorque
Brasil – São Paulo
Chile – Valparaíso
Reino Unido – Edimburgo
China – Pequim
Japão – Tóquio

NOSSO NOVO SITE:  Σύνθετη Αναζήτηση Gol_

O verdadeiro significado do Natal


Natal, dia de confraternização das pessoas, dia de reencontro daqueles indivíduos que a tempo não víamos. Esqueçamos as trocas de presentes, a beleza das ruas iluminadas, o que comeremos neste dia, não importando as diferenças sociais, religiosas, culturais: somos todos filhos de um mesmo Deus, e por conseqüência irmãos. Falaremos de um irmão querido: Jesus. Lembrando o seu nascimento, sua vida e seus ensinamentos. Tudo isso nós concordamos ser o mais importante. Mas antes de falarmos d’Ele, vamos falar um pouca da história da humanidade. balls de natal

Há mais de 1500 anos antes do Cristo, houve um enviado divino – o primeiro enviado – Moisés, que recebeu os Dez Mandamentos para educar os homens de sua época. Este é o primeiro código divino da humanidade. Ele também o foi o primeiro legislador do mundo – criando a lei do “olho por olho, dente por dente”. Deu a esta última uma conotação de verdade divina, criando a imagem de um Deus colérico e vingativo, para conter um povo bárbaro e rebelde.

Pensemos: Será que um povo tribal (as 12 tribos de Israel), com costumes e leis bárbaras conseguiria entender a Lei de Amor ? Será que este povo a aceitaria? Fez-se necessário um novo ensinamento com o passar dos séculos, pois o homem evoluiu moral e intelectualmente. Novos costumes. Novas leis. Roma domina o mundo. Os romanos iniciam a defensoria pública no Senado, dando o direito à defesa de grupos sociais elevados e nobres. A população banalizava o ato de procriar, em verdadeiras orgias. Haviam muitos problemas sociais, escravidão, discriminações raciais, dores, perseguições, controle central do Estado – o Império dos Césares (e alguns deles eram muito loucos por sinal). Deus, como pai que é, não deixaria seus filhos (que somos todos nós) ao sabor dos ventos, sem poder dar-nos um norte, um modelo, um grande exemplo. O nosso melhor irmão: Jesus. Ele nos ensinou um Deus de amor e paz, acrescentando novas leis a leis que Moisés recebeu no monte Sinai (os Dez Mandamentos), dizendo: “Eu não vim destruir as Leis, mas faze-las cumprir” (Mateus, Cap. V, v.17,18)

O Mestre, o único que conseguiu dividir as eras (Antes e Depois d’Ele) ensinou-nos em várias de suas relações com os homens da época, os quais citaremos:

“Aquele dentre vós que estiver sem pecado, atire a primeira pedra.”, no momento em que uma mulher iria ser apedrejada em praça pública por causa do adultério (costume da época). (S. JOÃO, Cap. VIII, vv. 3 a 11.).

Ele nos pergunta: Será que não possuímos “pecados” maiores ou piores que aquela mulher ? Será que não temos pecado ?

Ele nos ensina: Quem somos nós para julgar alguém ?

Ele nos pede: Que tenhamos uma vida melhor para, moralmente, exercermos nosso mandato, através do exemplo.

“Vedes a palha que está no olho do vosso próximo e não vedes a trave que está no vosso.” (Mateus Cap. VII, vv. 3 a 5),

Ele nos pergunta: O homem orgulhoso consegue mirar-se no espelho e identificar seus defeitos morais e físicos ? Não é um hipócrita convicto de suas faltas ?

Ele nos ensina: A auto-analise em nossos atos e relacionamentos.

Ele nos pede: Será que estamos corrigindo nossos erros ? Ter a primeira caridade, a mais importante e a mais bela: Conosco mesmo – para com o próximo mais próximo: nosso íntimo

“A árvore que produz maus frutos não é boa e a árvore que produz bons frutos não é má; porquanto, cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto. Não se colhem figos nos espinheiros, nem cachos de uvas nas sarças. – O homem de bem tira boas coisas do bom tesouro do seu coração e o mau tira-as más do mau tesouro do seu coração; porquanto, a boca fala do de que está cheio o coração.” (S. LUCAS, cap. VI, vv. 43 a 45.) ,

Ele nos pergunta: Que tipo de frutos nos produzimos ? Sabemos diferenciar as atitudes alheias como falsas ou verdadeiras ? Quais os parâmetros de falso ou verdadeiro ?

Ele nos ensina: Distinguir os homens por suas atitudes e por seus pensamentos.

Ele nos pede: Bons frutos, como boas obras – servirmos de espelho para refletir sua imagem (através de exemplos) para aqueles que nos cercam.

“Não vim a este mundo para os sãos, mas sim para os doentes”,  queria dizer que ele veio para ajudar aqueles que mais precisavam, por os sãos já estavam no caminho do bem.

“A tua fé te curou, vá e não peques mais”

“Vos sois filho de Deus, vos podes fazer tudo que faço e ainda mais”

Ele nos pergunta: Qual a nossa destinação na Terra ? Aprendemos com as circunstancias da vida ? Temos fé ? Se sabemos o que ele quer que façamos com os sofredores do caminho? Se seriamos capazes de ajudar aqueles que precisam, como ele fez ?

Ele nos ensina: O poder da fé, no homem comum, modifica qualquer situação. Somos irmãos, filhos de um Pai Soberanamente Justo e Bom, e com as mesmas capacidades de realizações, Deus não privilegiaria uns dando dons, saúde, riqueza e em outros dando doenças, pobreza, pouco intelectualidade, etc. O que temos em nossa vida (bom ou ruim), somos responsáveis, porque realizamos ou deixamos de realizar.

Ele nos pede: Caridade, ação, luta, e conquistas contra nossas imperfeições. Expande esta ação, luta e conquista em ensinamentos para aqueles que precisam de mais força, coragem e fé para vencer angustias morais e físicas, mesmo que não estejamos de acordo com o que se faz. A fé, a evolução moral e intelectual e o conhecimento das leis divinas.

“Bem-aventurados os pobres de espírito, pois que deles é o reino dos céus.”

“Bem-aventurados os que têm puro o coração, porquanto verão a Deus.”

“Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra”

“Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus.”

“Bem-aventurados os que são misericordiosos, porque obterão misericórdia” (S. MATEUS, cap. V, v.3, 8, 4, 9 e 7.)

Ele nos pergunta: Quais dentro os homens serão os bem aventurados ? Como é a justiça de Deus? Ele nos ensina: Que aqueles que forem humildes, forem bons e pacíficos e que tenham compaixão pelo próximo serão bem aventurados.

Ele nos pede: Que sejamos bons, misericordiosos e humildes.

“Quando alguém bater a sua face direita, ofereça a outra”

“Sejamos mansos com a pomba, mas espertos com a serpente”

“Não vos digo que perdoeis até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes.” (S. MATEUS, cap. XVIII, vv. 15, 21 e 22.)”

Ele nos pergunta: Quantas vezes devemos perdoar nossos inimigos ? Devo perdoar alguém que quer me prejudicar ? Devo retribuir o mal com o mal ou o mal com bem ?

Ele nos ensina: Perdoar quem nos ama é fácil. Perdoar nossos inimigos, sem restrição e com o coração (em atos e palavras) é o que pega em nosso orgulho personalistico. Retribuir o mal com o mal nos ajudará em que ? Se não formos melhores que aqueles que nos perseguem, estaremos nos igualando a eles ou até no rebaixando. Será que assim faremos uma comunidade de irmãos nos preceitos do “Amai-vos….

Ele nos pede: Perdoar sempre. O nosso inimigo atualmente, é nosso irmão. Analisar a culpa da inimizade: é meu orgulho pedindo passagem, para a minha intransigência, ou será que aquele que se diz nosso inimigo está com amor-próprio ferido, gelando seus mais secretos sentimos. A culpa é nossa, ou dele ? Ainda não compreendemos as verdadeiras virtudes humanas. Quando somos prejudicados não devolver na mesma moeda, é o nosso capital espiritual, nos desvinculando com os que nos querem mal. Procurar mostra o outro lado, isto é, aconselhar o nosso irmão inimigo ou agressor a pensar no que está fazendo, se está certo as atitudes dele, mas sem humilhá-lo, sendo o mais humilde possível. Tenhamos cautela com os nosso inimigos, mas nem por isso deixamos de orar por eles. Aconselhemos e orientemos. Jesus foi perseguido, humilhado e crucificado, mas nem por isso deixou de amar o seu próximo, ele disse “Perdoa-lhes Pai, eles não sabem o que fazem”.

” Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno porque esta aparelhado para o diabo e para os seus anjos; porque tive fome e não me deste de comer; tive sede e não me deste de beber; era hospede e não me recolhestes; estava nú então me cobriste; estava enfermo no cárcere e não me visitastes”. Então, eles perguntaram: “Senhor, quando é que nós te vimos faminto, ou sequioso, ou hospede, ou nú, ou enfermo, ou no cárcere, e deixamos de te assistir?” Então Jesus respondeu: “Todas as vezes que deixastes de dar essas proteções a um destes pequeninos, deixaste de dá-las a mim mesmo.”

Ele nos pergunta: Será que entendemos a caridade como ela deve ser entendida? O que fazemos ao nosso próximo mais próximo?

Ele nos ensina: Se amamos ao próximo como a nós mesmos, deveremos fazer aos outros o quereríamos que os outros nos fizessem.

Ele nos pede: Que devemos fazer a caridade nas suas mais variadas formas: a ajuda monetária, uma conversa amiga, um conselho, uma visita aos doentes, ensinar aqueles que não sabem escrever ou ler, enfim qualquer ato de solidariedade para com o próximo.

“Não devemos servir a Deus e a Mamom”,

“Daí a César o que é de César, daí a Deus o que é de Deus”,

Ele nos pergunta: Qual deles devemos escolher ? É melhor servir a Deus ou a Mamon (um deus egípcio, da riqueza) ? Será que dá para servir aos dois ao mesmo tempo ?

Ele nos ensina: Não podemos servir a Deus, em seus princípios de espiritualismo, e a Mamom, cultuando ao mesmo tempo o materialismo. Os bens materiais são provisórios e usados somente nesta vida, enquanto os bens espirituais (inteligência e moral) são eternos.

Ele nos pede: Cuidar da parte espiritual que é eterna e usar a parte material com sabedoria e inteligência para fazer o bem, sem egoísmo.

“Meu reino não é deste mundo”

“Na casa de meu pai há muitas moradas”

Ele nos pergunta: Onde é o reino de Deus ? Para que serve o nosso planeta Terra ? Há vida em outros planetas ? Será que a vida só existe no planeta Terra ? Para que Deus criou as outras estrelas no universo infinito ? Será que poderemos identificar Deus como um cara burro, que fez coisas sem utilidade ?

Ele nos ensina: Que este mundo físico chamado Terra é provisório, o eterno é o espiritual. Este mundo em que vivemos é só uma escola preparatória. Há vários mundos, nós podemos viver, seja no mundo material, seja no mundo espiritual.

Ele nos pede: Viver o melhor possível, tirar proveito dos ensinamentos que a vida nos dá, dando valor aos bens espirituais sobre os bens materiais, transitórios e mutáveis.

“Buscai e Acharei”

“Ajuda-te que o céu te ajudará”

Ele nos pergunta: Tenho que esperar as coisas cair do céu ? Deus recompensa o preguiçoso ? Se ele ajudar o preguiçoso não estaria incentivando a vadiagem. Os que se esforçam e os que não fazem nada tem os mesmos direitos ?

Ele nos ensina: Quer dizer que tudo o que fizermos, seja conosco ou com o próximo, acharemos o que estamos procurando, isto é, como a Lei de Ação e Reação, tudo aquilo que plantamos ou fizemos de bom colheremos, assim como tudo de ruim que plantarmos ou fizermos colheremos também. Podemos dizer que a sementeira é livre, podemos plantar o que quisermos, escolher o caminho que desejarmos, mas a colheita é obrigatória, as dificuldades ou facilidades de cada caminho serão encontradas pelo caminho que escolhermos. A lei de Deus é sabia e justa, não privilegiando ou punindo nenhum de seus filhos, pois cada um colherá o que plantar, com o diz o ditado “Quem planta vento, colhe tempestade”.

Ele nos pede: Faça a tua parte, faça o bem, ajude o próximo, se esforce, estude.

“Amar a Deus sobre todas as coisas, e amar ao próximo como a ti mesmo. Aí estão todos os profetas e todos os ensinamentos.”

Ele nos pergunta: A quem devemos amar ?

Ele nos ensina: Amar a Deus sobre todas as coisas, e por conseqüência a tudo que ele criou, os mundos e as pessoas com quem nos relacionamos, isto é o próximo.

Ele nos pede: Amar a Deus e a todos os nossos irmãos, mesmo que alguns deles sejam os nossos inimigos, pois somos todos (sem exceção) filhos de um mesmo Pai. Apesar das aparentes diferenças (Credo, cor, cultura), temos as mesmas capacidades, desde que saibamos explorá-las.

“Rogarei ao pai que envie um espírito consolador, que lembrará tudo que tenho dito e que dirá coisas novas”

Ele nos pergunta: Será que precisa vir um novo Jesus ? Será que Ele vai ensinar alguma coisa diferente daquilo que já ensinou ? Quem é esse consolador ? O que ele trouxe de novidade ? Este consolador lembrou os ensinos de Jesus ?

Ele nos ensina: Que na hora certa, isto é, quando o homem estiver em condições intelectuais e morais para receberem novos ensinamentos, e quando alguns homens começaram a se esquecer dos ensinos de Jesus, Deus enviaria um espírito para relembrar tudo que Ele ensinou e ensinaria coisas novas.

Ele nos pede: Analisar qual espírito é o consolador, qual que relembrou os ensinos de Jesus e qual que trouxe a nós novos ensinamentos.

Em 21 de abril de 1857, Allan Kardec publicou o “Livro dos Espíritos”, com a ajuda de vários espíritos superiores, que se auto-denominavam “O Espírito da Verdade”. Este espíritos relembraram várias passagens de Jesus e acrescentaram demonstrando a necessidade da reforma íntima das pessoas, a vida espiritual e o relacionamento entre a pessoa encarnada e o desencarnado, e vice-versa. Dava-se início ao Espiritismo e a regeneração dos homens na Terra. Como doutrina puramente racional e de vivência interior, não se assemelha aos cultos religiosos, principalmente aos dogmas de rituais exteriores. Algumas praticas são espiritualistas, mas não espíritas.

Como maior exemplo, para o Espiritismo, citamos a pergunta 625 do Livro dos Espíritos, onde Allan Kardec, indaga aos espíritos superiores, qual o maior exemplo enviado por Deus para a Humanidade ? E os espíritos responderam: ” Vêde Jesus”

Na pergunta 932, Allan Kardec indaga, por que o mundo ainda é violento ? E os espíritos disseram: “Porque os maus são ousados e os bons são tímidos, e os bons quando quiserem, preponderarão”. Fazer o bem, sem esperar recompensas dos outros. Deixar de fazer o bem por causa da violência do mundo moderno, é fugir da responsabilidade de espíritas e de espíritos. Façamos a nossa parte. No futuro seremos maioria, convencendo os outros a fazerem o bem, pelos exemplos, pelas atitudes que demonstrarmos. Sejamos uma semente melhor, nem que esta só germine bem mais tarde.

E o que devemos fazer para melhorar o nosso mundo? Primeiro a nossa reforma íntima, ajudando o nosso próximo mais próximo (nós mesmos), extirpando os vícios grosseiros, combatendo defeitos, aprimorando os conhecimentos. Allan Kardec disse a seguinte frase: “Reconhece o verdadeiro espírita pelo esforço que faz em domar sua más inclinações” e Jesus ainda disse “Sede Perfeitos, como vosso Pai celestial é perfeito”, nesta frase Ele nos pede ou nos ordena? Afirmando buscar a nossa perfeição relativa, confirma que um dia seremos perfeitos, dependendo única e exclusivamente de nós, de nossos esforços e vontades para a alcançarmos mais rapidamente ou mais lentamente.

Devemos combater o egoísmo, em nosso ser e no mundo todo, o principal entrave da evolução humana. Perguntamos: como um homem se torna egoísta? Quando vê que os outros pensam mais e si mesmo do que nele, ei-lo levado a pensar mais em si mesmo do que nos outros. Colocar-se na defensiva, para não se machucar com a falta de sentimos e de reconhecimento dos outros. Recusar emprestar ou doar um objeto qualquer, é egoísmo: estamos pensando mais em nós do que no próximo. Façamos aos outros o que gostaríamos que eles nos fizesse. Para saber se você está fazendo uma ação boa para com o próximo, analise primeiro se gostaria que ele fizesse o mesmo para você. Se a resposta for não, então para que fazê-la? Se a resposta for sim, então por que não ensinar outros a fazerem o mesmo?

A oração é uma evocação que nos coloca em relação mental com o ser a quem dirigimos o pensamento. Com ela nós podemos glorificar, pedir ou agradecer. É o meio de entrarmos em contato com o Criador e com Jesus, o nosso Irmão Maior. Com ela podemos conversar com os nosso parentes e amigos que estão ao nosso lado, na pátria dos Espíritos.

Jesus nos ensinou a oração dominical, o “Pai Nosso”. Mas a oração principal, a melhor, a mais garantida de chegar ao endereço desejado é aquela realizada com o coração. Em várias passagens o Cristo nos informou que Deus vê o que se passa no íntimo do homem, no nosso coração. Então perguntamos: As preces pagas ou realizadas por pessoas que não teve afinidade com o ser a quem se dirige, terá o mesmo efeito? Chegará ao seu endereço? As preces decoradas tem o mesmo efeito que as preces feitas de coração? E quais os efeitos da prece? Nos sabemos que os primeiros efeitos são a paz interior, apaziguando a consciência; o reativar dos núcleos geradores de forças mentais, ajudando a pensar melhor e com mais clareza; como tantos outros efeitos. O que é importante é a nossa relação de criatura para com o criador. Com certeza vale mais uma prece espontânea e do coração, que uma prece decorada. Lembramos sempre do nosso corpo, do dinheiro, dos bens materiais, e o quanto lembramos dos bens espirituais? Daqueles amigos e parentes que já estão do outro lado ? Basta a prece com amor que, com certeza, todos os nossos amigos, quer deste plano ou do outro, estarão conosco. Experimentemos. Façamos um teste.

NOSSO PAI

Nosso Pai, que estás em toda parte;
Santificado seja o teu nome, no louvor de todas as criaturas;
Venha a nós o teu reino de amor e sabedoria;
Seja feita a tua vontade, acima dos nosso desejos;
Tanto na Terra, quanto nos círculos espirituais;
O pão nosso da mente e do corpo dá-nos hoje;
Perdoa as nossas dívidas, ensinando-nos a perdoar nossos devedores com esquecimento de todo mal;
Não permitas que venhamos a cair sob o golpes da tentação de nossa própria inferioridade;
Livra-nos do mal que ainda reside em nós mesmos;
Porque só a Ti brilha a luz eterna do reino e do poder, da glória, e da paz, da justiça e do amor para sempre!
Assim seja!

Email: jeffersonwellington@hotmail.com

Natal


Email de msn do dono do SITE TUDO sobre o nosso MUNDO

email Email do msn: jeffersonwellington@hotmail.com

Natal Verdadeiro

Quando o mundo atravessa momentos tão
difíceis, quando irmãos nossos de todos
os cantos sofrem e gemem, açoitados pela
dor, pela fome, pelo medo, sendo vítimas
de uma terrível violência -a falta de Amor-
nos questionamos seriamente sobre este tipo de
 livro7Natal que vimos festejando desde que nascemos.
Natal de pinheiros enfeitados por bolas coloridas
e muito dourado, que tem como símbolo um
Papai Noel bem nutrido, gordo e feliz, que é
esperado nas casas das crianças que têm posses,
com os presentes por elas sonhados e que se
esquece das crianças pobres, que mais uma
vez ficam sem ter os seus desejos satisfeitos…
nem neste dia – o dia em que comemoramos o
nascimento de Jesus, nosso símbolo de Amor.

E aí eu me pergunto,
se já não estaria na hora de mudarmos isto.
Se, agora que já compreendemos melhor o que se
passa, não deveríamos romper com as tradições,
com o conformismo de viver imitando sempre o
que tem sido, para começar a agir de forma
mais coerente e festejar um Natal mais cristão.
Pensemos: Jesus é o homenageado hoje.
Bem o que gostaria que nós fizéssemos num dia
como esse, o que foi que nos ensinou?
A ajudar aquele que tem menos que nós,
a perdoar aos que nos ofenderam,
a amar incondicionalmente a todas as criaturas.
Se posso dar presente a meus amados,
por que não separar um pouco pra dar aos
que talvez não tenham sido nunca objeto do
amor de alguém?
Se posso ter uma mesa repleta das comidas
que gosto, por que não lembrar de levar alguma
coisa gostosa e bonita, para aqueles que talvez
ainda não tenham se alimentado hoje?

Será justo que o Príncipe do Amor só seja
festejado nas casas dos que têm dinheiro?
Logo Ele, que veio para os humildes, os doentes,
os fracos, os caídos?
Bem sei que concorda comigo
– precisamos mudar.
Se não podemos transformar o mundo todo,
que modifiquemos apenas o nosso
Natal em família.

Neste Natal novo, vamos comprar alimentos
para os necessitados.
Vamos levar um presente bonito para uma criança
pobre, pelo menos para uma e vamos esquecer
tantos gastos desnecessários que fazemos,
comprando supérfluos que não nos melhoram
em nada a vida.
Usemos esse dinheiro para aliviar,
um pouco que seja, a dor dos que sofrem,
dos que estão sós e com fome.
Cada família pode escolher um local pra ajudar,
uma pessoa para presentear.
O importante é que este ano a gente estenda um
pouco mais o nosso amor e se lembre de alguém
que precise mais do que nós.
Assim, tenho a certeza de que Jesus será o
Papai Noel do nosso Natal, sem roupas
vermelhas, sem gorro, não tão gordo e
bochechudo, mas nos trazendo Paz,
Serenidade e Alegria!

Se leram e gostaram, por favor passem adiante,
pois ainda temos tempo…
vamos tentar promover um Natal cheio de Luz
para aqueles que talvez nunca tenham
sabido o que é isso.
As mudanças todas são abençoadas,
no reinar de um Novo Milênio,
para uma humanidade que já se cansou de
tantos erros e espera pela Paz!

Editor: TUDO sobre o nosso MUNDO

Myotismon


Myotismon (Vamdemon na versão original) é um dos personagens da série Digimon Adventures. Um Digimon cruel e astuto com um grande desejo de domínio que é conhecido por ser o rei de todos os Digimons zumbis. Por ser um vampiro, ele é um ser imortal capaz de sobreviver em forma de espectro mesmo que seu corpo seja completamente destruído. Apesar de muito poderoso, ele só é capaz de mostrar todo seu poder a noite, pois seu poder é cortado pela metade durante o dia.

Evoluções
(Nível Fresh) Zurumon
(Nível In-Training) Pagumon
(Nível Rookie) DemiDevimon (PicoDevimon)
(Nível Champion) Devimon
(Nível Ultimate) Myotismon
(Nível Mega) VenomMyotismon (VenomVamdemon) / MaloMyotismon (BelialVamdemon)

Ataques
Asa Espantosa: Cria vários morcegos que saem de sua capa, eles devoram os dados do seu adversário.
Chicote Sangrento: Cria chicotes feitos de sangue usando as mãos para atacar o oponente.
Grito Mortal: Um grito agourento que deixa o inimigo extremamente fraco.
Onda de Pesadelo: Dispara uma eletricidade de sua mão que se aproveita de duvidas existentes no coração de seu oponente. Com isso Myotismon é capas de escravizar a mente de seu adversário.

Habilidades

Além de possui a habilidade de voar, este Digimon é imortal, pode sobreviver em forma de espectro mesmo que seu corpo seja destruído. O poder dele também aumenta com as trevas, pode reconstruir seu corpo se absorver quantidade suficiente de energia negativa.

Aparições

Digimon Adventures

Myotismon foi o 3º grande inimigo dos Digi-escolhidos. Inicialmente ele apenas mandou DemiDevimon impedir que os Digi-escolhidos se reunissem e adquirissem os poderes de seus brasões, o lacaio de Myotismon falhou nessa missão. Depois que os Digi-escolhidos já estavam juntos de novo, ele decidiu atacá-los pessoalmente. Ele venceu todos os Digimons deles e as crianças tiveram que bater em retirada.

Em seguida, Myotismon reuniu um exército para invadir o mundo humano em busca da 8ª criança. Os Digi-escolhidos tentaram impedi-lo, mas não conseguiram evitar que ele entrasse no mundo humano e o portal se fechou antes que as crianças conseguissem atravessá-lo. No entanto, Gennai lhes deu as cartas para reabrir o portal e elas foram atrás de Myotismon.

Chegando no mundo humano, os servos de Myotismon começaram a procurar pela 8ª criança usando réplicas falsas do brasão da luz. Tailmon conseguiu localizar a criança, Hikari, e seu amigo Wizardmon localizou seu Digivice.

Tailmon por alguma razão não conseguia matar Hikari, ela sentia algo que a ligava a criança. O que ela não sabia era que ela era a parceira dela. Wizardmon que não era leal a Myotismon ajudou Tailmon a descobrir isso. Antes de nascer, o Digi-ovo de Tailmon havia se separado dos outros e ela cresceu sozinha esperando por sua parceira. Myotismon a encontrou e a treinou para ser sua serva e com o tempo ela parou de esperar por sua parceira.

Descobrindo sobre seu passado, Tailmon e Wizardmon trairam Myotismon e foram roubar o brasão da luz verdadeiro que estava com Myotismon. O vampiro descobriu que Tailmon era a parceira da 8ª criança, então ele atirou Wizardmon no oceano e decidiu usar Tailmon como isca.

Myotismon cria uma neblina impedindo o contato de Odaiba com o resto do mundo e seu exército rapta quase todas as pessoas da cidade, ele pôs os adultos em transe e mantém as crianças em cativeiro. Tailmon deveria dizer qual das crianças era a sua parceira, senão ele mataria todas as que foram seqüestradas. Não suportando tanta crueldade Hikari se entrega para Phantomon que a leva para Myotismon.

Wizardmon que não havia morrido no oceano aparece e entrega o brasão da luz para os Digi-escolhidos. Ele vai para o prédio onde Myotismon estava para ajudá-los a enfrentá-lo. Quando Myotismon estava prestes a matar Hikari e Tailmon, os Digimons dos outros aparecem e o impedem. Eles começam a lutar contra Myotismon que derrota a todos, mas quando ele mata Wizardmon, a luz de Hikari ativa seu brasão fazendo sua parceira digivolver para Angewomon que destrói Myotismon.

O vilão no entanto era imortal e sobreviveu em forma de espectro, os adultos hipnotizados mandaram energia negativa para Myotismon que consegue voltar. Eles mandaram tanto poder a ele que Myotismon também conseguiu digivolver para VenomMyotismon às 6:06:06 PM. Os Digiescolhidos lutaram contra ele, mas não conseguiam vencê-lo, até que com a ajuda dos brasões, a verdadeira besta apareceu no corpo de Myotismon, e assim, WarGreymon e MetalGarurumon descobriram um jeito de destruí-lo, fazendo com que todos os adultos hipnotizados voltassem ao normal.

 

Digimon Zero Two

O Myotismon da temporada anterior conseguiu recuperar seu corpo novamente usando as Flores das Trevas que seu mediador havia implantado em algumas crianças. Dessa vez ele voltou em sua forma máxima, MaloMyotismon e usou os seus poderes para prender os Digiescolhidos em seus próprios sonhos. Mas Davis conseguiu se libertar, despertou os outros de suas ilusões e fazendo o poder da dimensão dos desejos se voltar contra MaloMyotismon, eles conseguiram evoluir seus parceiros digimons para todas as formas possíveis (inclusive a digievolução de DNA), ao mesmo tempo, quebrando a parede da dimensão dos desejos e empurrando MaloMyotismon de volta para o digimundo. No digimundo, MaloMyotismon teve seus poderes aumentados e aumentou de tamanho, ficando gigantesco. Ao saírem da outra dimensão, as outras formas dos digimons desapareceram, só restando Imperialdramon Modo Paladino, Silphymon e Shakkoumon, que tentaram lutar contra MaloMyotismon, mas não conseguiram superar seus poderes, nem mesmo com seus ataques todos juntos. MaloMyotismon usou seus poderes aumentados para cobrir o mundo real e o digimundo com suas trevas. No entanto, o portal do mundo real para o digimundo se abriu novamente e os digiescolhidos da primeira geração puderam retornar ao digimundo, junto com os digiescolhidos que se encontravam ao redor do mundo. As crianças que tiveram as sementes das trevas implantadas em si, conseguiram se libertar das trevas e usando o poder dos sonhos, se lembraram de que também possuíam seus sonhos, mas estavam com medo de admitir. Assim, cada uma ganhou um parceiro digimon e um Digivice. Com isso, MaloMyotismon foi tendo seu corpo totalmente fragmentado pela luz dos Digivices, até se transformar em uma nuvem de trevas e cobrir o céu do digimundo. Imperialdramon Modo Paladino pediu a todas as crianças que o ajudassem a eliminar o mal de uma vez por todas, e todos os digiescolhidos, incluindo os da primeira geração, os que estavam ao redor do mundo ( a Terra apareceu flutuando no céu do digimundo, pois o portal estava aberto) e os que haviam tido as sementes das trevas implantadas em si, direcionaram a luz de seus Digivices para Imperialdramon Modo Paladino. O poder de todos os Digivices reunidos fez com que Imperialdramon Modo Paladino lançasse um último e poderoso golpe contra o monstro e assim MaloMyotismon foi finalmente destruído. Um dado importante é que MaloMyotismon só pôde ser destruído porque nessa forma, ele perde a sua imortalidade, mesmo como espectro. No entanto, Yukio Oikawa, não conseguiu sobreviver. Isso de deve ao fato de MaloMyotismon ter saído diretamente de seu corpo, deixando-o esgotado. Cody tenta ajudá-lo, mas Gennai informa que teme que o mesmo não viverá por muito tempo. Yukio reencontra seu parceiro digimon, que era o digimon com o qual ele jogava videogame quando criança. Gennai teme que o digimundo ficará coberto de trevas, pois toda a energia disponível foi usada para eliminar MaloMyotismon. Então, Yukio usa o poder da dimensão dos sonhos para dar forma ao seu desejo, se transformando em energia, que se espalhou pelo digimundo, restaurando-o.

Digimon Frontier

A silhueta de um Myotismon é vista comendo em uma tenda no Mercado de Akiba .

Digimon Adventure V-Tamer 01

Um Myotismon chamado Lorde Vamde era um dos servos de Daemon nesse mangá.

Mais Informações:

Tipo: Digimon Imortal
Atributo: Vírus
Nível: Ultimate
Ataques: Asa Espantosa, Chicote Sangrento, Grito Mortal
Outros Nomes: Vamdemon

Dubladores de Myotismon
José Augusto Sendim
Paolo Marchese
Richard Epcar
Ryuzaburo Otomo
Michel Prudhomme

Nomes de BEBÊ


B



Babette
Balbina
Balraj
Baltazar
Bárbara
Barbie
Barbra
Bartolomeu
Basílio
Beata
Beatrice
Beatrix
Beatriz
Bela
Belinda
Bella
Belle
Benedicta
Benedicto
Benedita
Benedito
Benício
Benito
Benjamim
Benjamin
Bento
Berenice
Bernadete
Bernadette
Bernarda
Bernardino
Bernardo
Berta
Bertha
Betânia
Bete
Beth
Betina
Bianca
Biatriz
Blanche
Bóris
Branca
Brenda
Breno
Briana
Brianne
Bridget
Brígida
Brigite
Brigitte
Brione
Bruna
Brunete
Bruno


C

Cacilda
Caetano
Caio
Calista
Calixta
Calixto
Camélia
Camellia
Cameron
Camila
Camile
Camilla
Camille
Camilo
Candice
Cândida
Cândido
Capitu
Carina
Carine
Carla
Carlo
Carlos
Carlota
Carmel
Carmela
Carmelita
Carmem
Carmen
Carmina
Carmo
Carol
Carola
Carolina
Caroline
Carolyn
Carolyne
Cassandra
Cássia
Cassiano
Cassilda
Cássio
Catarina
Caterina
Catherine
Cécile
Cecília
Celeste
Célia
Celina
Céline
Célio
Celso
Ceres
César
Chandra
Charles
Charlotte
Chelsea
Chiara
Chloé
Christal
Christian
Christiana
Christiane
Christina
Christopher
Chrystal
Cibele
Cícero
Cilene
Cinthia
Cíntia
Ciro
Clair
Claire
Clara
Clarice
Clarissa
Clarisse
Claudete
Claudette
Cláudia
Cláudio
Cleide
Clélia
Cleusa
Cloé
Clotilda
Clotilde
Clotildes
Conceição
Conrado
Consuelo
Cora
Cordélia
Corina
Cornélia
Cosette
Creusa
Creuza
Cristal
Cristiana
Cristiane
Cristiano
Cristina
Cristóvão
Cynthia
Cyntia


D

Dafne
Dagmar
Dagmara
Daiana
Daiane
Daisy
Dália
Dalila
Dalton
Dalva
Damião
Dana
Daniel
Daniela
Daniele
Daniella
Danielle
Danilo
Dante
Daphne
Dara
Darci
Darcy
Daria
Dario
Darlene
Davi
David
Daya
Débora
Deborah
Décio
Deepak
Deise
Delfina
Délia
Demi
Denice
Dênis
Denise
Desirée
Deva
Devi
Dhara
Diana
Diane
Diego
Diná
Dinah
Diogo
Dione
Dionise
Dipak
Dirce
Dirceu
Diva
Djalma
Djane
Dolores
Dominique
Donata
Dora
Doralice
Dóris
Dorotéa
Dorotéia
Dorothy
Dulce
Dulcinéa
Dulcineia

 

E


Éder
Edgar
Édison
Edite
Edith.
Edmundo
Edna
Édson
Eduardo
Elaine
Elba
Elenice
Eleonor
Eleonora
Eliana
Eliane
Elias
Élio
Elis
Elisa
Elisabete
Elisabeth
Eliseu
Eliza
Elizabete
Elizabeth
Eloá
Eloah
Eloísa
Elsa
Elvira
Elvis
Elza
Elzira
Ema
Emanuel
Emanuela
Emanuele
Emanuelle
Émerson
Emília
Emílio
Emily
Emma
Enrico
Enrique
Enzo
Erasmo
Eric
Érica
Érico
Érika
Ériko
Ernesto
Esmeralda
Esperança
Estéfano
Estela
Ester
Estevão
Esther
Eugênia
Eugênio
Eunice
Eva
Evandro
Evangelina
Eve
Évelin
Evelina
Eveline
Evelyn


F

Fábia
Fabiana
Fabiano
Fábio
Fabíola
Fabrícia
Fabrício
Fabrizio
Fanny
Fátima
Fausta
Faustina
Fausto
Felícia
Felício
Felipa
Felipe
Félix
Ferdinando
Fernanda
Fernando
Fernão
Filipa
Filipe
Filippo
Filomena
Fiona
Flávia
Flávio
Flor
Flora
Franca
Frances
Francesca
Francesco
Francine
Francis
Francisca
Francisco
Françoise
Frederico
Frida


J

Jaci
Jacira
Jacó
Jacob
Jacqueline
Jacques
Jacy
Jacyra
Jade
Jaime
Jair
Jairo
Jamal
Jamil
Jamila
Janaína
Jandir
Jandira
Jandyr
Jandyra
Jane
Janete
Janice
Jaqueline
Jasmim
Jasmin
Jasmina
Jasmine
Jean
Jefferson
Jeni
Jenifer
Jennifer
Jenny
Jeremias
Jéssica
Jin
Joana
Joanna
João
Joaquim
Joaquina
Joel
Joelle
Jonas
Jonatan
Jônatas
Jonathan
Jordana
Jordão
Jorge
José
Josefina
Josephine
Josias
Joy
Juarez
Judite
Judith
Júlia
Juliana
Juliano
Julieta
Júlio
Júnior
Jussara
Justina
Justino
 

 


R

Rachel
Rafael
Rafaela
Rafaella
Raimundo
Raísa
Raíssa
Raj
Rajesh
Rani
Raphael
Raquel
Raul
Rebeca
Rebecca
Regiane
Regina
Reinaldo
Renan
Renata
Renato
Reneé
Reynaldo
Ricardo
Richard
Rita
Roberta
Roberto
Robinson
Robson
Rodolfo
Rodrigo
Roger
Rogéria
Rogério
Rolando
Romeu
Rômulo
Rosa
Rosana
Rosane
Rosário
Rose
Roxana
Roxane
Rubem
Rubens
Rui
Rute
Ruth
Ruy

 

W

Wagner
Waldemar
Waldemir
Waldemiro
Waldir
Waldo
Waldomiro
Waldyr
Wallace
Walmir
Walquíria
Walter
Wanda
Wanderley
Wando
Wanessa
Wendy
Wesley
William
Wilma
Wilson
Wilton
Wladimir

Y

Yasmim
Yasmin
Yasmina
Yasmine
Yoko
Yolanda
Yoná
Yone
Yoshi
Yukio
Yumi
Yuri
Yvette
Yvone

A

Abel
Abelardo
Abílio
Abraão
Abrahão
Abrão
Ada
Adalberto
Adalgisa
Adão
Adela
Adelaide
Adelberto
Adèle
Adélia
Adelina
Ademar
Adhemar
Adolfo
Adolpho
Adrian
Adriana
Adriane
Adrianne
Adriano
Adriene
Adrienne
Afonso
Ágata
Agatha
Agenor
Agnaldo
Agnes
Agostinho
Aguinaldo
Aída
Aiko
Aílton
Aimée
Airton
Ajit
Akahana
Akako
Alaíde
Alana
Alane
Alanna
Alanne
Alba
Alberta
Albertina
Alberto
Alceu
Alcides
Alcione
Alcyone
Alda
Aldaberto
Aldine
Aldo
Alec
Alecsandra
Alegra
Alejandra
Aleksandra
Alessandra
Alessandro
Alex
Alexandra
Alexandre
Aléxis
Alfonso
Alfredo
Alice
Alicia
Alisha
Allegra
Aloísio
Alonso
Aluísio
Álvaro
Alzira
Amadeu
Amadeus
Amália
Amanda
Amar
Amauri
Amaury
Amedeo
Amélia
Amélie
América
Américo
Amílcar
Amisha
Amita
Amiti
Amy
Ana
Anaís
Anastácia
Anastasia
André
Andréa
Andréia
Andresa
Andressa
Andreza
Andrezza
Anete
Angel
Ângela
Angeli
Angélica
Angelina
Angelita
Ângelo
Aníbal
Anísio
Anita
Anna
Anne
Annete
Anoush
Anselmo
Antenor
Antonela
Antonella
Antônia
Antonieta
Antônio
Aparecida
Aquiles
Araci
Aracy
Areta
Aretha
Ariana
Ariane
Ariela
Ariella
Arielle
Arlene
Arlete
Armando
Arnaldo
Arthur
Artur
Asha
Assunção
Astrid
Astride
Ataúlfo
Augusta
Augustina
Augustine
Augusto
Aurélia
Aurélio
Auro
Aurora
Auxiliadora
Ayrton
Ayumi

TUDO SOBRE O NOSSO MUNDO : 2012

Brinque Agora


Histórias Urbanas

O poder de um sorriso

Havia um pequeno menino que queria-se encontrar com Deus. Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, portanto ele encheu sua mochila com pasteis e guaraná, e começou sua caminhada.

Quando ele andou umas 3 quadras, encontrou um velhinho sentando em um banco da praça olhando os pássaros. O menino sentou-se junto dele , abriu sua mochila , e ia tomar um gole de guaraná, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome, então ofereceu-lhe um pastel.

O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino. Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo, então ele ofereceu-lhe seu guaraná. Mais uma vez o velhinho sorriu ao menino. O menino estava muito feliz! Ficaram sentados ali sorrindo, comendo pastel e bebendo guaraná pelo resto da tarde sem falarem um ao outro.

Quando começou a escurecer o menino estava cansado e resolveu voltar para casa, mas antes de sair ele se voltou e deu um grande abraço no velhinho. O velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já havia recebido.

Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou ao ver a felicidade estampada em sua face: -”O que você fez hoje que te deixou tão feliz? Ele respondeu: -”Passei a tarde com Deus” e acrescentou -”Você sabe, ele tem o mais lindo sorriso que eu jamais vi”.

Enquanto isso, o velhinho chegou em casa radiante, e seu filho perguntou:

-”Por onde você esteve que te deixou tão feliz?”

Ele respondeu:

-”Comi pasteis e tomei guaraná no parque com Deus”. Antes que seu filho pudesse dizer algo ele falou:

-”Você sabe que ele é bem mais jovem do que eu pensava?”

Nunca subestime a força de um sorriso, o poder de uma palavra, de um ouvido para ouvir, um honesto elogio, ou até um ato de carinho. Tudo isso tem o potencial de fazer virar uma vida. Por medo de diminuir deixamos de crescer. Por medo de chorar deixamos de sorrir!!! Portanto Sorria !!!

Mentiras e Verdades sobre o Aborto


Inicio= Para justificar este crime abominável, os abortistas inventaram uma grande quantidade de falsos argumentos que foram difundidos insistentemente, especial naqueles países onde, por qualquer motivo, tentam buscar a legalização do aborto ou ampliá-lo onde já foi legalizado alguma de suas formas. Revisemos algumas destas mentiras e qual é a verdade.


Mentira 1: É desumano não legalizar o “aborto terapêutico” que deveria ser realizado quando a gravidez põe a mulher em risco de morte ou de um mal grave e permanente.

A Verdade: neste caso o termo “terapêutico” é utilizado com o fim de confundir. “terapia” significa curar e neste caso o aborto não cura nada. Atualmente, a ciência médica garante que praticamente não há circunstâncias em que se deva optar entre a vida da mãe ou do filho. Esse conflito pertence à história da obstetrícia. Já em 1951, o Congresso de Cirurgiões do American College disse que “todo aquele que faz um aborto terapêutico ou ignora os métodos modernos para tratar as complicações de uma gravides ou não quer dispor de tempo para usá-los” o temido caso das gestações “ectópicas” ou que desenvolvem-se fora do útero materno estão sendo dirigidas medicamente cada vez com maior facilidade. Por outro lado, o código de ética médica afirma que em caso de complicações na gravidez devem ser feitos os esforços proporcionados para salvar a mãe e filho e nunca ter como saída a morte premeditada de um deles.

Mentira 2: É brutal e desumano permitir que uma mulher tenha o filho produto de uma violação, por isso, para estes casos, deveria ser legalizado o aborto chamado “sentimental”.

A Verdade: Em primeiro lugar as gravidezes seguidas de uma violação são extremamente raras. Nos Estados Unidos, por exemplo, a violação é um sério problema, aproximadamente 78.000 casos foram notificados em 1982. Esta cifra é mais importante se tem-se em conta que 40% a 80% das violações não são denunciadas.

Nestes casos as gravidezes são extraordinariamente raras, por várias causas. Por exemplo, as disfunções sexuais em seus violadores, cuja taxa é extremamente alta. Em três estudos foram constatados que 39, 48 e 54% das mulheres vítimas do ataque não tinham ficado expostas ao esperma durante a violação.

Em outro estudo foi comprovado que 51% dos violadores experimentaram disfunções que não lhes permitiam terminar o ato sexual. Outra causa pela qual são extremamente raras as gravidezes por violação: a total ou temporal infertilidade da vítima. A vítima pode estar já grávida ou pode Ter outras razões naturais.

43% das vítimas encontrava-se nestas categorias. A vítima pode estar tomando anticoncepcionais, ter um DIU ou ligadura das trompas, 20% situava-se nesta categoria. Assim, somente uma minoria das vítimas tem um potencial de fertilidade.

Além da infertilidade natural, algumas vítimas estão protegidas da gravidez pelo que é chamado de estresse de infertilidade; uma forma de infertilidade temporal como reação ao estresse extremo. O ciclo menstrual, controlado por hormônios, é facilmente distorcido por um estresse emocional e pode atuar demorando a ovulação; ou se a mulher já ovulou a menstruação pode ocorrer prematuramente.

Um estudo determinou que registraram somente 0,6% de gravidez em 2190 vítimas de violação. Em uma série de 3.500 casos de violação em 10 anos no Hospital São Paulo de Minneapolis, não houve um só caso de gravidez.

Procurar uma legislação baseada em uma exceção em vez de uma regra é totalmente irracional desde o ponto de vista jurídico. É óbvio que o espantoso crime da violação é utilizado para sensibilizar o público a favor do aborto, ao apresentar o fruto inocente de uma possível concepção brutal como um agressor.

É claro que a mulher sofreu uma primeira espantosa agressão, a da violação. Apresentar o aborto como uma “solução” é dizer que um veneno deve ser combatido aplicando-se outro. O aborto não vai tirar nenhuma dor física ou psicológica produzida em uma violação. Ao contrário, vai acrescentar as complicações físicas e psíquicas que o aborte tem por si mesmo.

Por outro lado, o fruto deste ato violento é uma criança inocente, que não carrega para nada com a brutal decisão de seu pai genético. Por outro lado, os legisladores mais especializados afirmam que legalizar o aborto “sentimental” é abrir a porta a sérias complicações jurídicas: praticamente qualquer união, inclusive consensual, poderia ser apresentada como contrária à vontade da mulher, e portanto, uma violação.

Finalmente, o argumento mais importante, é que o aborto por violação não é sequer aceito pelas verdadeiras vítimas, as mulheres violadas. Podem ler-se estes duros mais reveladores testemunhos.

Mentira 3: É necessário eliminar uma criança com deficiências porque ele sofrerá muito e ocasionará sofrimentos e gastos para os pais.

A Verdade: Este princípio, conhecido como “aborto eugenésico” é baseado no falso postulado de que “os lindos e saudáveis” são os que devem estabelecer o critério de valor de quanto vale uma vida ou não. Com este critério, teríamos motivo suficiente para matar os deficientes já nascidos.
Por outro lado, cientificamente, os exames pré-natais não têm segurança de 100% para determinar malformações ou defeitos. Por exemplo, no caso da rubéola matará a 5 criaturas perfeitamente saudáveis para cada bebê afetado.

Por último, quem pode afirmar que os deficientes não desejam viver? Uma das manifestações contra o aborto mais impressionantes no estado norte americano da Califórnia foi a realizada por um numeroso grupo de deficientes reunidos sob um grande cartaz: “Obrigado mamãe porque não me abortar” . O Dr. Paul Cameron demonstrou perante a Academia de Psicólogos Americano que não há diferença entre as pessoas normais e anormais no que concerne a satisfação da vida, atitude perante o futuro e vulnerabilidade à frustração. “Dizer que estas crianças desfrutariam menos da vida é uma opinião que carece de apoio empírico e teórico”, diz o especialista.
Inclusive são numerosos os testemunhos dos pais de crianças deficientes físicos ou mentais que manifestam o amor e a alegria que esses filhos lhes proporcionaram.

Mentira 4: O aborto deve ser legal porque toda criança deve ser desejada.

A Verdade: Este é um argumento absurdo. O “desejo” ou “não desejo” não afeta em nada a dignidade e o valor intrínseco de uma pessoa. A criança não é uma “coisa” cujo valor pode ser decidido por outro de acordo com seu estado de ânimo. Por outro lado, que uma mulher não esteja contente com sua gravidez durante os primeiro meses não indica que esta mesma mulher não vá amar a seu bebê uma vez nascido. Pode ser comprovado que nos países onde o aborto é legalizado, aumenta-se a violência dos pais sobre as crianças, especialmente a da mãe sobre seus filhos ainda quando são planejados e esperados. A resposta a isto é que quando a mulher violenta sua natureza e aborta, aumenta sua potencialidade de violência e contagia esta à sociedade, a qual vai se tornando insensível ao amor, à dor e à ternura.

Mentira 5: O aborto deve ser legal porque a mulher tem direito de decidir sobre seu próprio corpo.

A Verdade: Mas quando o senso comum e a ciência moderna reconhecem que em uma gravidez há duas vidas e dois corpos. Mulher, segundo definição o dicionário, é um “ser humano feminino”. Dado que o sexo é determinado cromossomicamente na concepção, e mais ou menos a metade dos que são abortados são “seres humanos femininos”, obviamente NÃO TODA MULHER TEM DIREITO A CONTROLAR SEU PRÓPRIO CORPO.

Mentira 6: Com a legalização do aborto terminariam os abortos clandestinos.

A Verdade: As estatísticas nos países “desenvolvidos” demonstram que isto não é assim. Pelo contrário, a legalização do aborto o converte em um método que parece moralmente aceitável e portanto, como uma opção possível que não é igualmente considerada nos lugares onde não é legal. Mas dado que a grande maioria de abortos não são por motivo “sentimental”, “terapêutico” ou “eugenásico”, mas por uma gravidez considerada “vergonhosa”, não é estranho que a mulher – especialmente se é adolescente ou jovem – busque igualmente métodos abortivos clandestinos pela simples razão de que uma lei, ainda que tire a pena legal, não tira a vergonha e o desejo de ocultamento. Por outro lado, esta mentira é baseada no mito segundo o qual os abortos legais são mais “seguros” que os clandestinos. Um exemplo: uma investigação realizada em 1978 nos Estados Unidos constatou que só nas clínicas de Illinois, foram produzidas 12 mortes por abortos legais.

Mentira 7: O aborto deve ser legal porque a mulher tem direito sobre seu próprio corpo.

A Verdade: Tem alguma pessoa direito a decidir sobre seu próprio corpo?
Si, mas até certo ponto. Pode alguém querer eliminar um vizinho ruidoso só porque incomoda a seus ouvidos? Obviamente não. É igual no caso do aborto. A mulher estaria decidindo não sobre seu próprio corpo, mas sobre o de um ser que não é ela, ainda que esteja temporariamente dentro dela.

Mentira 8: O aborto é uma operação tão simples como extrair um dente ou as amígdalas. Quase não tem efeitos colaterais.

A Verdade: as cifras desmentem esta afirmação. Depois de um aborto legal, aumenta a esterilidade em 10%, os abortos espontâneos também em 10%, e os problemas emocionais sobem de 9% para 59%. Além disso, há complicações se houver gravidezes consecutivas e a mulher tem o fator RH negativo. As gravidezes extra-uterinas aumentam de 0,5¨% para 3,5%, e os partos prematuros de 5% até 15%. Também podem ocorrer perfuração do útero, coágulos sangüíneos nos pulmões, infeção e hepatite produzida pelas transfusões, que poderia ser fatal.

Além disso, cada vez mais pesquisas tendem a confirmar uma importante tese médica: que a interrupção violenta do processo de gestação mediante o aborto afeta as células das mamas, deixando-as sensivelmente mais propensas ao câncer. Alguns partidários do aborto inclusive chegaram a argumentar que um aborto é menos perigoso que um parto.

Esta afirmação é falsa: o aborto, especialmente nos últimos meses da gravidez, é notavelmente mais perigoso. Nos países ricos morrem duas vezes mais mulheres por aborto legal do que por disfunções do parto. Por outro lado, algumas mulheres têm problemas emocionais e psicológicos imediatamente depois do aborto, outras os têm anos depois: trata-se da síndrome pós-Aborto.

As mulheres que padecem desta síndrome negam e reprimem qualquer sentimento negativo por um período de ao menos cinco anos. Depois surgem uma variedade de sintomas, desde suores e palpitações até anorexia, alucinações e pesadelos. Os sintomas são surpreendentemente similares aos da Síndrome de tensão pós-traumático que sofreram alguns veteranos, 10 anos ou mais depois de ter combatido em uma guerra.

Vida Familiar


A paz começa no lar

NOSSO Novo site: www.famaworld.wordpress.com


Embora nenhum de seus filhos “pinte” para delinquente, é necessário ter presente que a violência pouco a pouco entra nos lares. Por exemplo, você sabia que 25 por cento das garotas nos Estados Unidos são agredidas por seus namorados e o que é pior, a maioria delas acredita que isto é normal?

Ao escutar notícias lamentáveis como estas e pensar que em tudo o que acontece no mundo, não se pode deixar de perguntar… Quem pode ser capaz de semelhante barbaridade… em que coração humano cabe tanta frialdade… quem pode ser capaz de tanta violência?

Desafortunadamente, esta é uma realidade que é vivida em todos os lugares, que afeta a todos, e de muitas maneiras. É verdade que a violência sempre existiu, mas o mais perigoso agora, é que começa a ser tolerada, a ser aceita como inevitável: sem ir muito longe, seria inusual encontrar um filme onde as balas, o sexo deliberado e a crua violência não fizessem sua aparição; ou algum semanário ou jornal onde não seja uma notícia policial a que estampa a primeira página.

Entretanto, o homem não é feito para a guerra, é feito para a paz.

E isto pode ser assegurado porque a história nos demonstra que o homem que vive na violência se auto-destrói. O difícil e complicado do tema é que a paz não se dá instantaneamente nem por mandato, não se obtém sem esforço, nem se compra ou pede emprestada: a paz tem que nascer do coração de cada homem.

E se não há paz no coração, como pode haver paz em um povo, em uma nação, no mundo?

Viver em paz

É por isso, que manter a paz é uma obrigação primária para todos, mas em especial dos pais, pois é no lar onde se aprende a viver e construir a paz; é ´-loi]

=[ali onde os pais têm a enorme responsabilidade de ensinar aos filhos a maneira de comportar-se, de tratar aos demais e de resolver os problemas.

É incrível como até em uma pequena sociedade como a família, onde existe carinho entre seus membros, pode perder-se a paz. Não há dúvida de que a paz é algo muito frágil pela qual deve-se trabalhar pacientemente todos os dias para conquistá-la.

Mas antes de alcançar isto, tem-se primeiramente que ter claro como se vive a paz.

Ao contrário do que muitos acreditam, a paz não é a ausência da guerra, nem é somente o respeito aos outros.

Quão fácil seria e também quão perigoso se os pais só tivessem que respeitar aos filhos para poder ter um lar cheio de paz!: “Ah, sim, meu filho quiser ter seu quarto todo bagunçado, devo respeitá-lo”.

A paz se vive:

· Ao ter um verdadeiro sentido de justiça.

· Quando não só se reconhecem os próprios direitos, mas também os dos demais.

Se é reconhecida a dignidade de seus filhos como pessoas. Muitas vezes ao vê-los pequenos, alguns pais se aproveitam deles e cometem verdadeiros abusos de autoridade.

· Ao ensinar aos filhos a distinguir entre o bem e o mal, ao formar neles uma consciência reta, à vez que se trabalha pela paz.

Quando os filhos são pequenos, os pais são como uma “consciência externa” deles (como o Grilo Falante em “Pinóquio”), daí a importância de seus atos e julgamentos.

Exaltar o valor da vida humana, sua dignidade e seu direito. Tanto a vida deles mesmos como a dos que o rodeiam tem um imenso valor, desgraçadamente com tanta violência (nos meios de comunicação, no meio ambiente), as crianças não apreciam este valor.

Passos para alcançar a paz (na virtude)

Vontade. Muitas vezes embora as crianças conheçam o bem e o mal, falta-lhes força de vontade, não aprenderam o hábito do esforço, são crianças “boas”, mas talvez estas crianças não aprenderam a dominar-se, nem a pensar nos demais, nem a sacrificar-se, sentem que o mundo gira ao redor deles, muitas destas crianças se tornam “tiranas”.

Exigência. Os filhos devem ser exigidos, claro que dentro de suas possibilidades, ensiná-los a enfrentar os problemas e a esforçar-se para resolvê-los, que saibam sentir-se orgulhosos de terem sido capazes de realizar as coisas por si mesmos.

Valentia. Que tenham heróis que inspirem sua vida, mas que sejam heróis de grandes ideais, porque atualmente são apresentadas às crianças a violência como forma de heroísmo, necessitam dos pais para que lhes ensinem o que é nobre e grande.

Respeito. Cuidar para que as crianças não adquiram o costume de tomar as coisas dos outros, por mais insignificante que seja o roubo; e se quebra algo alheio, deve ser reposto, ensinar-lhes que as coisas alheias sempre devem ser respeitadas.

Generosidade. É algo que por si é difícil nas crianças, é nesta idade quando tendem a ser mais egoístas, por isso é importante que eles vejam um bom exemplo: como seus pais ajudam ao necessitado ou ao que tem algum problema (dentro das próprias possibilidades).

Para despertar nas crianças o sentido de generosidade, pode-se acostumá-los desde pequenos a renunciar algo seu e compartilhá-lo com alguma outra criança.

Cortesia. Gastón Courtois disse que a cortesia “é filha do respeito ao próximo e irmã da caridade”. Aquele que é cortês sabe que não é o centro do mundo, é uma pessoa que pensa nos demais e em seus sentimentos.

O domínio de si mesmo é um elemento que vai de mãos dadas coma cortesia. Uma criança sente raiva porque algo saiu mal ou porque um irmão quebrou-lhe alguma coisa e não é ensinado a se controlar, quando grande lhe será muito difícil, se não impossível manter o controle de seus atos e muito menos respeito pelos demais.

Ordem. É um elemento essencial para que haja harmonia e equilíbrio em um lar. Quando há ordem em uma casa, há normas e limites, isto proporciona segurança aos filhos e lhes ensina a ter disciplina.

Caridade. Não se pode deixar de mencionar este valor essencial para que haja paz, pois é um elemento que determinará a qualidade da pessoa e sua capacidade para relacionar-se com os demais.

Buscar o bem pessoal e o dos demais é justamente o que traz como conseqüência a paz.
A paz é o resultado de muitas atitudes, todas estas fundamentadas precisamente na caridade, não entendida como esmola, mas como amor.

Gastón Courtois também escreveu: “Quando a caridade domina, a humanidade se engrandece. Quando o egoísmo reina, a humanidade se rebaixa”.

Que responsabilidade têm os pais de ensinar esta virtude aos filhos! Em suas mãos está o que haja sociedades justas e pacíficas.

Editor: TUDO sobre o nosso MUNDO

revisão de ortografia: Jefferson w.r conceição


  família

SPECIAL ANIMAL


Família: um amigo deve levar só alegrias. Antes de levar um animalzinho para casa, tenha certeza de que ele não será motivo de discórdia e brigas. Caso contrário, todo mundo vai sofrer, principalmente ele.
Alimentação: um animal bem alimentado é um amigo feliz.

Forneça alimentos apropriados, de acordo com a espécie e a idade do animal. Os adultos devem ser alimentados duas vezes ao dia, e os filhotes de quatro a seis vezes ao dia. Mantenha sempre a água limpa e fresca à disposição. Recolha os restos de alimentos do comedouro do animal, evitando, assim a proliferação de ratos, baratas e formigas.

Higiene: o cão deve ter abrigo confortável, protegido do sol, da chuva e do vento. Para evitar algumas doenças, recomenda-se um banho por mês. Já os felinos são animais muito limpos e não precisam tomar banho frequentemente. E lembre-se: todo proprietário deve recolher as fezes de seu animal nas ruas, nas calçadas e nos parques. É uma atitude de cidadania e obrigatória por lei.

 

Cuidados Médicos: seu amigo também precisa ir ao médico. Ao desmamar, ele deve visitar o médico veterinário para desverminar e receber as vacinas. Os filhotes devem ser vacinados com 2, 3 e 4 meses de idade, e os adultos anualmente, com vacina contra a raiva e doenças próprias da espécie. Providencie a vermifugação do seu animal seguindo as orientações veterinárias a esse respeito. E não se esqueça de levá-lo para fazer exercícios.

Atividades físicas: durante o passeio, utilize sempre coleira e guia. É segurança para o animal e para as pessoas. Se o animal for bravo, utilize também a focinheira e evite agressões.
Castração: o animal castrado vive melhor e fica mais dócil. Todo proprietário pode levar seu animal para castração, seja ele macho ou fêmea, de raça ou não. Assim, você contribui para diminuir a superpopulação de animais na cidade.
Identificação Definitiva: a aplicação do microchip é um método seguro de identificação definitiva no seu animal. Do tamanho de um grão de arroz, sua aplicação é simples e não precisa de anestesia. Por ser inviolável, ele garante a identificação do seu amigo caso ele se perca ou seja roubado.
Cadastramento: ajude-nos a fazer um trabalho ainda melhor. Contribua com a nossa equipe cadastrando seu amigo. Ele é um registro dos dados do animal (idade, raça e outros) e do dono (nome, endereço e outros).

 

Lembre-se: Maltratar um animal, por qualquer motivo, além de cruel, é um crime que prevê penas de prisão e multa.

Trate bem quem só quer dar carinho e atenção. Faça dessa amizade uma Guarda Responsável.

Não esqueça eu estou vendo?

 

 

 

 

 

EDITOR: TUDO sobre o nosso MUNDO

 

FOTOS

Um espaço cada vez mais Humanizado


Excluídas as nações que pertencem à extinta URSS, a Europa possui cerca de 520 milhões de habitantes. Esse total de habitans levou centenas de anos para ser atingido, mas o que importa registrar é que a presença humana no continente europeu é muito antiga.Esse fato traz conseqüências diretas sobre as paisagens naturais européias. portanto, a ação humana é responsável por muitas transformaçãoes nos elementos da paisagens,a ponto de dizermos que a EUROPA é um espaço profundamente humanizado.

leia mais:

Ainda assim, o continente conta com uma série de elementos naturais atuando em conjunto e de forma independente da vontade Humana, muitos embora sofrar algumas influências antrópicas. Vejamos, inicialmente,a Europa no conjunto  continental do velho mundo.

A partir das informações contidas no mapa, podemos constatar algumas situações.

Preimeiramente, que o territorio europeu está localizado no hemisfério Norte.A sua quase totalidade situa-se na zona Temperada, emtre o Trópico de Câncer e o circulo Polar Ártico. Ficam de fora parte das terras Suécia,Noruega, Finlândia e Rússia,as quais se encontram na Zona  Glacial Ártica.

Asteroide


                Um asteroide é um, corpo menos do sistema solar, geralmente da ordem de algumas centena de quilômetros apenas. E também chamado de planetoide. O termo ‘’asteroide’’,, deriva do grego ‘’Áster’’, estrela, e ‘’oide’’, sufixo que denota semelhança.

Já foram catalogados mais de 500 mil asteroides, sendo que diversos deles ainda não possuem dados orbitais calculados; provavelmente existem ainda milhares de outros asteroides a serem descobertos. Estima-se que mais de quatrocentos mil possuam diâmetro superior a um quilômetro.

Ceres era considerado o maior asteroide conhecido, possuindo diâmetro de aproximadamente mil quilômetros, mas desde 24 de Agosto de 2006 passou a ser considerado um planeta anão. Possui brilho variável, o que é explicado pela sua forma irregular, que reflete como um espelho a luz do Sol em diversas direções.


Os asteroides estão concentrados em uma órbita cuja distância média do Sol é de cerca de 2,17 a 3,3 unidades astronômicas, entre as órbitas de Marte e Júpiter. Esta região é conhecida como Cinturão de Asteroides. No entanto, dentro deste cinturão há diversas faixas que estão praticamente vazias (são as chamadas Lacunas de Kirkwood), que correspondem a zonas de ressonância onde a atração gravitacional de Júpiter impede a permanência de qualquer corpo celeste.

Alguns asteroides, no entanto, descrevem órbitas muito excêntricas, aproximando-se periodicamente dos planetas Terra, Vênus e, provavelmente, Mercúrio. Os que podem chegar perto da Terra são chamados EGA (Earth-grazers ou Earth-grazing asteroids). Um deles é o famoso Eros.

Os asteroides troianos constituem outros espécimes particulares de planetoides que orbitam fora do cinturão.

Há muitas técnicas utilizadas para se estudar as características físicas dos asteroides: fotometria, espectrofotometria, polarimetria, radiometria no infravermelho etc. A superfície da maior parte deles é comparável à dos meteoritos carbônicos ou a dos meteoritos pétreos.

De acordo com as teorias mais modernas, os asteroides seriam resultado das condensações da nebulosa solar original, mas que não conseguiram aglomerar toda a matéria em volta na forma de um planeta devido às perturbações gravitacionais provocadas pelo gigantesco planeta Júpiter. Outra teoria afirma que aí existia um planeta, mas que foi destroçado pela sua proximidade com Júpiter.

Fonte: Wikipédia W

Editor: TUDO sobre o nosso MUNDO

Conhecendo à Itaguaí


Candeeiro

Considerado uma das construções mais antigas de sua cidade,

esta Bela arquitetura nos dias atuais Funciona como um restaurante em estilo antigo.

CASA DE QUINTINO BOCAIUVA

Casa onde estudos afirmam que tenha sido a Câmara da Guarda do Imperador e onde, também supostamente, nasceu Quintino Bocaiúva em 4 de Dezembro de 1836, político que tornou-se presidente do estado do Rio de Janeiro, de 1900 a  1903.


Banco do BRASIL

Uma das residências luxuosas de Itaguaí no séc.: XVIII. Quando demolido, seu lugar ao prédio moderno onde Hoje funciona o Banco do Brasil.

Fonte: Casa de cultura de Itaguaí.

  • Editor: TUDO sobre o nosso MUNDO

Oceano Pacífico


Localização do TUDO sobre o nosso MUNDO

>>H

Nosso Novo Blog: WWW.HITORIA.WORDPRESS.COM/  Tudo sobre A História


O oceano Pacífico é a maior massa marítima do globo, situada entre a América, a leste, a Ásia e a Austrália, a oeste, e a Antártida, ao sul. Com 180 milhões de km², o Pacífico cobre quase um terço da superfície do planeta e corresponde a quase metade da superfície e do volume dos oceanos. Movendo-se um globo terrestre de forma adequada é possível visualizar-se um hemisfério inteiro do planeta coberto apenas por água, ficando todos os continentes no hemisfério oposto, ocultos à visão em tal posição [1]. Em sua essência – excluída pequena área associada ao Oceano Antártico – trata-se basicamente do Oceano Pacífico, cujas águas ainda avançam sobre o hemisméfio não visível. Em vista da teorias das placas tectônicas e da deriva continental, sua origem remonta ao oceano único que cercava a Pangea em tempos primitivos.

Tem 707,5 km de fossas, e 87,8% de sua área apresenta profundidades superiores a 3.000 m; é o oceano com maior profundidade média (-4.282 m) e onde se localizam as maiores fossas submarinas (fossa das Marianas, com -11,022 m).

Sua forma grosseiramente circular é delimitada por margens continentais activas (que correspondem ao círculo de fogo do Pacífico) sob as quais se afunda uma crusta oceânica em rápida expansão. Em suas águas foi registrada a maior temperatura em um oceano: 404 °C, a uma profundidade de 2 mil metros, a cerca de 480 km ao oeste da costa estadunidense.[2]

Descoberto pelos europeus em 1513 (Balboa) e transposto pela primeira vez em 1520 (Fernão de Magalhães), o Pacífico tem assistido a um crescimento de sua importância como via de ligação entre algumas das regiões de maior dinamismo econômico da atualidade (Extremo Oriente e costa ocidental da América do Norte).

Origem do nome

Fernão de Magalhães baptizou o oceano de Pacífico por este ser mais calmo, quando comparado com o tempestuoso Oceano Atlântico. Esta comparação foi feita quando Fernão de Magalhães e os seus companheiros de navegação transpuseram o Estreito de Magalhães, uma passagem entre os dois oceanos já citados.

Morfoestrutura do fundo oceânico

Flanqueado por cadeias montanhosas recentes, com intensa atividade vulcânica, o Pacífico é percorrido por um vasto sistema de dorsais.

A dorsal Sudeste-Pacífica constitui um prolongamento, através da dorsal Pacífico-Antártica, das dorsais do oceano Índico (dorsal Antártico-Australiana). Em sua porção setentrional atinge as latitudes do litoral mexicano, desaparecendo ao penetrar no golfo da Califórnia. Trata-se de uma dorsal em rápida expansão (entre 8,8 e 16,1 cm por ano), sem fossa axial. As zonas de fraturas que a segmentam são numerosas, com deslocamento pronunciado. Essa dorsal emerge na latitude da ilha de Páscoa, unindo-se à dorsal do Chile, que se liga à costa meridional da América, e na latitude das ilhas Galápagos, unindo-se à dorsal de Cocos ou das Galápagos. Essas dorsais dividem o Pacífico em três conjuntos.

Os fundos oceânicos situados a leste da dorsal Sudeste-Pacífica pertencem a placa litosférica da Antártida (que corresponde à bacia Pacífico-Antártica e à planície abissal de Bellingshausen), à placa de Nazca (bacias Peruana e Chilena, separadas pela dorsal de Nazca) e à placa de Cocos (limitada pela dorsal de Cocos).

Todo o imenso conjunto de fundos oceânicos situados a oeste da dorsal Sudeste-Pacífica é sustentado pela placa litosférica Pacífica, que a Oeste América do Norte apresenta grandes zonas de fraturas, com relevos monumentais, alinhados por milhares de quilômetros ao longo de antigas falhas de transformação.

Mais a oeste, o centro do oceano Pacífico é entrecortado por cadeias submarinas e grandes edifícios vulcânicos, ora emergindo em forma de ilhas (Havaí, Marquesas, Marshall, Carolinas), frequentemente coroadas por formações coralíneas (atóis). As bacias oceânicas que as rodeiam (Médio-Pacífica, Melanésia, Nordeste, Noroeste) apresentam uma delgada cobertura sedimentar sobre a crosta basáltica.

A presença das fossas oceânicas periféricas, ao longo dos arcos insulares (Aleutas, Kurilas, Japão, Marianas, Filipinas, Salomão, Tonga, Kermadec) e da costa ocidental da América (Chile, Peru, América Central) explica-se por corresponderem a zonas de subducção da crosta oceânica, em que esta mergulha sob as placas litosféricas Americana, a leste, e Eurasiática e Indo-Australiana, a oeste. São áreas de intensa atividade sísmica e vulcânica, sujeitas à ocorrência de maremotos.


Continentes e países banhados

Ásia    América    Oceania    Antárctida    Outros

Brunei     Canadá     Austrália    N/A     França (possessões ultramarinas)

Camboja     Chile     Fiji

China     Colômbia     Kiribati

Coreia do Norte     Costa Rica     Ilhas Marshall

Coreia do Sul     El Salvador     Nauru

Filipinas     Equador     Nova Zelândia

Indonésia     Estados Unidos     Palau

Japão     México     Papua-Nova Guiné

Malásia     Panamá     Ilhas Salomão

Rússia     Peru     Samoa

Singapura         Tonga

Tailândia         Tuvalu

Vietname         Vanuatu

Correntes oceânicas e Giro Pacífico Norte

Existem várias correntes oceânicas, por exemplo: Norte Pacífica, Califórnia, Norte equatorial, Kuroshio, Aleutas, Sul Equatorial, Humboldt. As 4 primeiras limitam uma área de calmaria chamada Giro Pacífico Norte. Esta área foi descrita principalmente pelo pesquisador Charles Moore, desde 1997 e recebe nomes como “sopa gigante de lixo”, “mancha de lixo” ou “ilha de lixo”. Sua extensão é incerta, sendo descrita como do tamanho dos EUA, embora careça de fontes precisas. Foi descrita em fevereiro de 2008 no site da BBC e no jornal britânico “The Independent”. É composta principalmente de plástico.

História


Importantes migrações humanas ocorreram no Pacífico em épocas pré-históricas, nomeadamente as dos polinésios a partir da margem asiática do oceano para o Taiti e depois para o Havaí, a Nova Zelândia e a Ilha da Páscoa.

O oceano foi avistado pelos europeus no início do século XVI, inicialmente pelo explorador espanhol Vasco Núñez de Balboa, que cruzou o Istmo do Panamá em 1513 e nomeou-o como Mar del Sur (Mar do Sul), e depois pelo explorador português Fernão de Magalhães, que navegou o Pacífico durante a sua circum-navegação entre 1519 e 1522.

Questões ambientais

A poluição marinha é um termo genérico para a entrada nociva no mar de produtos químicos ou partículas. Os maiores culpados são as pessoas que usam os rios para a eliminação de seus resíduos.[5] Os rios em seguida deságuam no oceano e com eles seguem muitos produtos químicos usados como fertilizantes na agricultura. O excesso de oxigênio que se esvai nos produtos químicos na água leva à hipóxia (baixa concentração de oxigênio) e à criação de uma zona morta.[6]

Detritos marinhos, também conhecidos como lixo marinho, é um termo usado para descrever dejetos produzidos pelo homem que se encontram flutuando em um lago, mar, oceano ou outro curso d’água. Detritos oceânicos tendem a se acumular no centro de correntes oceânicas e no litoral, frequentemente restos encalhados onde são conhecidos como lixo da praia.

Miley Cyrus, história de Vida


Miley Ray Cyrus (nascida Destiny Hope Cyrus;[3][4]Nashville, 23 de novembro de 1992)[5][6] é uma atriz, cantora e compositora norte-americana[3] mundialmente conhecida por interpretar Miley Stewart/Hannah Montana na série do canal a cabo Disney Channel Hannah Montana, e por sua carreira musical.[3] Em 2008, Miley foi eleita pela revista americana TIME como uma das 100 famosas mais bem pagas do mundo.[7] Como cantora, vendeu mais de 15 milhões de álbuns mundialmente.[8] Miley é contratada das gravadoras Hollywood Records e Walt Disney Records.

Seu primeiro álbum Meet Miley Cyrus atingiu #1 na Billboard 200 vendendo 326 mil cópias em sua semana de estreia. Seu segundo álbum Breakout também atingiu #1 na Billboard 200 vendendo 371 mil cópias em sua semana de estreia.[9] Seu EP The Time of Our Lives atingiu #2 na Billboard. Em 2007 Miley embarcou em sua primeira Turnê como Hannah Montana a Best of Both Worlds Tour. Em 2009 Miley embarcou na Turnê Wonder World Tour, a segunda da carreira a levar seu próprio nome. Em 2009 protagonizou o filme The Last Song. Recentemente a cantora lançou o álbum Can’t Be Tamed, terceiro álbum de estúdio de sua carreira.

A história de vida desta rapariga com apenas 15 anos é bastante interessante. O seu nome verdadeiro é Destiny Hope Cyrus, mas durante esta pequena biografia iremos usar sempre o nome Miley Cyrus (nome pelo qual ela é mais conhecida).

Miley nasceu em 23 de Novembro de 1992, em Nashville, Tennessee.

Miley Cyrus é a protagonista da série Hannah Montana que se encontra em exibição em Portugal, no Disney Channel, todos os dias! Na série Miley interpreta uma adolescente que tem dupla personalidade, sendo umas vezes uma jovem normal e outras uma estrela POP muito famosa. Apenas ela, o seu pai e os seus amigos mais chegados, sabem desta sua faceta.

Conhecida mais como Miley, seu nome verdadeiro é Destiny Hope Cyrus. Mas, como sua família a chamava de Smiley, o apelido dela ficou sendo Miley. Mesmo assim, muito dizem que quem a chamava de Miley era seu melhor amigo de infância, Renan.

Miley fez sucesso quando entrou na série Hannah Montana, mas, para isso, ela teve que fazer teste de dois anos para o canal Disney Channel. No começo, a acharam nova demais para o papel de Miley Stewart, que ao mesmo tempo é uma garota como qualquer outra, é também uma estrela. Ela fez o teste quando tinha 11 anos, e apenas com 13 anos ganhou o papel. O pai de Miley, Billy Ray Cyrus, foi convidado para fazer o papel de pai de Miley Stewart na série, mas, no começo, não queria aceitar, pois sua filha tinha esperado dois anos para ser escolhida. Mas, depois de algum tempo, resolveu aceitar.

Desde dos 6 anos, Miley já tinha feito mais de 100 músicas. Ela também ajudou a escrever algumas músicas para a sua série, Hannah Montana. Adora o barulho da chuva, e também adora andar de bicicleta. Quase sempre usa um anel gravado nele a palavra “love” ( amor ), que foi dado por sua mãe. Sua primeira aparição na TV foi no seriado “Doc”, quando tinha 8 anos. Mais tarde apareceu no filme “Peixe Grande”.

Na maior parte de sua vida ela viveu em Tennesse, mas para fazer o papel de Hannah Montana se mudou para Califórnia, onde vive atualmente. Adora quando as pessoas pedem autográfos e ser reconhecida quando está andando, diferente de sua personagem Hannah Montana.

Com o nome de nascença Destiny Hope Cyrus, seus irmãos fazem questão de toda escola saber que Miley Cyrus é sua irmã. “Meus irmãos decidiram certificar que todas as pessoas da escola sabem que Miley Cyrus é sua irmã. Todos chegam perto de mim e falam ‘oi’!”, disse Miley, a qual é grande amiga das estrelas Ashley Tisdale e Emily Osment.

Sua carreira de cantora se iniciou em 2006, ficando famosa quando fez uma pequena parte da música Stand ( Fique ) do CD de seu pai, o qual também é cantor e ator. Nesse mesmo ano, Miley foi escolhida para fazer o papel de Hannah Montana. Assim, nesse ano, gravou seu primeiro álbum: Hannah Montana OST.

Ambilight


O Ambilight (acrônimo de Ambient Lighting Technology) é uma tecnologia desenvolvida pela Philips para uso em televisões.

Permite projetar um brilho luminoso suave nas paredes ao redor da TV. A tonalidade desse brilho luminoso é automaticamente alterada de acordo com as cores e com o brilho da imagem.Isso é possível porque a Ambilight analisa em tempo real os sinais que são recebidos pela TV e produz uma iluminação que combina exatamente com o que está sendo mostrado na tela. Essa tecnologia também permite que o usuário escolha dois modos de exibição: “relaxante” e “dinâmico”. Este último responde de forma mais rápida ao que se passa na tela.

De acordo com a Philips, o Ambilight melhora a percepção do contraste, da cor e dos detalhes, dando a sensação de que você está olhando para uma imagem maior. Foi comprovado que o Ambilight também reduz o esforço visual de 60% a 90%, fazendo com que você assista TV de uma maneira relaxante.

Estados Unidos


Área: 9.363.488 km2, constituídos por 50 Estados.

População atual: 288.500.000 habitantes (estimativa do PNUD da ONU para 2002).

Idioma: Inglês

Capital: Washington

Moeda: dólar

Governo: República presidencialista

Religião: Cristianismo (predominante)

Nacionalidade: norte-americana ou estadunidense

Relevo: vasta planície central, montanhas altas a oeste e baixas a leste. Vulcões no Hawaii.

Localização: América do Norte.

Principais Cidades: Nova York, Chicago, Miami, Los Angeles e São Francisco

Fronteiras: Os Estados Unidos da América (EUA) continentais são limitados a Norte pelo Canadá, a Leste pelo oceano Atlântico, a Sul pelo estreito da Flórida (Golfo do México e o México) e a Oeste pelo Oceano Pacífico. O Alasca situa-se na extremidade noroeste do continente, e o Havaí aproximadamente a 3.800Km do litoral norte-americano, no Oceano Pacífico.

Problemas ambientais: Poluição do Ar, provocando chuvas ácidas (os EUA são o maior emissor de dióxido de carbono); poluição das águas devido a pesticidas e fertilizantes; desertificação; limitada água potável, nomeadamente na região oeste do país.

Densidade populacional: 29 habitantes por km².

Divisões administrativas: 50 estados

Principais produtos agrícolas: Milho, frutas, vegetais, algodão, gado bovino, gado suíno, peixe (2000)

Climas: O clima do país é extremamente diversificado, devido à situação geográfica a que o país está exposto (banhado pelo Oceano Pacífico, Atlântico e pelo Mar Beaufort que é influenciado pelo Oceano Glacial Árctico), assim sendo, o clima é geralmente temperado, com variantes como clima subtropical no Sul, clima mediterrâneo no sul da Califórnia.

Vegetação: A floresta mista, florestas secas de pinhos amarelos, seguidamente à uma vegetação baixa de tipo garrigue (chaparal), florestas séquoias gigantes milenários.


ESTADOS UNIDOS – A maior parte dos Estados Unidos localiza-se na região central da América do Norte, possuindo fronteiras terrestres com o Canadá e com o México, sendo que o restante do país limita-se com o Oceano Pacífico, Mar de Bering, Oceano Ártico, Golfo do México e Oceano Atlântico. Dos 50 Estados americanos, apenas o Alasca e o Havaí não são contíguos com os outros 48 Estados, nem entre si. Os Estados Unidos também possuem diversos territórios, distritos e outras possessões em torno do mundo, primariamente no Caribe e no Oceano Pacífico.
Os atuais Estados Unidos da América se originaram das Treze Colônias estabelecidas pela Grã-bretanha na costa atlântica da América do Norte, a partir do Século XVII. Em 1776, após a Revolução Americana de 1776, que foi uma guerra de independência contra os colonizadores levada a cabo pela classe dirigente dos colonos. Em 1789, o país adotou uma constituição e assumiu a forma de República Federal. Desde o reconhecimento da sua independência pelo Reino Unido, em 1783, novos territórios e estados foram sendo sucessivamente incorporados, ampliando as fronteiras do país na direção oeste, até o Oceano Pacífico. A expansão das fronteiras americanas teve como uma de suas conseqüências mais graves a dizimação de grande parte dos povos indígenas.
Desde os tempos coloniais, os Estados Unidos enfrentaram a falta de mão-de-obra. À época, as diferenças socioeconômicas no país eram enormes, com um norte industrializado e um sul agrário. A falta de mão-de-obra incentivou a imigração européia no Norte. No sul, contudo, os proprietários das plantations lançaram mão do uso intensivo do trabalho escravo, comprados no continente africano.
Estas diferenças foram um dos muitos motivos que deram início à Guerra Civil Americana – entre 1861 e 1865. Nesta guerra, o número de baixas americanas foi maior do que a soma das baixas sofridas em todas as outras guerras na qual os Estados Unidos se envolveram, desde sua independência, até a atual guerra contra o Iraque.
Os Estados Unidos nunca foram uma potência colonial, embora, através de várias vitórias militares, diplomacia e acordos externos, os Estados Unidos tivessem adquirido diversas possessões ultramarinas, desde Cuba até as Filipinas. Gradualmente, muitos destes territórios adquiriram soberania, e outras destas possessões continuaram sob controle dos Estados Unidos, geralmente, na forma de territórios. O Havaí é o único destas possessões que se tornou um estado, em 1959.
Até o início da Guerra Civil, os EUA adotavam uma política de não intromissão nos assuntos estrangeiros. Com o fim do conflito, se tornaram uma potência econômica e militar mundial. O crescimento da influência dos Estados Unidos sobre o mundo deu um salto significativo já no início do Século XX. O poder da influência americana pode ser sentido em episódios como as Guerras Mundiais, a Grande Depressão de 1929 e, especialmente, durante a Guerra Fria.
Após o fim da Segunda Guerra, os EUA emergiram definitivamente como uma das superpotências mundiais, juntamente com a URSS, desencadeando a Guerra Fria. Entre 1945 e 1991, ano do fim da União Soviética e da Guerra Fria, os Estados Unidos capitanearam os países alinhados ao bloco capitalista, estendendo seu poder de ação especialmente na guerra ideológica contra o comunismo. Desta forma, os EUA participou ativamente da Guerra da Coréia e da Guerra do Vietnã, além de contribuir com regimes militares na América Latina e apoiar a Guerrilha anticomunista na Nicarágua, dentre diversas outras ações ao redor do globo.
Com o colapso da União Soviética, os Estados Unidos emergiram como a única superpotência mundial. Passou a envolver-se então em ações militares isoladas, participando da Guerra do Golfo, em 1991, removendo tropas iraquianas que haviam invadido o Kuwait.
Em 2001, os Estados Unidos sofreram o pior ataque em terras soberanas da história do país, com os Ataques de 11 de Setembro, onde quase três mil pessoas morreram. Este ataque terrorista desencadeou a denominada guerra contra o terrorismo, e, posteriormente, a controversa Invasão do Iraque, além da caça ao mandante dos atentados, Osama bin Laden. Atualmente está novamente envolvido na guerra do Iraque, onde já sofreu com milhares de baixas. Alguns analistas arriscam o palpite de que este será um novo Vietnã, relembrando a vergonhosa derrota americana infligida pelos vietcongues. Desde 2009 o presidente dos Estados Unidos é Barack Hussein Obama.

Brasil


                                                               BRASIL

DADOS PRINCIPAIS

ÁREA: 8.514.876,599  km² (fonte IBGE)
CAPITAL: Brasília
POPULAÇÃO: 190.732.694 milhões (Censo 2010)
QUANTIDADE DE MUNICÍPIOS: 5.435
MOEDA:  Real ( R$ )
NOME OFICIAL: República Federativa do Brasil
NACIONALIDADE: brasileira
DATAS NACIONAIS: 7 de setembro (Dia da Independência ) e 15 de Novembro ( Proclamação da República )
PRESIDENTE: Dilma Rousseff
HINO NACIONAL BRASILEIRO
HINO À BANDEIRA

Brasão de Armas do Brasil

GEOGRAFIA DO BRASIL:

LOCALIZAÇÃO: leste da América do Sul
FUSO HORÁRIO:  horário de Brasília (oficial)
CLIMA DO BRASIL : equatorial, tropical, tropical de altitude, tropical atlântico, subtropical e semi-árido
CIDADES DO BRASIL (PRINCIPAIS): São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Recife, Manaus, Curitiba, Florianópolis, Belém, Maceió, Cuiabá, João Pessoa, Fortaleza, São Luis.
COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA: Pardos: 43,1%, Brancos: 47,7%, Negros: 7,6%, Indígenas: 0,4%, Amarelos: 1,1% (Fonte: IBGE – Censo 2010).

IDIOMAS: português (oficial)

RELIGIÃO: cristianismo (católicos 71%, outros 10%), espiritismo, judaísmo, cultos afro-brasileiros.
Dados completos sobre Religiões no Brasil

DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 22,4 hab./km2

CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: 1,17% ao ano (2000 a 2010).

EXPECTATIVA DE VIDA: 73,5 anos (Censo 2010)

TAXA DE ANALFABETISMO: 9,6% (Censo 2010).

RENDA PER CAPITA: R$ 16.414,00 (ano de 2009).

IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): 0,718 – alto desenvolvidmento humano. O Brasil ocupa a 84º posição entre os 187 países analisados.(dados divulgados pelo PNUD em 2011) 

ECONOMIA BRASILEIRA:

Produtos Agrícolas: algodão, arroz, café, cana-de-açúcar, laranja, soja.
Pecuária: Bovinos, Eqüinos, Muares, Caprinos, Asinino, Bubalino, Suínos, Ovinos, Aves, Coelhos.
Mineração: bauxita, ferro, manganês, ouro e petróleo.
Indústria: de transformação, de bens de consumo e bens duráveis.
PIB (Produto Interno Bruto): 3,675 trilhões de reais (ano de 2010)
Balança Comercial: superavit de US$ 20,278 bilhões no ano de 2010.
Crescimento do PIB em 2010: 7,5%
Salário Mínimo Nacional: R$ 545,00 ( a partir de 1º de março de 2011)
Inflação em 2010: 5,91% (IPCA)
Taxa de desemprego: 6,7% (IBGE 2010)


BRASIL – Maior país da América do Sul, com vasta área de litoral banhada pelo Atlântico. Tem fronteiras com Venezuela, Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. O topônimo Brasil tem sua origem muito discutida, embora boa parte das explicações se refiram ao pau-brasil daqui extraído. Para alguns filólogos, vem do tupi ibira-ciri, “pau eriçado”. Os europeus, ao ouvirem este nome dado pelos indígenas à madeira de coloração avermelhada, chamaram-na de “Brasil”.
As extensas porções de terras, que hoje constituem o país, foram habitadas por tribos que pertenciam ao tronco tupi-guarani, caribe e arawak. Para todos os efeitos, a frota chefiada pelo fidalgo português Pedro Álvares de Gouveia (ele só adquiriria o sobrenome Cabral com o falecimento de seu irmão primogênito, João Fernandes, em 1515) foi oficialmente a primeira a chegar às terras que hoje fazem parte do Brasil. Sabe-se, no entanto, que outros europeus aqui aportaram antes de Pedro Álvares, mas não puderam tomar posse, nem sequer anunciar a descoberta por conta do Tratado de Tordesilhas.
A colonização do país se inicia com Martim Afonso de Souza em 1532. Antes disso, as novas terras só serviam à Coroa como entreposto na linha comercial Lisboa-Índia e para extração de pau-brasil.
Em 1540, Portugal resolve terceirizar a colonização do Brasil, repartindo as terras em capitanias hereditárias a serem entregues a fidalgos que deveriam explorá-las e fazê-las se desenvolver. O modelo não alcança os resultados necessários, mesmo com a presença de representantes da Coroa, os governadores-gerais. Das capitanias, somente São Vicente e Pernambuco conseguem bons resultados econômicos, especialmente a segunda, que desenvolve latifúndios de cana-de-açúcar produtivos.
A França e, posteriormente, a Holanda resolvem tirar um quinhão das novas terras descobertas ao sul do Equador. Franceses tentam estabelecer colonização no Rio de Janeiro e no Maranhão. Holandeses tentam incursões na Bahia e em Pernambuco, onde conseguem se assentar por algum tempo. Os portugueses conseguem expulsar os estrangeiros invasores, retomando as possessões que estavam sob o seu domínio.
Ao longo dos Séculos XVII e XVIII, expedições chamadas Entradas e Bandeiras vão expandindo para oeste as terras da Colônia, conquistando espaços que estavam na parte espanhola do Tratado de Tordesilhas.
Foi estabelecido um fluxo de mão-de-obra escrava inicialmente índigena e, como não deu certo, posteriormente negra africana para as plantações brasileiras e para a procura e extração de metais preciosos.
No Século XVIII, já havia um razoável núcleo urbano em várias regiões do Brasil, a ponto de fazer germinar idéias separatistas, como ocorreu em Vila Rica, com a Conjuração Mineira, prontamente rechaçada pelo governo português.
No início do Século XIX, um fato seria determinante para o futuro da colônia. Napoleão invade Portugal, no seu esforço de estrangular comercialmente a Inglaterra e isso acarreta na fuga da Família Real portuguesa, incluindo a Rainha Maria I, e seu filho, o Príncipe Regente D. João, que governava Portugal desde 1792, por conta dos problemas mentais de sua mãe.
Eles chegam a Salvador, em 1807, e de lá seguem para a capital da colônia, o Rio de Janeiro, onde se estabelecem a partir de 1808. Aqui, D. João abre os portos brasileiros às nações amigas, eleva o Brasil à condição de Reino Unido e cria uma infra-estrutura básica na colônia. Com isso, o porto do Rio de Janeiro, que era o mais importante do país, se expande, dinamizando a economia, atraindo mais pessoas para a Corte.
Aqui, a rainha D. Maria I, dita, a Louca, morre em 1816, e D. João é aclamado como novo rei de Portugal e Brasil, embora tendo que retornar à Lisboa em 1821. As cortes portuguesas querem fazer o Brasil voltar à condição de colônia, com monopólio comercial, o que não interessava mais aos brasileiros. Em 1822, Portugal pressiona o príncipe regente D. Pedro e ele, insuflado por José Bonifácio, pela princesa Leopoldina e por outras pessoas de influência na Corte, resolve declarar o Brasil independente de Portugal. Isso se deu em 7 de setembro de 1822, na província de São Paulo, às margens do riacho Ipiranga.
O Brasil independente se transforma em um império, com D. Pedro I assumindo a chefia do governo. A primeira constituição foi outorgada em 1824, e a fase do Primeiro Reinado transcorre em meio a muitas crises políticas. Em 1831, o imperador Pedro I abdica em prol de seu filho e segue para Portugal. A década de 30 foi das mais agitadas na vida política brasileira. O país passa a ser governado por regentes provisórios, até que o infante D. Pedro adquira idade para assumir o trono. Em 1840, antecipam a maioridade do príncipe e ele assume como imperador Pedro II.
Por quase 50 anos ele governaria o país, consolidaria a unidade nacional brasileira – um grande feito, por sinal – e, mesmo enfrentando crises políticas e revoltas civis nas províncias, manteria o país coeso e com um produto agrícola de forte penetração internacional: o café. A lavoura cafeeira, ao tempo do Império, era totalmente assentada na mão-de-obra escrava negra. Enormes latifúndios cafeeiros davam sustentação econômica ao país.
Em 1865, o Brasil, unido à Argentina e ao Uruguai, declara guerra ao Paraguai e é vencedor do conflito em 1870. A partir dessa década, começam a surgir as primeiras leis que levariam à abolição do cativeiro: .em 1871, com a chamada primeira Lei Áurea, conhecida como Lei do Ventre Livre, que libertava todos os filhos de escravos; em 1885, com a Lei Saraiva-Cotegipe, ou dos Sexagenários, que libertava escravos com mais de 60 anos; finalmente, com a definitiva Lei áurea, de 13 de maio de 1888, que extinguia a escravidão no país.
No ano seguinte, a monarquia chegava ao fim, com o golpe militar que proclamou a República. Começou o ciclo de presidentes, a partir do proclamador Deodoro da Fonseca. Esse período, que passaria à História como a Velha República, se caracterizou por várias crises políticas. Somente um presidente, Campos Sales, não decretou estado de sítio em seu governo. Em 1930, uma revolta chefiada por Getúlio Vargas toma o poder e mantém o seu líder por 15 anos na chefia do governo. Após a II Guerra, ventos liberalizantes chegam ao Brasil e destituem Vargas. Dutra é eleito, mas Getúlio retorna pelas urnas à presidência e de lá só sai morto, após suicidar-se em meio a uma grave crise política, em agosto de 1954. Dez anos depois, ocorre uma nova crise, culminando com o golpe militar em 1o de abril de 1964, que mergulhou o Brasil em um período de ditadura até 1985. Com a redemocratização, uma nova Constituição foi votada pelo Congresso em 1988. Atualmente, o Brasil é governado pela presidenta Dilma Vana Rousseff.

Tichina Arnold


Tichina Arnold (Nova Iorque, 28 de junho de 1971) é uma atriz e cantora estadunidense. Mais conhecida por seu papel como Pam Jones em “Martin”, Arnold também participou das séries “Ryan’s Hope”, “All My Children”, “The Cosby Show”, “Law & Order” e “The Norm Show”. Atuou também em “Everybody Hates Chris”, interpretando a mãe de Chris Rock e cantando o tema de encerramento do sitcom. Mais recentemente, estava atuando na série “One to One”.

Nome completo    Tichina Rolanda Arnold
Nascimento    28 de junho de 1971 (40 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
Estados Unidos
Nacionalidade     Estadunidense
Ocupação    Atriz, cantora
Cônjuge    Lamon Brewster (divorciada)
Atividade    1983–presente
Outros prêmios
NAACP Image Award 2006 – Everybody Hates Chris – Melhor Atriz
NAACP Image Award 2007 – Everybody Hates Chris – Melhor Atriz
Página oficial
IMDb: (inglês) (português)

 

Vida pessoal

Tichina Arnold tem uma filha, Alijah Kai (nascida em 11 de abril de 2004), com o produtor musical Carvin Haggins.

Em 1998, Arnold começou sua própria empresa de chapelaria designer chamado “China Moon Rags”. Os Chapéus eram lenços bordados de cristais Swarovski. Celebridades como sua melhor amiga Tisha Campbell, Janet Jackson, Vivica A. Fox, Regina King, Christina Aguilera e McCoy LisaRaye foram modelados e foi visto usando desenhos de Arnold. Quando sua filha nasceu, ela parou a produção… Arnold e sua filha vive em Atlanta, Geórgia.Construiu,assim como diversos artistas norte-americanos uma fortuna de milhões de dólares.

Filmografia

The Brass Ring (1983)
House of Dies Drear (1984)
Little Shop of Horrors (1986)
Starlight: A Musical Movie (1988)
How I Got Into College (1989)
Scenes From a Mall (1991)
Fakin’ Da Funk (1997)
A Perfect Prey (1998)
A Luv Tale (1999)
Dancing In September (2000)
Big Momma´s House (2000)
Yo Ailen (2002)
Civil Brand (2002)
On the One: Preaching to the Choir (2005)
Getting Played (2005)
Wild Hogs (2007)
Drillbit Taylor (2008)
The Lena Baker Story (2008)
Dance Flick (2008)

Televisão
 
 Tichina em 2008.


Ryan’s Hope (1987–1989)
All My Children (1989–1991)
The Cosby Show (1989)
Law & Order (1990)
Martin (1992–1997)
The Jamie Foxx Show (1998)
Pacific Blue (1999)
The Norm Show (1999)
One on One (2001–2005)
Soul Food (2002)
Listen Up! (2004)
Everybody Hates Chris (2005–2009)
The Boondocks (2007)
Brothers (2009)
Sherri (2009)
Par de Reis (2010)
Lady gaga History (2012-futuro)

História do Distrito Federal


Distrito Federal  – Antes de adentrarmos nos dados históricos, relembremos o famoso sonho tido por Dom Bosco, Santo Italiano nascido em 1815 e fundador da Ordem dos Salesianos, em 30 de agosto de 1883. Neste sonho, Dom Bosco vislumbrou uma depressão bastante larga e comprida, partindo de um ponto onde se formava um grande lago, entre os paralelos 15º e 20º, e que repetidamente uma voz lhe dizia que “…quando vierem escavar as minas ocultas, no meio destas montanhas, surgirá aqui a terra prometida, vertendo leite e mel. Será uma riqueza inconcebível…”

Diferentemente do que muitos pensam, Brasília tem suas origens muito antes do início da construção da capital nos idos de 1956.A primeira idéia de localizar no sertão do Brasil a sede do governo deu-se no século XVIII e é atribuída ao marquês de Pombal.Os inconfidentes mineiros, em 1789, incluíram a transferência da capital para o interior como um dos objetivos de seu movimento. Depois da independência, na sessão da Assembléia Geral Constituinte do Império de 7 de junho de 1823, o deputado Antônio Ferreira França leu memorial de José Bonifácio de Andrada e Silva, onde este propunha a instalação da capital na recém criada comarca de Paracatu do Príncipe. O nome seria Brasília ou Petrópole.

A partir de 1839, passou-se a imaginar a construção de uma cidade no Planalto Central entre os rios São Francisco, Maranhão ou Tocantins. A Constituição de 1891 estabeleceu a mudança da Capital, fato este ratificado pela Constituição de 1934. Na Assembléia Nacional Constituinte, em 1946, as opiniões se dividiram quanto ao local da nova capital. O deputado Juscelino Kubitschek defendeu a localidade de Pontal, no Triângulo Mineiro, como mais favorável para a instalação do novo Distrito Federal; o deputado Artur Bernardes sugeriu que se repetisse simplesmente o texto da constituição de 1891; já o deputado João Café Filho opinou a favor de Goiânia. Por fim, a Constituição de 18 de setembro de 1946 determinou que a capital fosse transferida para o Planalto Central Posteriormente, no primeiro comício de sua campanha eleitoral, em Jataí/GO, no dia 4 de abril de 1955, o candidato a Presidente da República Juscelino Kubitschek, quando interpelado em praça pública se de fato efetuaria a mudança da capital, respondeu que cumpriria a constituição.

Em 15 de março de 1956, já empossado, Kubitschek assinou a Mensagem de Anápolis polis, lançando as bases da Companhia Urbanizadora da Nova Capital, Novacap, transformada na Lei nº 2.874, de 19 de setembro de 1956, cujo artigo 33 sacramentou o nome Brasília para a futura capital. O engenheiro Israel Pinheiro foi nomeado como o primeiro presidente da Novacap, dando início aos trabalhos de terraplenagem em 3 de novembro de 1956. Em 31/12/56, antes do início da construção do Plano Piloto, ficou pronta a Ermida Dom Bosco, às margens do Lago Paranoá, exatamente na passagem do paralelo de 15º.

As grandes máquinas acionadas pelos candangos, trabalhadores vindos espontaneamente de todos os pontos do país, sobretudo do Nordeste, começaram a tornar realidade o plano piloto elaborado por Lucio Costa e executado por Oscar Niemeyer. Antes mesmo da inauguração de Brasília, Israel Pinheiro foi nomeado Prefeito da Capital, em 17 de abril de 1960. Em 21 de abril de 1960, com a inauguração de Brasília pelo Presidente da República Juscelino Kubitschek, e encerrou se a pré-história da nova capital brasileira. Com o desenrolar dos anos, foram nomeados Prefeitos os Srs. Ivo de Magalhães, Plínio Cantanhede e Wadjô Gomide. O primeiro Governador do Distrito Federal foi Hélio Prates, seguido por Elmo Serejo Farias, Aimé Lamaison, José Ornelas, José Aparecido e Joaquim Roriz, todos indicados e nomeados pelo Presidente da República. Em novembro de 1986, houve pela primeira vez eleições na capital, mas apenas para a Assembléia Nacional Constituinte com a eleição de 8(oito) Deputados Federais e 3(três) Senadores. Em 1987, a Comissão de Sistematização da Assembléia Nacional Constituinte aprovou a autonomia política do Distrito Federal. Ainda em 1987, outra boa notícia: Brasília foi declarada pela UNESCO Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

Em 1988, com a promulgação da Constituição, ficaram estabelecidas, em seu artigo 32, as eleições diretas para Governador, Vice – Governador e 24 (vinte e quatro) Deputados Distritais, estes tiveram como primeira atribuição a elaboração da Lei Orgânica do Distrito Federal, promulgada em 1993 e publicada no Diário Oficial do Distrito Federal DODF de 09/06/93. Na primeira eleição direta para Governador do Distrito Federal foi eleito o Sr. Joaquim Roriz, que já havia governado o Distrito Federal no período de 20/09/88 a 12/03/90.

Atualmente o Distrito Federal encontra-se plenamente consolidado, tendo deixado de ser meramente uma cidade administrativa e se tornado um atuante partícipe na vida federativa, com forte presença na área de prestação de serviços e comércio, que representa cerca de 90% do Produto Interno Bruto . PIB do DF, ficando a Indústria com uma participação de 9,5% e 0,5% de participação para a Agricultura.

Aquela cidade inaugurada em abril de 1960 e que muitos acreditavam que não duraria 5 anos, hoje conta com 221.157 habitantes(excluídos Lagos Norte e Sul), tendo sido superada, em termos populacionais, por Ceilândia, que é a mais populosa, com um total de 370.048 habitantes, e por Taguatinga, com 240.041 habitantes. Hoje o Distrito Federal conta com cerca de 2.043.000 de habitantes. O Núcleo Bandeirante, formado em 1956 com o nome de Cidade Livre, destinado a abrigar os primeiros Candangos, era para deixar de existir após a inauguração de Brasília, no entanto, consolidou-se de tal forma que se tornou uma cidade-satélite.

Além destas citadas, o Distrito Federal conta ainda com as seguintes Regiões Administrativas: Samambaia, Gama, Recanto das Emas, Sobradinho, Planaltina, Brazlândia, Paranoá, São Sebastião, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Cruzeiro, Lago Sul, Lago Norte, Guará, Santa Maria e Riacho Fundo. Curiosamente, Planaltina e Brazlândia, apesar de existirem bem antes da construção da nova Capital, fundadas, respectivamente, em 1859 e 1932, tornaram-se cidades-satélites do Distrito Federal. Oficialmente, Taguatinga é a cidade-satélite mais antiga criada como tal, implantada em 05 de junho de 1958, seguida por Sobradinho, em 13/05/60; Gama, em 12/10/60; Guará, em 21/04/69 e Ceilândia, em 27/03/71, cujo nome deriva da sigla CEI. Campanha de Erradicação de Invasões. Em 12 de setembro de 1981, foi inaugurado em Brasília o Memorial JK, que abriga os restos mortais do ex-presidente Juscelino Kubitschek, falecido em 22 de agosto de 1976, sua biblioteca particular, objetos pessoais e variado acervo a ele relacionado.

Para finalizar esta breve história, trazemos abaixo uma famosa frase de Juscelino Kubitschek, datada de 02 de outubro de 1956, tal como se encontra em um monumento na Praça dos Três Poderes:
“Deste planalto central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável e uma confiança sem limites no seu grande destino”.
 

FONTE DE INFORMAÇÕES: PORTAL OFICIAL DO GOVERNO DO DF

História de Itaguaí / Rj


O porto de Sepetiba foi inaugurado no dia 7 de maio de 1982,com a operaçâo, à época, dedicada à descarga de alumina para a valesul e carvão para a C.S.N – foi conhecido para tranforma – se em Complexo portuário e industrial de Itaguaí.


Itaguaí foi fundada em meados do século XVII com a migração dos índios da ilha Jaguaramenon para o Morro da Cabeça Seca atraídos pelo governo Martim de Sá que pretendia criar um entreposto na região

Com o tempo os missionários se mudaram para a Fazenda Santa Cruz e deixaram o povoamento indígena, que se intitulou Itaguaí (Água amarela em Tupi), por causa das barrentas águas dos rios da região compreendida entre os atuais rios Itaguaí e Itingussu.

A tribo dos Y-tingas se desenvolveu e prosperou e passou a rechaçar a colonização dos jesuítas o que produziu vários conflitos. Num deles um pequeno índio de 10 anos foi ferido e pego pelos portugueses sendo batizado com o nome de José Pires Tavares.

Tavares cresceu entre os colonos mas sempre pensou em defender seu povo, quando fez 30 anos, já casado com uma índia, embarcou rumo a Portugal buscando uma carta de proteção para aldeia Y-tinga junto à Coroa Portuguesa, foi recebido no Paço-Real pela rainha Dona Maria I.

 

Os colonos sabendo da alta chance do indígena conseguir tal proteção não perderam tempo, atacaram a aldeia durante sua viagem, não poupando nem sexo nem idade, todos os sobreviventes foram amarrados a barcos com furos e lançados ao mar, morrendo todos afogados.

Quando José Tavares retornou de Portugal com a carta de proteção não havia mais o que ser protegido, a tribo dos Y-tinga estava permanentemente extinta.

Vila de Itaguaí
Após a barbárie, foi fundada pelos colonos a Vila de Itaguaí, que passou a ser uma rota de viagem padrão para os viajantes para São Paulo e para as Minas Gerais, na chamada Rota do Ouro devido ao terreno pouco acidentado e transitável durante todo o ano, com poucos alagadiços e com bastante ágra para os animais.

No século XVIII, na famosa viagem onde seria dado o Grito de Independência do Brasil Dom Pedro I parou na vila para alimentar e saciar seus cavalos no chafariz da cidade, atualmente tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional.

 

Cidade de Itaguaí
Depois da Independência do Brasil, Itaguaí desenvolveu a sua agricultura sendo em tempos diversos o maior produtor de milho, quiabo, goiaba, laranja e banana do Brasil.

Itaguaí nos Anos 50Recebeu inicialmente o uso de trabalho escravo de negros, que foi gradualmente substituído por mão de obra estrangeira, mais espeficicamente de japoneses e em menor número de alemães.

Ainda hoje é uma das maiores colônias japonesas do estado do Rio de janeiro.

Até a década de 50, a má admistração pública gerou diversos problemas sociais,resultando em surtos recorrentes de malária, cólera e outras doenças erradicadas das cidades vizinhas. Tal fato trouxe uma má-fama à cidade, que ganhou o apelido de “Município Abandonado”.

A partir dos anos 50 a cidade começou a se industrializar, com a construção de fábricas com a Ingá (zinco) Nuclep (material termonuclear) e de outras empresas na Zona Industrial de Santa Cruz.

Em 1969 o distrito de Paracambi foi emancipado da cidade e em 1997 o distrito de Seropédica também se separou. Muitas partes do município também foram perdidos para Mangaratiba e para o Rio de Janeiro sendo este último um caso especial.

A divisa entre Rio de Janeiro e Itaguaí era determinada pelo curso do Rio da Guarda. Quando a Zona Industrial foi aprovada para a região na margem do rio pertencente a Itaguaí , a prefeitura do Rio de Janeiro mudou o curso do rio, incluindo a área em seu município. Na história recente são destaques a construção do Porto de Sepetiba e os problemas advindos da fábrica do Ingá, cujos dejetos químicos abandonados estão causando graves problemas ecológicos.

Primeira dragagem do canal do porto de Itaguaí terá início em um mês

A primeira etapa da dragagem do canal do porto de Itaguaí com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, começará em um mês. Ontem, foi assinado o contrato de execução do serviço, de R$ 64 milhões. As intervenções regularizarão e aumentarão a largura e a profundidade do local de tráfego de navios.

Com as intervenções, o canal passará a ter 200 metros de largura e 20 metros de profundidade, aumentando assim em 50% sua capacidade – irá dos atuais 40 milhões de toneladas anuais para 60 milhões de toneladas ao ano. A empresa Ster venceu a concorrência e o contrato prevê que em um mês as obras sejam iniciadas.

Além da dragagem, haverá a criação de quatro áreas de fundeio, que servirão como estacionamento de navios durante a travessia do canal. A largura atual permite que um navio atravesse por vez os 21 quilômetros entre a entrada do canal e o porto de Itaguaí. A autoridade portuária espera reduzir em um terço o tempo de travessia, que hoje é de seis horas.

“O canal de Itaguaí é como se fosse uma estrada de mão dupla com apenas uma pista. Caso dois navios estejam em rotas opostas, um deles utilizará a área de fundeio para estacionar, abrindo passagem para o outro. Isso nos dará mais mobilidade”, disse o presidente das Docas, Jorge de Mello.

movimento trimestral. Nos três primeiros meses deste ano o porto de Itaguaí recebeu 57.492 TEUs (unidade de medida de um contêiner de 20 pés), quantidade 9,8% superior ao registrado em igual período de 2007 (52.369 TEUs).

Segunda intervenção, com licitação programada para 2009 e obras para 2010, estenderá o canal de Itaguaí até o porto da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) e tem orçamento estimado em R$ 86 milhões. Haverá também o aprofundamento do trecho de 14,5 metros para 17,5 metros.

No segundo semestre deste ano está marcada a licitação para a realização das obras de dragagem do porto do Rio de Janeiro, que demandará investimentos de R$ 150 milhões e tem previsão de conclusão no final de 2010. O diretor das Docas explicou que os trabalhos no Rio serão mais complicados visto que terá de haver remoção de rochas com explosivos.

A conclusão do projeto deixará o porto com 15,5 metros de profundidade – atualmente com 13 metros. Mello afirmou que os estudos de impacto ambiental e de local para área de rejeito do material dragado estão em fase avançada. Nos três primeiros meses deste ano o porto do Rio recebeu 88.180 TEUs, quantidade 5,1% superior à observada em igual período de 2007, que foi de 83.929.

Segundo Mello, o porto carioca carece de retro-áreas, para o armazenamento de contêineres. Em 60 dias, afirmou ele, será decido o projeto de ampliação do porto do Rio.

R$ 1,5 bilhão. A possibilidade mais viável apontada pelo executivo é aterrar 1,2 milhão de metros da Baía de Guanabara, que demandaria investimentos de R$ 1,5 bilhão. Com isso, o porto que atualmente possui cerca de 300 mil metros, passaria a ter 1,5 milhão de metros para armazenamento de carga.

Essas obras, que levariam dois anos, não seriam contempladas pelo PAC e, segundo Mello, as docas estão buscando investidores para financiá-las – existe a possibilidade da realização por meio de Parceria Público Privada (PPP).

Mello disse que a greve da Receita Federal não teve impacto nas operações dos portos de Itaguaí e Rio de Janeiro. “Por enquanto não registramos atraso em nossa operação. A greve não nos atrapalhou”, completou.


Histórico

O Porto de Itaguaí foi inaugurado no dia 7 de maio de 1982, com a operação, à época, dedicada à descarga de alumina para a Valesul e carvão para a CSN. Foi concebido para transformar-se em Complexo Portuário e Industrial de Itaguaí. Em 1973, o governo do então estado da Guanabara, promoveu estudos para implantação do Porto de Itaguaí, destinado a atender, principalmente, ao complexo industrial de Santa Cruz, situado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com a fusão dos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro, em 15 de março de 1975, a implantação do porto ficou a cargo da Companhia Docas do Rio de Janeiro. A Docas escolheu o município de Itaguaí para instalar o porto. As obras foram iniciadas em 1976, com a execução de acessos. Localização

(latitude 22º 55’ 9” S longitude 43º 50’ 5”W Gr.) O Porto de Itaguaí está localizado na Baía de Sepetiba, em Itaguaí, a 80 km do Rio de Janeiro – um dos mais importantes centros econômicos do Brasil. A localização do Porto apresenta inúmeras vantagens, já que a Baía de Sepetiba situa-se fora das principais trajetórias de tempestades. O mar se apresenta calmo o ano todo e tem como embate natural a Restinga da Marambaia. Rodovias

As principais ligações da atual malha rodoviária são rodovias federais BR-101 (Rio-Santos), BR-116 (Presidente Dutra), BR-040 (Rio-Juiz de Fora) e BR-465 (antiga Rio-São Paulo) e as rodovias estadu- ais RJ-099 e RJ-105. A BR-101 é o acesso principal ao Porto de ItaguaíA partir dela, na direção sul, acessam-se as regiões de Angra dos Reis e a Baixada Santista e, na direção norte, a Avenida Brasil. Na Avenida Brasil, através da BR-465 , antiga Rio-São Paulo chega-se à rodovia Presidente Dutra (BR-116), principal ligação entre as regiões Sul, Sudeste e Nordeste, e através da BR-040 (Rio-Juiz de Fora), faz-se a ligação com os estados de Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal, permitindo-se atingir as regiões Centro-Oeste e Norte. Ferrovias

O acesso ferroviário direto ao Porto de Itaguaí é feito a partir do pátio de Brisamar, próximo à cidade de Itaguaí, numa extensão de 1,5 Km em linha tripla. A partir dessa estação, as linhas férreas em bitola larga (1,60m) interligam-se com a Malha Sudeste da MRS- Logística S/A, atendendo em particular ao triângulo São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, e a Malha Centro–Leste, de bitola estreita ( 1,00m), arrendada a

FCA- Ferrovia Centro –Atlântica S/A, que atende ao restante dos Estados de Minas Gerais, Bahia, Goiás e Distrito Federal. Conexões interferroviárias são realizadas através da FEPASA, a partir de São Paulo e Jundiaí, atendendo a todo o interior do Estado de São Paulo, e de duas outras empresas que operam na região Centro – Oeste.

Dentro da Malha Sudeste, o ramal Japeri – Brisamar com 32,9 Km de extensão é de especial importância para o atendimento ao Porto de Itaguaí. A partir de Japeri a linha tronco Rio–São Paulo, interliga as regiões metropolitanas dessas cidades e atravessa todo o vale do Paraíba. Lei de Modernização dos Portos

Com a aplicação da Lei 8630/93, a Docas foi submetida a profundo processo de mudança quanto aos aspectos físico, administrativo, econômico e, mesmo, de imagem pública. A Docas teve que se adequar e intensificar forças para competir no mercado mundial da economia globalizada. O ano de 1998 foi marcado pela quebra do monopólio estatal de operação dos portos públicos, com a melhoria na qualidade dos serviços ofertados e

tendência à redução dos custos e aumento da movimentação, trazendo assim reflexos à atividade econômica regional e geração de empregos, como exemplo a redução de US$200,00/cont. para menos de US$ 70,00. Ao mesmo tempo, os compromissos mínimos assumidos pelos arrendatários de quadruplicar a movimentação.

Pelo apoio recebido do BNDES e Orçamento Geral da União em 1998 (R$ 113 milhões totalizando um investimento acumulado de R$ 300 milhões, em Itaguaí, desde o início das obras), permitiu-se instalar 210 m de cais, 200.000 m2 de pátios para movimentação de cargas conteinerizadas, veículos em regime roll-on/roll-off, e concluir 70% do novo canal de acesso.

Aspectos Gerais

O Porto de Itaguaí apresenta uma retroárea de 10 milhões de metros quadrados de área plana, um canal de acesso com até 20m de profundidade e cais de acostagem em águas abrigadas, com infra-estrutura logística industrial e tecnologia em telecomuni- cações e suprimento, acessos multimodais e facilidades de transportes.

É um porto moderno, com foco permanente nos procedimentos voltados para gestão ambiental. O Porto de Itaguaí oferecerá imediatamente redução de custo para o usuário a nível internacional de produtividade. O Porto de Itaguaí, modernizado para acompanhar a competitividade do comércio portuário nacional e internacional, será o 1º HUB PORT do Atlântico Sul. Moderno, dinâmico, ágil, de grandes capacidades, estrategicamente num ponto singular do continente Sul Americano, densamente produtivo, localizado no mais importante entorno geo-econômico. Em um raio de pouco mais de 500 Km estão situados os agentes produtivos responsáveis pela formação de cerca de 70% do PIB brasileiro. É um porto singular entre os portos brasileiros e latino- americanos. Com características físicas competitivas, tem acesso marítimo para receber navios de grande porte e de última geração acima de 6.000 TEUs.

Debby Ryan


Deborah “Debby” Ann Ryan (Huntsville, Alabama, 13 de maio de 1993) mais conhecida como Debby Ryan, é uma atriz, cantora e compositora americana mais conhecida por seu papel de destaque como Bailey Pickett na série original do Disney Channel: Zack & Cody: Gêmeos a Bordo. Em 2011, Debby estrela a nova série do Disney Channel, Jessie.

Biografia


 
Debby Ryan com o cabelo loiro.

Debby nasceu na cidade de Huntsville, Alabama. Debby é evangélica; atuou em igrejas, grupos de teatro, e competições de talento. O pai de Debby estava nas Forças Armadas Americanas, então ela morou na Alemanha dos 7 aos 9 anos de idade. Debby começou a interpretar profissionalmente numa Base Americana na Alemanha. Ela então descobriu que amava atuar. Na época, Debby era fluente em alemão.

Ela retornou aos Estados Unidos com 9 anos de idade, no ano de 2002, e foi criada no Texas. Ela sonhava em atuar em tempo integral. Numa entrevista feita pela People Magazine em 2009, Debby revela que em sua sétima série teria sido a mascote de sua escola e participava do clube de xadrez. Ela se descreve como uma “nerd” na escola. Debby tem um irmão de dezoito anos, Chase Ryan, que é guitarrista e vocalista. Em março de 2009, Debby disse que seu irmão era um de seus ídolos.

Atuação

Debby estreou em 2007 como convidada em Barney: Let’s Go to the Firehouse, onde fez o papel de Jullie, uma adolescente em crise que passa a ver a vida de um jeito mais alegre. Ela também participou do filme The Longshots com Ice Cube e Keke Palmer. Ryan interpretou Edith no filme.

Debby interpreta uma dos personagens principais, Bailey Pickett, na série original do Disney Channel, Zack & Cody: Gêmeos a Bordo. A série é uma sequencia/spin-off da série Zack & Cody: Gêmeos a Bordo. O episódio piloto do seriado estreou em 26 de Setembro de 2008 nos EUA, sendo muito bem recebido pela crítica.

Além da série de sucesso, Debby também participou do especial Studio DC: Almost Live que apresentava estrelas de diversas séries do Disney Channel em companhia dos Muppets. Ela também fez uma participação em um episódio da mini-série Jonas Brothers: Vivendo O Rock. Em 2009, Ryan fez sua primeira aparição em uma série de TV fora da Disney Channel. Ela interpretou Hillary em um dos episódios da série de drama da ABC Family, The Secret Life of the American Teenager. Debby ganhou dois Young Artists Awards como Melhor Atriz de TV por Zack e Cody: Gêmeos a Bordo e por Melhor Performace de Atriz Convidada em série pela sua atuação em The Secret Life of the American Teenager.

Em Março de 2011, foi confirmado pela imprensa do Disney Channel, que Debby estreará a nova série do canal, intutalada Jessie.

Música

Debby toca diversos instrumentos incluindo violão, piano e teclado. Ela também é compositora e está trabalhando com música juntamente ao seu irmão Chase Ryan. Seu estilo musical tende para o country, pop, jazz e um pouco de rock alternativo. Seu primeiro single “Adios” foi gravado em Maio de 2009 e lançado em 28 de Agosto de 2009 nos Estados Unidos pela Radio Disney e em 14 de Setembro do mesmo ano foi liberado para download digital.Pois Ryan diz: sou melhor na atuação.


Letra da musica

A Dream Is a Wish Your Heart Makes

Debby Ryan

All:
a dream is a wish.
Raven:
A dream is a wish your heart makes
When you’re fast asleep
In dreams you will loose your heartache
Whatever you wish for you keep
Alyson Michalka:
Have faith in your dreams and someday
Your rainbow will come smiling through
Anneliese Van Der Pol:
No matter how your heart is grieving
If you keep on believing
Ashley Tisdale:
The dream that you wish will come true
Everyone: hey yea
Raven: hey yea
Everyone: yea yea haaaaaa
Everyone: yea yea yea yea
Dylan e cole Sprouse:
A dream is a wish your heart makes
Kyla:
When you’re feeling small
Brenda Song:
alone in the night you whisper
Alyson Michalka:
Thinking no one can hear you at all
You wake with the morning sunlight
To find fortune that is smiling on you
Anneliese Van Der Pol:
Don’t let your heart be filled with sorrow
For all you know tomorrow
Raven:
The dream that you wish will come true
Hey yeah, yeah, yeah, hey yeah (a dream is a wish)
Hey yeah, yeah, yeah, hey yeah
Amy Bruckner:
When you can dream
Then you can start
(then you can start)
A dream is a wish you make with your heart
(make with your heart)
When you can dream
Then you can start
(a dream is a wish)
A dream is a wish you make with your heart
Orlando Brown:
A dream is a wish your heart makes
Alyson Michalka & Orlando Brown
When your fast asleep
Ashley Tisdale:
In dreams you will loose your heartache’s
Brenda Song:
Whatever you wish for you keep
Raven:
You wake with the morning sunlight
Dylan and Cole Sprouse:
To find fortune that is smiling on you
Anneliese Van Der Pol
Don’t let your heart be filled with sorrow
Raven, Anneliese Van Der Pol and Orlando Brown
For all you know tomorrow
Raven:
The dream that you wish will come true
Ricky Ullman:
No matter how your heart is grieving
Kyla:
If you keep on believing
Raven:
The dream that you wish will come true
Hey yeah, yeah, yeah, hey yeah (a dream is a wish)
All:
When you can dream
Then you can start
(then you can start)
A dream is a wish you make with your heart
(make with your heart)
When you can dream
Then you can start
(a dream is a wish)
A dream is a wish you make with your heart.